turismo de experiência

Turismo de experiência: o que é, sua importância e como praticar

O turismo de experiência tem como objetivo proporcionar momentos ao viajante diferentes daquilo que costuma ser considerado tradicional.

Em outras palavras, além de conhecer pontos turísticos do local, pode vivenciar a realidade da cidade ou país que esteja visitando.

Viajar é muito bom, mesmo quando você vai para algum lugar que já visitou antes, não importa. A sensação de sair do seu país ou da sua cidade, conviver com coisas diferentes e sair da rotina chega a ser importante até mesmo para a saúde.

O corpo e a mente se beneficiam das viagens e quanto mais diferente for o local que você vai conhecer, melhor. Existem alguns lugares do mundo que as pessoas gostam de viajar, mas uma experiência completa é para poucos.

Mesmo que você esteja fisicamente no destino que escolheu para as suas férias, é completamente diferente vivenciar algo que faça parte do ambiente. Conhecer a cultura, o idioma e os costumes são alguns elementos que garantem uma experiência completa.

Neste artigo, vamos explicar o que é turismo de experiência, falar sobre sua importância, como praticá-lo, por que ter esse tipo de experiência e listar alguns tipos de turismo experimental.

O que é turismo de experiência?

Turismo de experiência é um dos nichos presentes no mercado de turismo, que costuma abranger nichos menores, como:

  • Turismo cultural;
  • Turismo histórico;
  • Turismo gastronômico;
  • Turismo religioso.

Também conhecido como TEX, o turismo experimental traz os mesmos destinos tradicionais, mas com uma vivência completa em relação à profundidade e aproximação com o local.

Tudo é preparado para garantir a melhor experiência, como higienização de bancos automotivos para os traslados e atender às expectativas do viajante.

As pessoas que procuram esse tipo de viagem querem muito mais do que descanso, elas desejam fazer parte de um novo ambiente, descobrir alguns segredos desses lugares e ter acesso a conhecimentos, descobertas e transformações.

Existem vários pontos que são trabalhados, um deles é despertar os sentidos, por meio de cheiros agradáveis e marcantes, comidas, músicas e paisagens do destino.

O turismo de experiência também trabalha os sentimentos do viajante, ativando algumas emoções, conhecendo a história de pontos turísticos, explicar um pouco sobre a construção de monumentos e mostrar a essência da cidade.

Ele busca estimular a cognição, por meio de novas informações, contando histórias, levando o viajante a participar de oficinas culinárias, exploração de novos mundos e assim por diante.

O turista entra em movimento e começa a interagir, por meio de passeios pela região, trilhas e até sua participação em atividades da comunidade.

Por fim, o turismo experimental cria uma identificação entre o turista e a história do local. Aliás, criar identificação é fundamental, pois as pessoas buscam isso no dia a dia, seja na hora de contratar uma empresa de limpeza ou de fazer uma viagem.

Unir todos esses pontos mostra que, muito mais do que conhecer um ponto turístico ou provar um prato típico, o viajante tem uma experiência que aprende sobre a história do local, a cozinhar o prato e conhece a importância de todos esses elementos.

Ele consegue sentir, pensar, agir e se identificar com o destino escolhido. A pessoa conhece a cidade, reproduz parte de sua história, obtém informações valiosas e tem a oportunidade de vivenciar tudo isso, como se realmente fosse parte do local.

Importância do turismo de experiência

As pessoas precisam repensar a maneira como viajam e vivenciam essas experiências, pois viajar é algo que pode ser transformador, colaborar com a comunidade e mudar a vida do viajante.

Uma forma de aprender e se conscientizar, transformando sua própria essência, e quando o indivíduo permite conhecer de maneira mais profunda os destinos, amplia sua visão de mundo.

As ações junto à comunidade local acontecem por meio de passeios que valorizam e empoderam as pessoas que moram e as pessoas que visitam o local.

O turista pode contratar os serviços de uma empresa de entrega de documentos motoboy e tantas outras opções para vivenciar a cidade ou país, e essas ações colaboram com o meio ambiente e desenvolvem o território em longo prazo.

Como fazer turismo de experiência

As pessoas podem fazer turismo de experiência em qualquer lugar do mundo, mas em alguns destinos, os roteiros já estão prontos. Em outros, o próprio viajante pode escolher como vai explorar as possibilidades.

O que importa é ter uma vivência intensa, engrandecedora e autêntica, mas a viagem vai depender muito da disposição do viajante.

Por exemplo, quando se fala do nordeste brasileiro, logo as pessoas pensam em praias paradisíacas e comidas típicas. Mas para vivenciar algo em sua plenitude, é necessário explorar, por exemplo, o Sertão Nordestino.

Você pode viajar de carro pelo sudeste do país e até chegar ao local de destino, vai presenciar a movimentação da estrada com caminhões de carga expressa, e pode escolher um local para fazer trilhas, conhecer produções artesanais, entre outros.

Por exemplo, hospedar-se em uma pousada com passeios a cavalo é uma forma de vivenciar uma cultura de determinada região.

Enfim, são muitas maneiras de fazer turismo experimental, mas se você tiver alguma dúvida, pode contratar uma agência especializada.

Por que fazer turismo de experiência?

Existem muitas razões para fazer turismo de experiência e sua própria definição já é um bom motivo. De qualquer forma, é só assim que você terá uma intensa troca cultural com as pessoas nativas de diversas localidades visitadas.

Muito além de conhecer os pontos turísticos tradicionais, é uma forma de ter uma percepção profunda sobre como essas pessoas vivem.

Quem está aprendendo um novo idioma também pode investir nesse tipo de viagem. Quem quer um local mais próximo, pode providenciar revisão veicular para viagem e conhecer um pouco mais as vinícolas e até ajudando a colher algumas uvas.

Já falamos que viajar é uma forma de expandir a visão de mundo e os horizontes pessoais, e quando conhecemos pessoas novas e entramos em contato com sua cultura, conquistamos evolução pessoal que será levada por toda a vida.

É uma oportunidade de ajudar comunidades locais, participando de suas atividades, comprando artesanatos e tudo o que é produzido por elas e até mesmo colaborando com a produção.

Por fim, quando mergulhamos profundamente em uma cultura diferente da nossa, nos sentimos cativados pelas histórias e tradições, aprendendo um pouco mais sobre uma realidade completamente distinta daquilo que estamos acostumados.

Esse contato ajuda a compreender como os ancestrais viam o mundo e de que maneira davam um sentido àquilo que tinham ao redor.

Voltar para casa com todas essas informações é uma forma de difundi-las e mostrá-las a outras pessoas, por meio de narrativas de tudo aquilo que você viveu e presenciou durante sua viagem.

Tipos de turismo experimental

Para aproveitar todos os benefícios do turismo experimental, é possível escolher entre diferentes tipos, como viajar para regiões de uva e vinho.

No Brasil, existem várias cidades com esse tipo de passeio, como no caso do Rio Grande do Sul. Outro tipo muito comum é o ecoturismo e aventura, muito comum na Chapada dos Veadeiros em Goiás.

Não se esqueça de ter uma boa assistencia tecnica iphone apple para seu celular, se algo acontecer você terá o local de confiança para ir, ainda mais rodeado por uma natureza impressionante, ficamos deslumbrados e pode ocorrer um acidente. 

Você vai conhecer cachoeiras e piscinas naturais e saber um pouco mais sobre a fauna e a flora dessa região do país, além de descobrir algumas espécies que estão em risco de extinção.

Uma das principais características do Brasil são suas diversas camadas sociais, e o Rio de Janeiro é uma cidade que mostra muito bem essa realidade.

Você pode visitar a favela Santa Marta, no Rio de Janeiro, que oferece passeios turísticos. Os passeios são feitos a pé e de carro, com motoristas habilitados por auto escola reconhecida.

Os viajantes conhecem um pouco mais sobre a comunidade e as personalidades do local, fazem caminhadas noturnas até o Mirante e têm acesso a uma vista privilegiada do Cristo Redentor e da Baía de Guanabara.

Considerações finais

Agora que você já sabe o que é turismo experimental, deve estar curioso para começar a investir em algo diferente de tudo aquilo que você já viu.

Algumas agências de viagem oferecem esse tipo de pacote, com destinos no mundo todo, mas ninguém precisa, necessariamente, comprar uma viagem assim.

Quem acabou de fazer uma adição de categoria e pode dirigir um ônibus, tem a opção de reunir os amigos e escolher um destino que todos queiram conhecer profundamente, até mesmo uma cidade do litoral.

Toda cidade tem sua própria história e costumes, e para todo lugar onde você vai é uma oportunidade de conhecer uma realidade diferente e que vai transformar sua existência.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.



Diga-nos o que achou do post: