TENHA MEDO, MAS NÃO SEJA MEDROSO

Ter medo é até normal, nós temos medo de tudo aquilo que não conhecemos ou não temos uma explicação plausível que nos satisfaça, ele nos deixa em estado de alerta ao nos sentirmos ameaçados, pode até salvar nossas vidas e não é vergonha nenhuma o sentir, desde que seja enfrentado. O que não é legal é ser medroso, ou seja, se deixar amedrontar por qualquer coisa e agir como um covarde, do tipo que deixa de realizar um sonho apenas pelo medo do projeto não dar certo.

O medo é uma forma de proteção que temos, não fosse por sua existência e nossa vida não seria muito longa, ou você seria capaz de saltar de um avião sem paraquedas, ou sem saber como usar o equipamento? Acredito que não, ninguém cometeria essa loucura a não ser em uma situação extrema de luta pela sobrevivência. Imagine que você está em uma estrada muito movimentada, cheia de caminhões e carros que passam a toda velocidade, e tem que atravessá-la, mas por perto não há passarela, você sairia correndo a toda, sem nem olhar para os lados? Claro que não, esperaria o melhor momento para fazer a travessia em segurança. Perceba que você não faz nada disso, dentre muitas outras coisas, simplesmente porque tem medo de morrer ou de se ferir com gravidade na tentativa de atravessar a estrada ou saltar de paraquedas, por isso não faz de qualquer jeito.

Portanto, pare de rir das pessoas que expressam seus medos, por menores que sejam, elas não são nada diferentes de você, somente o que as torna “diferentes” é que elas têm coragem de verbalizar seu medo e você não, porque se acha o valente, mas o valente é aquele que está dentro do caixão porque não quis assumir seus medos. Ter medo faz parte de nossa vida e que bom que esse sentimento faz parte da construção de uma pessoa. Eu não conheço ninguém que não tem medo de alguma coisa ou situação e também não conheço ninguém que não seja extremamente medroso, daqueles que tem chilique quando o objeto do medo lhes é confrontado. Eu tenho medo de um animal em especial, na verdade eu tenho pavor e não sei como seria um encontro meu “cara a cara“ com o bicho, ainda bem que nunca encontrei um pessoalmente na natureza, acho que eu ficaria em pânico.

Quando o medo exagerado de uma situação ou coisa não lhe deixa fazer mais nada, aí sim temos um problema que precisa ser resolvido, pois quando você usa bem seu medo ele acaba sendo importante para que você tome os devidos cuidados e se prepare mais um pouco e não para que você desista de fazer o que quer. Meu medo de cobra eu não preciso ter sob controle a todo momento, pois vivo na cidade e aqui a possibilidade de eu encontrar uma cobra é bem pequena. Mas já tive que o controlar quando fiz algumas corridas de montanha, no meio do mato, era isso ou não correr e participar de algumas corridas belas e desafiadoras para mim, então engoli o medo e fui lá me embrenhar no mato, nunca vi nenhuma cobra nessas ocasiões, mas o medo estava presente o que me deixou mais alerta e me fez estudar o comportamento do bicho, para, em caso de necessidade, saber me defender.

Já no caso de enfrentar algum desafio importante na vida, tipo largar tudo para tentar uma nova vida fazendo o que gosta, o medo vai ativar o mesmo gatilho que me ativou no caso das cobras, só que, nesse caso, você vai se preparar de outra forma para enfrentar esse desafio, vai estudar, entender melhor o negócio e vai se planejar melhor para dar passos mais seguros e confiantes durante o processo. Eu não sei tudo sobre cobras, mas sei o suficiente para estar no mato e casualmente me proteger do ataque de uma, sei que ela não me ataca à toa, mas sim porque eu, sem saber, invadi seu território. No caso de estar montando um negócio é preciso entender melhor no que está se metendo, aprender a lidar com as finanças, com os clientes e saber identificar oportunidades, muito mais fácil do que lidar com o medo de cobras, que ficam camufladas no mato, eu acho, pois mesmo com tudo o que aprendi para controlar meu medo a corrida no mato é muito difícil para mim, mas só por medo das cobras, as outras coisas e bichos eu tiro de letra, são outras questões.

Quando você está preparado os desafios parecem que são menos devastadores, é possível enxergar um problema ainda no início e resolver, ou também enxergar uma oportunidade boa e pegá-la para você, tudo é questão de ter ou não o conhecimento necessário. É importante que você não fique só numa busca desenfreada pelo conhecimento sem o colocar em prática, pois é a prática que faz esse conhecimento se fixar e expandir, pois vão aparecendo novos desafios, problemas e tudo isso faz com que seu conhecimento cresça, pois será necessário buscar mais. É preciso sempre estar lendo alguma coisa voltada ao seu negócio, isso te coloca à frente dos concorrentes, ou não lhe deixa para trás. Quanto mais você sabe sobre determinada tarefa a ser realizada melhor seu trabalho fica, melhor é sua entrega e você consegue se destacar. Já com o medo te dominando nada disso é possível, porque você nem vai conseguir começar a fazer o que deseja, então não vai buscar o conhecimento e, por fim, vai continuar na mesma, apenas sonhando e sonho que não sai da cabeça nunca se realiza. Você pode e deve ter medo, não há mal algum nisso, mas use esse medo ao seu favor e faça a coisa certa.

Já quem é medroso e deixa o medo dominar sua vida tem muita possibilidade de no final dela se arrepender do que não fez, o que é pior do que você ter feito e não ter dado certo, mas dar ou não certo é questão de tentar mais uma vez, corrigir algum erro e enfrentar as agruras, poucas foram as pessoas que conseguiram sucesso já na primeira tentativa, algumas dessas pessoas tentaram várias vezes até chegar ao sucesso e isso não será diferente com ninguém, pois errar é normal e todo erro precisa ser corrigido. Mas agora, você se arrepender porque teve medo e o medo não te deixou realizar o que desejava, isso sim é motivo de vergonha.



Formado em Letras e pós-graduado em Marketing, membro convidado da Academia de Letras da Manchester Mineira. Com formação em Coaching, atua como treinador de vendedores e Palestrante Motivacional. Poeta, contista, cronista e articulista. Três vezes finalista do prêmio Top Blog, na categoria Política e colaborador no jornal Tribuna de Minas. Participação no projeto "Poesia na Escola" como autor de destaque na edição de 2022, você pode baixar o e-book do projeto acessando o link: https://online.fliphtml5.com/dozlr/ajdc/ Autor de dois livros "Conselhos Diários. Você Não Tem Limites!" e "Você Pode Mudar!", onde fala sobre aspectos de carreira e liderança. Você pode comprar no site: https://bio.uiclap.com/celsociampi

Diga-nos o que achou do post: