Tazos – Inovação na Gestão de vendas no mundo dos itens colecionáveis

Matéria original: https://www.linkedin.com/pulse/tazos-inova%25C3%25A7%25C3%25A3o-na-gest%25C3%25A3o-de-vendas-mundo-dos-itens-frank-toshioka

Autor: Mestre em Desenvolvimento de Tecnologia e Engenheiro Eletricista Frank Toshioka e Gestor de Vendas Asafe Lima de Araújo Machado

20/03/2022 às 19h05

Hoje resolvemos inovar construindo uma matéria através de uma entrevista.

O entrevistado de hoje é o colecionador e Gestor de Vendas de tazos Asafe Lima de Araújo Machado. Nesta entrevista ele expõe sobre oportunidades usando-se de inovação na gestão de vendas e algumas técnicas que podem ser usadas para impulsionar vendas.

1) O que são tazos, Asafe?

Asafe e a seus álbuns de tazos. Créditos: Asafe Lima de Araújo Machado

Tazos são brindes que as empresas distribuíam em seus produtos, em salgadinhos, chicletes e afins. Serviam como um meio de alavancar as vendas de um produto e, principalmente, para fazer a alegria dos colecionadores. Os tazos possuem temáticas de desenhos, filmes e personagens. No Brasil, tivemos os primeiros tazos em 1993, com a coleção Gang Sauros, no total de 10 tazos holográficos. Porém, a popularidade dos tazos teve início em 1997, com a promoção Tazo Mania, com os tazos Looney Tunes.

 

Asafe e a sua coleção de tazos Looney Tunes. Créditos: Asafe Lima de Araújo Machado

2) Quando você se iniciou no mundo dos tazos?

Iniciei no mundo dos tazos aos 7 anos de idade, quando surgiu no Brasil a promoção Tazo Mania, da empresa Elma Chips, em 1997. Na oportunidade, a empresa lançou tazos com a temática dos Looney Tunes, desenho bem-querido na época.

3) Quando surgiu a oportunidade de inovar no mundo dos tazos começando a negociar além de colecionar?

Quando criança, não entendia realmente o significado de colecionar. Pela pouca idade, não era possível possuir todas as coleções que desejava, por não ter o próprio dinheiro e também pela falta de cuidados. Naquele tempo, tazo era para brincar, então não eram tão conservados, onde se perderam ao longo dos anos. Em 2020, tive a oportunidade de voltar a colecionar novamente, quando adquiri as primeiras coleções. As negociações começaram com algumas compras, depois trocas e, por fim, dando início também às vendas, onde começaram a ter maior volume no ano de 2021, após uma excelente parceria com meu grande amigo e colecionador, Frank Toshioka.

Asafe e a sua coleção de tazos Tiny Toon. Créditos: Asafe Lima de Araújo Machado

4) Qual o papel da Inovação no mundo dos negócios? De que forma ela pode ajudar nas vendas?

Em modo geral, precisamos estar em constante evolução, nos manter ativos e interagir com os surgimentos de novas ferramentas. A inovação possui um papel importante na apresentação do seu produto, nos locais de possíveis anúncios de venda, meios de pagamento e de envio. Facilitando e passando confiabilidade na relação entre vendedor e comprador.

5) A Região Nordeste é referência em energia eólica no Brasil. Você está se destacando nas vendas dos tazos estando fora do eixo Sul-Sudeste. Quais são seus diferenciais nas vendas?

Para obter destaque em qualquer tipo de venda, é preciso haver um conjunto de fatores essenciais para a negociação, sendo eles: uma boa apresentação do produto; uma boa comunicação; educação no diálogo; apresentar conhecimento sobre o que está vendendo; boa qualidade nos produtos; oferecer opções de pagamento e envio dos produtos; honestidade. Procuro sempre atender de uma forma simpática e bem-humorada, sendo educado, dando atenção ao comprador, oferecendo margem de negociação, principalmente se tratando de vendas de mais de uma coleção ou item, também valorizando a fidelidade de um cliente fiel. Um dos pontos mais importantes também, é a credibilidade que se tem no mercado.

6) Grande parte dos vendedores preferem algumas plataformas específicas para vendas como Mercado Livre ou Shopee para vender os tazos. Sabemos que você é uma pessoa inovadora, poderia nos dar dicas de outras formas de se monetizar? Fiquei sabendo que você faz leilões, é isso mesmo?

As plataformas são de grande importância para as vendas, tanto pela alta visibilidade oferecida, quanto pela opção de parcelamento dos valores. Porém, nem todos possuem tempo para pesquisar os itens que almeja em plataformas, ou apenas por opção, preferem comprar diretamente com os colecionadores, através de grupos de WhatsApp ou facebook. Desta forma, pode-se economizar inclusive nas taxas que são cobradas em plataformas. Uma outra forma de venda seria leiloar, como faço aos finais de semana, atingindo colecionadores de níveis iniciais ou avançados, através de um grupo no WhatsApp. Podendo aproveitar uma alta temporada de alguma coleção ou para renovar o estoque antigo, colocando itens com o valor abaixo do habitual. O item pode sair acima do esperado, por motivos de disputa entre os arrematadores, mas também pode sair abaixo, então é preciso uma boa análise dos lotes a serem leiloados.

7) No mundo dos tazos como outros mercados há bastante competitividade. Ainda existe amizades no mundo dos tazos?

A competitividade existe em qualquer tipo de mercado, não seria diferente no mundo dos tazos, porém, também é possível fazer boas amizades, para compartilhar não apenas informações e aprendizados sobre os tazos, mas, também sobre a vida de forma geral. Consegui fazer várias amizades que levarei sempre comigo.

8) Para quem quer começar no mundo das coleções de tazos, quais são suas recomendações? Começo a comprar as primeiras coleções ou as mais difíceis?

Asafe e a sua coleção de tazos Animaniacs. Créditos: Asafe Lima de Araújo Machado

Asafe e a sua coleção de figurinhas Brilha Susto, da família Addams. Créditos: Asafe Lima de Araújo Machado

Asafe e a sua coleção de tazos Master Tazos Looney Tunes. Créditos: Asafe Lima de Araújo Machado

Para quem vai começar a colecionar, ou até mesmo voltar a colecionar, recomendo que procure primeiro as coleções que te trazem as melhores lembranças, como no meu caso, que foram as coleções Looney Tunes, Animaniacs, Tiny Toon e O Máskara, que me trouxeram boas lembranças da infância. As mais difíceis, vamos completando aos poucos, ao longo do tempo, o que ajuda no gostinho de ser colecionador. A felicidade de completar uma coleção mais complexa, é indescritível, no meu caso posso citar a coleção de Master Tazos Looney Tunes e da coleção de figurinhas Brilha Susto, da família Addams.

9) Como brecar a especulação natural no mundo dos tazos? Qual é o caso mais recente de especulação que um tazo foi muito valorizado? O tazo estava sendo vendido há quantos reais e passou a ser vendido a quantos reais?

As especulações de valores são feitas através da procura e demanda. Uma coleção ou tazo pode subir de valor, à medida que é mais procurado, como também com sua escassez no mercado, alguns por serem mais antigos, outros por fazer parte de uma promoção que durou pouco tempo, cada um com sua particularidade. O valor começará a cair, no momento em que teremos muita oferta e pouca procura, seja por seu alto ou preço ou falta de interesse dos colecionadores. Podemos citar como exemplos os tazos diamantes, da coleção O Máskara, figurinhas Em Busca de Aventuras (EBA) e os Mapas do Tesouro, que abrangem uma alta procura com a escassez de ofertas, onde custavam cerca de R$40 e hoje podem passar dos R$100 a unidade, a depender do seu estado de conservação.

Asafe e a algumas das coleções mais difíceis como EBA, Mapa do Tesouro, Copa Toon Ouro e Maskaras Especiais e Diamantes. Créditos: Asafe Lima de Araújo Machado

10) O mundo das coleções dá dinheiro? Precisa de muito esforço para começar a ter resultados?

O retorno financeiro é consequência de um bom trabalho. Há possibilidade de fazer uma renda extra na venda de tazos, além de colecionar. Existe o que chamamos de garimpo, onde se compra grandes lotes, com preços menores do que os de mercado. Essa modalidade é um investimento a médio e longo prazo. O tamanho do seu lucro, vai depender do quanto você se esforça para fazer boas negociações.

11) Gestão na venda de tazos: você aplica desde conceitos de negociação com fornecedores, organização dos lotes, separação dos lotes, vendas sejam elas por leilões ou plataformas, cobrança e envios. Qual delas é a mais difícil?

Nesse meio de negociação de tazos, creio que a parte mais difícil seja lidar com pessoas, pois, como em qualquer outro tipo de venda, existem as dificuldades de uma relação de compra e venda. Achar bons fornecedores para a compra de lotes, classifico como ser a busca pelo diamante bruto, que podemos lapidar depois de todas as etapas, que seria a organização dos lotes por coleção, qualidade, valor, dentre outros tipos de classificação, até chegarmos à venda. Em relação às cobranças, é feita assim que se fecha negócio com o comprador, podendo haver comum acordo em relação ao dia de pagamento, método ou plataforma escolhida para efetivar a compra.

12) O pós-venda também é importante? Qual sua ação se algum comprador faz alguma reclamação?

O pós-venda é de suma importância para uma negociação, pois através dela é feita a fidelidade com seu cliente e se constrói sua reputação como bom vendedor, havendo possibilidade de futuras compras, indicações de vendas e servindo como ferramenta de confiabilidade para novos clientes. Caso exista alguma reclamação, se faz necessário um diálogo com o comprador, para analisar o motivo de sua insatisfação. Para evitar esse tipo de acontecimento, é importante que haja uma venda transparente, com boa descrição do produto, boas fotos e uma boa embalagem, para evitar problemas em seu transporte.

13) Qual o principal aprendizado que você aprendeu na gestão dos tazos?

Levo várias experiências positivas sobre a gestão de venda de tazos, dentre elas posso citar a organização para a separação de lotes, armazenamento, valores, tipo de vendas, envios por plataformas, acompanhamento de encomenda. Também posso citar a diminuição na timidez, principalmente ao negociar, a paciência para oferecer o item, fornecer mais fotos e detalhes, no aguardo da liberação do dinheiro, caso a venda seja feita através de alguma plataforma, enfim, aprendi a fazer boas vendas e negociações, a fazer bons parceiros para aumentar suas vendas, para que no final exista uma boa negociação, tanto para o vendedor, quanto para o comprador.

14) Qual sua mensagem final aos leitores sobre inovação da gestão de tazos?

Você vende, além de uma coleção, uma boa lembrança para uma pessoa, uma coleção é uma nostalgia de um bom momento da vida de alguém, na maioria das vezes, da melhor fase de suas vidas, que é a infância. Não desista, persevere sempre, não desanime e nem baixe a cabeça, caso suas vendas estejam fracas, não menospreze seu produto, a coleção sempre achará um dono, por mais que demore. Às vezes é preciso rever sua gestão, melhorar pontos falhos, inovar nas ofertas, buscar novos meios de visibilidade dos seus produtos, oferecer condições especiais, promoções. Não esqueça, além de vendedor e comprador, se trata de duas pessoas, então seja atencioso, educado, muito paciente, faça boas amizades, compartilhe conhecimentos, aprenda, ajude, seja um bom vendedor, mas seja uma pessoa agradável, você pode melhorar o dia de alguém, e também o seu.

Asafe e a sua coleção de Tazos Pokemon Retangular. Créditos: Asafe Lima de Araújo Machado



Frank Toshioka é Mestre em Desenv. de Tecnologia, Engenheiro Eletricista e Cientista de Dados - Especialista em Medições SMF, ADMS, SCADA, Hemera CAS, Copel, SCDE CCEE, SAMUST ONS. Gerente de Projetos de P&D - temas Blockchain, GD e Eletromobilidade. Frank Toshioka é Mestre (Stricto Sensu) em Desenvolvimento em Tecnologia pelo Lactec (2017) - Dissertação: Previsão de preço semanal de energia elétrica com dados com limites de saturação através de redes neurais artificiais e Engenheiro Eletricista pela Universidade Federal de Santa Catarina (2004). Também é Escritor com 3 livros já publicados. Atualmente é Engenheiro Eletricista da Copel Distribuição, tendo experiência nas seguintes áreas: 1) Mercado e Comercialização Copel Distribuição (01/06/2014 até a presente data) a) Gestão de migração de consumidores do Ambiente de Contratação Regulado (ACR) para o Ambiente de Contratação Livre (ACL) e Apuração da carga Copel Distribuição (base CCEE – Câmara de Comercialização de Energia Elétrica) b) Gestão do processo MUST - Montante de Uso do Sistema de Transmissão junto ao ON; c) Representante da Copel Distribuição de vários processos da CCEE (Ajustes de medições de fronteira, modelagens, Topologia da carga da Copel Distribuição, Medição Física e Contábil). d) Automações de sistemas envolvendo Gestão de Ajustes de Medições e 2) Gerente de Projetos P&D ANEEL nos temas de Inteligência Artificial na Previsão de Preços de Energia, Gestão de Energia pelo lado da demanda na Mobilidade Elétrica e Marketplace Descentralizado para Comercialização de Energia Elétrica baseado em Blockchain.3) Manutenção dos Sistemas da Copel Distribuição: a) 01/06/2012 a 31/10/2013 - Manutenção de Redes de Distribuição Gerenciamento de manutenção preditiva, preventiva e corretiva de redes de distribuição aérea convencional e compacta; b) 01/11/2013 a 31/05/2014 - Supervisão de inspeção preventiva e preditiva de redes de distribuição aérea: Acompanhar o desempenho dos índices de controle e continuidade (DEC/FEC) da manutenção do sistema de distribuição da macrorregião de Maringá; 4) Projetos, Fiscalização de Obras da Copel Distribuição (12/08/11 a 31/05/2012) - Elaboração de Projetos de rede aérea convencional e compacta; Fiscalização de Projetos de rede aérea e subterrânea, obras de saídas de Subestações e obras de Subestações Móveis; Participação de grupos de trabalho envolvendo redes subterrâneas. 5) Outras atividades: Mentor de Modelo de Negócios junto a Startups; Conselheiro Suplente do Crea-PR - Câmara de Engenharia Elétrica desde 2019. Livros já publicados: em 10/06/19 - A produção do conhecimento na engenharia elétrica, da Atena Editora - Capítulo Sistema gestor de ajustes de medições de fronteira Copel Distribuição.

Diga-nos o que achou do post: