Tinder divulga estudo com hábitos da comunidade LGBTQ+

Antecipando a celebração do mês da diversidade, aplicativo divulga pesquisa realizada no Brasil que revela o comportamento deste público nos ambientes on e off-line

Como um dos maiores aplicativos de relacionamento no mundo, o Tinder está cada vez mais comprometido em celebrar a diversidade e individualidade de cada um da sua ampla base de usuários. Por isso, antecipando as celebrações do mês do orgulho LGBTQ+ e tendo o 50º aniversário da revolta de Stonewall como mote, o Tinder divulga nesta semana, globalmente, seu estudo de comportamento da comunidade LGBTQ+ nos aplicativos de relacionamento e namoro online.

A pesquisa, que também foi realizada no Brasil, revela que a comunidade LGBTQ+ sente que houve uma mudança drástica no estigma em torno da homossexualidade nos últimos 5 anos: 75% dos entrevistados afirmam que hoje há menos tabu do que havia 5 anos atrás, tendo os aplicativos de namoro como grandes aliados nesta luta – 86% dos adultos pertencentes a comunidade LGBTQ+ acreditam que os apps os beneficiaram de forma positiva.

Sentimentos como felicidade e orgulho são os mais associados aos que se dizem pertencentes à comunidade e quase dois terços (61%) dos entrevistados dizem que consideram importante que o/a match esteja ativamente envolvido (a) em organizações e ações que lidem com as questões LGBTQ+.

O Tinder incentiva todas as formas de amor e acredita que com aceitação e respeito ao próximo, o mundo terá cada vez mais matches.

Sobre o Tinder | Lançado em 2012, o Tinder é o maior aplicativo do mundo para conhecer novas pessoas. Com alcance global, usuários em mais de 190 países arrastam o botão da direita para se conectar com outras pessoas. A cada dia, 26 milhões de ‘matches’ são feitos no app, com mais de 20 bilhões de ‘matches’ realizados até o momento. Em dezembro de 2014, o Tinder tinha zero membros pagantes e cresceu rapidamente, contando atualmente com mais de 4 milhões de assinantes, o que o torna um dos 5 maiores aplicativos do mundo não relacionados a jogos.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa Tinder



Diga-nos o que achou do post: