Vale a pena terceirizar o financeiro de uma empresa?

Um conhecimento importante para quem empreende é saber se vale a pena terceirizar o financeiro de uma empresa. Afinal de contas, essa é uma decisão importante para determinar a lucratividade da empresa e, mesmo em alguns casos, a sua competitividade. Para alguns negócios, a terceirização do seu setor financeiro é uma possibilidade vital para se manter competitivo contra a concorrência.

Mesmo antes da Reforma Trabalhista de 2017 (que flexibilizou a maneira como as terceirizações podem ser feitas no país), a possibilidade de contratar um BPO Financeiro já era muito cogitada pelas empresas. No Brasil, considerando que 99% das empresas são de micro ou pequeno porte, muitos empreendedores consideram que essa é uma ação desnecessária para seus negócios, pois “a demanda é pouca”. No entanto, a terceirização do setor financeiro pode dar um boost administrativo que fará o negócio subir de nível.

Quer saber se vale a pena terceirizar o financeiro dentro de uma empresa? Então siga a leitura do artigo abaixo!

O que é a terceirização do financeiro de uma empresa?

A terceirização do setor financeiro de uma empresa, também chamada de BPO Financeiro, é o processo de contratar uma empresa terceirizada para lidar com as demandas financeiras do negócio. Por exemplo, contratar um escritório de Contabilidade Digital para lidar com o processamento de folha de pagamento, de quitação de fornecedores, fluxo de caixa e outros compromissos do tipo.

A empresa contratada para isso tem um grupo de profissionais que ficam de posse dos dados financeiros do cliente (que são compartilhados com ele também, claro) e podem tomar as ações necessárias para lidar com todas as demandas que a empresa tem.

Além disso, eles também podem realizar processos de planejamento tributário ou financeiro, de modo a viabilizar os objetivos de crescimento da empresa. Tudo dependerá, claro, do escopo do serviço contratado.

Quais as vantagens disso?

Muitos empreendedores se perguntam quais as vantagens de terceirizar o setor financeiro de uma empresa. Afinal, os riscos são óbvios e, até certo ponto, altos: ceder o controle financeiro da empresa para terceiros pode ter consequências catastróficas.

No entanto, existem vários benefícios que podem ser retirados disso, e muitos deles essenciais para o futuro da empresa. Para começo de conversa, existe uma legislação relativamente pesada para o BPO Financeiro, o que dá segurança jurídica para a empresa que contrata esse serviço.

Em segundo lugar, a empresa que assume o financeiro dos seus clientes conta com equipes formadas por administradores e contadores especializados no assunto. Isso garante menos erros e maior eficácia nas ações feitas. Além de pagar menos multas, a empresa tem mais flexibilidade para fazer planos e conseguir crescer.

Além disso, os escritórios que oferecem esse serviço usam ferramentas digitais e tecnologias inovadoras para fazer os processos básicos do setor financeiro de maneira automatizada e mais eficiente.

Por consequência, o serviço terceirizado é muito mais barato do que ter profissionais dedicados exclusivamente para essa função. Por exemplo, suponha que você tenha uma pequena empresa e tenha dois funcionários para lidar com todas as demandas financeiras. Isso significa, no mínimo, dois salários mínimos por mês, mais direitos trabalhistas e outros custos. Já um serviço de BPO Financeiro pode ser encontrado por R$300,00, R$400,00 para uma empresa de pequeno porte. É uma economia considerável.

Vale a pena terceirizar o financeiro de uma empresa?

Levando em consideração todas as vantagens que vimos acima, é fato que vale sim a pena terceirizar o financeiro de uma empresa. Afinal de contas, essa medida reduz custos para o negócio, permite maior eficácia e menos erros no trabalho financeiro, além de ajudar a viabilizar os planos da empresa.

É claro que é temeroso contratar alguém para cuidar das suas finanças, mas isso é necessário conforme a empresa cresce e precisa mirar mais alto. Uma coisa é lidar com as finanças de uma empresa que tem um ou dois funcionários e fatura menos de R$100.000,00 no ano; outra, é lidar com as finanças de quem tem faturamento acima de R$500.000,00, precisa pagar vários funcionários e outros compromissos.

Para o empreendedor, livrar-se dessa carga de trabalho significa poder focar seus esforços naquilo que realmente importa, aumentando sua produtividade e permitindo que a empresa seja mais competitiva, até porque ela reduzirá bastante os custos e poderá reduzir preços também.

Agora que você já viu que vale a pena terceirizar o financeiro de uma empresa, o próximo passo é fazer as contas e entender o benefício dessa ação no seu caso. Faça uma análise das suas condições e veja quais serão as vantagens que o seu negócio terá. Se a sua empresa for de pequeno porte, pode ganhar bastante produtividade ao liberar parte da equipe que cuidava do setor financeiro para se dedicar a outras áreas.

E aí, gostou do conteúdo? Então comente abaixo com a sua opinião sobre a terceirização do setor financeiro da empresa!



Diga-nos o que achou do post: