Uma análise do modelo semiótico textual

Um recorte de um estudo da semiótica nas teorias da comunicação

O modelo semiótico informacional fala da negociação entre emissor e receptor. Ademais, o modelo semiótico-textual aparece como um desdobramento mais complexo da teoria semiótica.

Dessa forma, já não são as mensagens que são veiculadas, mas sim os conjuntos de práticas textuais conhecidas.

O autor Mauro Wolf detectou nos anos 1980 uma crise em que o modelo informacional e em seus desdobramentos. Os motivos foram a presença de estudos das mídias de massa, além da existência de diferentes abordagens sobre o conceito de comunicação.

Em suma, os leitores recebem conjuntos de práticas textuais oriundos de sua Cultura, além de mensagens reconhecíveis a partir de códigos compartilhados, possibilitando o receio do modo como os dados sociológicos chegam aos meios de comunicação.

Este receio transforma esses dados em mecanismos comunicativos que agem sobre os processos de interpretação, aquisição de conhecimentos e sobre seus efeitos.

O que falta ao diagnóstico de Wolf é a expansão da presença e da importância da dimensão da Cultura e das mídias na sociedade atual, além de se perceber para onde a tradição teórica estava migrando, como as das ciências cognitivas.

Enfim, podemos concluir que a semiótica é aplicável nas mais diversas situações nas teorias de comunicação e no estudo da semiótica.



Célio Azevedo é jornalista e filósofo graduado, além de docente superior pós-graduado, com MBA em Gestão de Negócios pela UCAM e MBA Executivo em Marketing pela UGF, número de registro: 28.046/RJ. É autor de "A Cobertura do JB e do Globo da Queda do Muro de Berlim (1989) e do Fim da URSS (1991)", "Manuscritos Poéticos", "Java para todos", "Músicas em Outros Idiomas", "Arte e Materialismo - Filosofia do Caos", em tcheco "Umění a Materialismus: Filozofie chaosu", "As Tecnologias da Comunicação e o Ensino Superior de Jornalismo", "A Educação planetária de Edgar Morin", "Gotterdamerung", trabalhou também no livro de contos "O Lado Sombrio" e, recentemente, em "Kritické Myšlení a Média". Também lançou os álbuns musicais de estúdio: "2012", "Mr. Fusion", uma ópera rock "Celio Azevedo's Scout - Scoutish: The XXI Rock Opera", "Espere o Amanhã", "Modern World", "2022", além de diversos singles e outras discografias alternativas. Nos anos 2000, ademais, estudou TI, Direito e Filosofia, além de lecionar linguagens de programação orientadas a objetos. Nos dias de hoje, ministra cursos e é empresário. Palestrante, periodista e escritor, atualmente analisa a realidade política nacional e internacional sob uma perspectiva própria.

Diga-nos o que achou do post: