Trade marketing e trade marketing digital

Trade marketing x trade marketing digital: qual a diferença?

Trade marketing e trade marketing digital são nomenclaturas que podem causar muita confusão para aqueles que têm pouco contato com essas metodologias. Esse artigo propõe desmistificar os conceitos que envolvem as duas práticas. 

Integrar a experiência do mundo real com o mundo virtual é um desafio crescente para as empresas, de acordo com a inserção cada vez maior de ferramentas inteligentes na rotina da população. Os smartphones são hoje janelas abertas, portáteis, de conexão ao virtual. 

Essa fusão entre duas interfaces empurra as demandas por digitalização a patamares inéditos, de modo que as empresas devem se adequar às plataformas online, sem com isso abandonar seus postos físicos de venda. No entanto, como conciliar duas atribuições? 

A migração do comércio físico para o virtual 

O comércio físico é representado pelas lojas e empresas situadas nas grandes cidades, herdeiras diretas das práticas de anúncio de produtos e atendimento mais antigas do mundo. Essa tradição foi refinada pela produção industrial e as telecomunicações. 

Com a internet, uma miríade de novas oportunidades e desafios se estabeleceram para uma publicidade ainda em desenvolvimento. 

O recurso, caracterizado pelo compartilhamento de informações em alta velocidade, trouxe algumas mudanças, como: 

  • Personalização do conteúdo visualizado em tela; 
  • Potencial inédito de armazenamento de dados; 
  • Acesso livre a qualquer hora e posteriormente, em qualquer lugar; 
  • Conteúdo interativo (espectador se converte em produtor de conteúdo);
  • Variedade de recursos de mídia. 

Conforme recursos de trocas financeiras foram incorporados à rede, na era de popularização das redes sociais, as empresas enxergaram nas plataformas online uma grande oportunidade de alavancar suas vendas. 

O setor logístico ofereceu respostas compatíveis às novas demandas, expandindo a malha logística para além de limites continentais. 

O efeito disso foi a fusão de mercados proporcionada pela internet e a mistura entre entretenimento e publicidade. 

Prospecção de vendas 

A prospecção de vendas é o ato de atrair e capturar o consumidor, persuadindo-o a efetuar uma compra ou contratar um serviço de instalação elétrica em alvenaria estrutural, por exemplo. Esse processo pode ser posto em práticas de várias maneiras:

No trade marketing 

O trade marketing se relaciona com alguns ramos da logística ao monitorar estoques como forma de calibrar a competitividade de uma loja em relação a outra. 

Seu objetivo é garantir a retenção do cliente em seu estabelecimento físico, afastando-o de concorrentes. 

Por isso, entre suas funções estão o gerenciamento dos bens de consumo vendidos na organização, na realização e divulgação de promoções em postos de venda, na introdução de elementos visuais na exibição de vitrines e prateleiras, entre outros. 

No trade marketing digital 

Já o trade marketing digital foca seus esforços nas plataformas online, estabelecendo um circuito de comunicação omnichannel. 

Isso significa alcançar o consumidor em vários locais, oferecer os melhores catálogos online e monitorar ações promocionais na web. 

O trade marketing digital ganha ao integrar experiência on e offline, fortalecendo a reputação e autoridade de uma escola bilíngue para crianças ou de estabelecimentos que oferecem produtos tangíveis, como marketplaces. 

Como inbound e outbound influenciam a prática? 

Duas das classificações mais populares em marketing digital são o Inbound e Outbound. Sua distinção está fundamentada no ciclo de compra do cliente. 

Na metodologia outbound, o ciclo se inicia com a abordagem da marca, na figura do vendedor, ao consumidor. 

Propõe-se que o outbound se encaixa melhor em ambientes físicos, com um profundo envolvimento das equipes de atendimento em todas as fases da prospecção. 

No inbound, o primeiro contato parte do próprio consumidor em um processo chamado de qualificação. 

Para vender uma usinagem de peças grandes, no inbound marketing, é necessário despertar o interesse do cliente de maneira indireta, por meio da produção de conteúdo direcionado, por isso, sua maior aplicação é na internet. 

Vantagens do modelo tradicional 

O modelo tradicional, isto é, o trade marketing, tem seu campo de atuação no mundo físico, contando com stands de vendas, lojas físicas e uma equipe de atendimento formada por pessoas, tornando a experiência genuína. 

As principais vantagens deste modelo estão ligadas ao impacto que interações ao vivo geram sobre o processo decisório do consumidor. 

Primeiras impressões e gatilhos psicológicos ganham nova dimensão no mundo percebido como real. 

Maior impacto na experiência de atendimento 

O atendimento em lojas físicas depende exclusivamente do vendedor, que sempre foi uma figura eficiente na comunicação dos valores da marca e dos benefícios do produto. No trade marketing, esse capital humano pode ser melhor explorado. 

O tratamento personalizado se torna mais humano em estruturas físicas, o que contribui com a satisfação do cliente. 

Para isso, pode ser interessante a busca por um aluguel escritório coworking, a fim de monitorar com proximidade essas operações. 

Conquista do público local 

O trade marketing é ideal para empresas que precisam qualificar seu público local, se estabelecer no raio de alcance geográfico da marca. 

Esse tipo de necessidade pode ser maior no setor de serviços, que depende da atuação do profissional. 

A identificação de oportunidades, com base na concorrência, é também mais simples na abordagem local, permitindo a realização de um aspecto básico do trade marketing: trabalhar o valor agregado pela oferta de algo que outras marcas não possuem. 

Melhor treinamento de equipes 

O treinamento de equipes é algo que pode ser usado no comércio local e no comércio online, mas apenas trabalhado, com eficiência, a partir de uma cultura organizacional robusta. Construir uma cultura é mais fácil em espaços de trabalho físicos. 

O trade marketing transforma o ponto de venda em laboratório das estratégias de prospecção, permitindo que líderes visualizem resultados de metodologias adotadas em tempo real, com detalhes, gerando um grande conhecimento de mercado. 

Identidade de marca

A identidade de marca é um critério importante para qualquer empresa. Para uma organização que oferece buffet para aniversário, por exemplo, uma identidade compatível com as afinidades do cliente define preferências de mercado.

Essas preferências geralmente estão ligadas a aspectos intangíveis do produto, isto é, aqueles que não podem ser mensurados monetariamente. São eles confiabilidade, compatibilidade com crenças pessoais e valor social. 

É na identidade de marca que se trabalha o conceito de valor agregado, a percepção, por parte do consumidor, de que uma marca ou símbolo de um hospital veterinário cães e gatos representa vantagens além daquelas derivadas do serviço em si, por exemplo.  

Vantagens do modelo digital

O modelo digital, por sua vez, as práticas de trade marketing digital, representam o futuro, uma vez que a aderência às plataformas digitais cresce a cada ano. 

Com bilhões movimentados em operações de compra e venda, é a maior aposta de crescimento. 

Expansão do mercado consumidor 

Enquanto o trade marketing se destaca na abordagem do comércio local, o trade marketing digital é usado quando as empresas desejam expandir suas operações. 

O e-commerce surge com essa premissa: de vizinhanças para cidades inteiras. 

Um serviço de lavagem de cortinas com blecaute pode alavancar suas receitas ao destacar-se na internet, aumentando o número de pedidos e conquistando um público que antes estava oculto pela barreira geográfica. 

Escalabilidade 

Esse aumento de receita é também motivado por uma redução nos custos de produção e atendimento, posto que investir em plataformas online é mais barato que as alternativas para alcançar o mesmo resultado. 

Essa redução de despesas operacionais, ao passo em que crescem as vendas, define um fenômeno conhecido por escalabilidade, caracterizado pela alta liquidez, pelo extenso capital de giro e rápido crescimento empresarial. 

Eficácia das ações promocionais

As ações promocionais são recursos que implicam na atração de um grande número de consumidores em um curto período de tempo. 

Sorteios, concursos e liquidações fazem parte desta categoria e são ideais como um impulso inicial nas ações de marketing. 

Para o trade marketing digital, as ações promocionais são ideais para empresas em início de operações na internet, como uma loja virtual de bolsas, que precisam se fazer conhecidas rapidamente para conquistar os primeiros resultados. 

Comunicação otimizada com o cliente

A comunicação com o cliente é aproximada pelo trade marketing digital, que posiciona a empresa em múltiplos canais, integrando todos eles. 

Redes sociais, chatbots, e-mail marketing e outras estratégias podem ser aplicadas ao mesmo tempo. 

Considerando que o consumidor nacional passa três horas de seu dia, em média, nas redes sociais, um percentual que representa mais de 70% da população, estar apto a comunicar-se nessas plataformas é ideal para aproximar-se do cliente. 

Considerações finais

Sendo assim, trade marketing e trade marketing digital representam a transição entre comércio físico e online, com as transformações naturais às novas demandas do mundo virtual. 

Estar presente nas duas dimensões, assim como o indivíduo está, é a melhor estratégia. 

Por isso, é importante ressaltar a importância de ambos nas estratégias de publicidade e prospecção do cliente, sem negligenciar um ou outro, mas integrá-los para que trabalhem em conjunto, em direção ao mesmo objetivo. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.



Diga-nos o que achou do post: