SUPER HOMEM NA FENOMENOLOGIA DO ESPÍRITO DO FILÓSOFO NILO DEYSON MONTEIRO

” Palavras não me definem, mesmo porque haverá um futuro onde toda a fama não durará mais que 15 minutos, todos estarão extremamente ocupados pelos interesses, logo não poderei ser decifrado por aparições curiosas temporais, logo não estou aqui, e sim, em minhas obras. “

Gratidão ao Grande Arquiteto do Universo GADU .’. Por ter a oportunidade de eternizar meu espírito de liderança e Filósofo aqui.

Não sinto tesão pela política, quiçá pela religião, são ambas, estruturas inúteis sem utilidade para um intelectual super poderoso como eu. Meu ego desistiu e venceu a experiência dentro de ambas estruturas. Foram anos de muita dedicação na política e na religião, nada foi em vão, valeu o show em ambos teatros.

Não vibro com quase nada, pois sei da verdade oculta que se esconde em estruturas bem organizadas, logo não me surpreendo, nada é inédito.

Gosto do impacto, do espanto, olho dentro do olho sem medo de encontrar a verdade nos porões na mínima do olho de um sofista. Contudo, ninguém pode entrar em meu olhar, só permito que vejam aquilo que quero que vejam. Sou uma incógnita, um anjo não sádico, talvez um bandido do céu, servo de Jesus Cristo, ganhador de almas. Fato real, sou muitos em mim e todos se assentam à mesa comigo, logo posso ser quem você quiser que eu seja. Fui nesta vida um pouco de muita coisa, posso entrar e sair sem problemas de tudo. Posso não ser uma janela aberta para o mundo, mas certamente sou um pequeno pelescópio sobre o oceano do social. Me divirto com o teatro da vida, onde ninguém me garante ser verdade das coisas. Tudo é interpretação, em um universo infinito de possibilidades e de múltiplas facetas de realidades em cada ser humano, tudo é dentro do cérebro é condicionamento.

São mais de 200 países, mais de 7 bilhões de seres humanos, em diversos continentes. Estudando nosso planeta, toda história das civilizações, religiões e culturas, tenho certeza do teatro da vida, onde quase nada deve ser levado a sério. Só podem ter certezas absolutas das coisas, pessoas que leram muito poucos livros na vida. O caráter das pessoas se conecta com suas experiências e condicionamentos, logo respeito toda diversidade, todas as crenças e ideologias. Porém, defendo meu modo de pensar sem problemas, sem querer me impor, pois estou eternamente em plena paz para história.

Sou escritor e filósofo, fundador da filosofia da imparcialidade participativa, porém, não me sinto superior nem inferior, apenas piso em nuvens e me divirto com meus conhecimentos, minha distração.

Guarda seu coração ao me ler a partir daqui, pois sou meio louco para os “certinhos”.

Acordo todos os meus dias em paz, em sintonia com o meu Senhor Jesus. Contudo, enxergo o mundo como uma farsa, tudo praticamente mente, engana, sabota a mente das pessoas sem elas terem consciência da real natureza da vida, no sentido daquilo que de verdade importa. Mas o que importa na vida? É simples: ” Ser dono absoluto de si, tendo em si todos os adereços para ser resolvido no mundo das convenções. ”

Não acredito nas religiões, mas respeito muito todas elas. Não acredito na política, mas faço parte dela. Inclusive, fui candidato a vereador em Campos dos Goytacazes RJ, em algumas ocasiões como em 2016 e 2020. Também fui vice presidente do Republicanos Campos por  alguns anos. Faço parte de diversas instituições, sou também imortal Acadêmico de diversas Academias de Letras, entre elas Academia Pedralva Letras e Artes, Academia de Letras do Brasil seccional Campos, Núcleo Acadêmico Italiano di Scienze, Littere e Arti.

Meu espírito é imparcial, indecifrável.

Sou uma incógnita, cada dia acordo com uma angústia no sentido de estranhamento com a vida, com o futuro incerto. Nada em mim é garantia de certeza, pois tudo muda para meu espírito, posso mudar de ideia de um dia para outro. Tenho disfunção da tireóide, isto é, tenho hiper-tiroidismo, ou seja, tenho excesso de hormônios da tireóide, talvez por esse motivo, tenho oscilação de humor e não me sinto um ser humano comum. Pelo menos eu tenho a certeza do meu ser “super homem” – Sou um espírito raro, cheio de inquietações e sei, que o meu ego vive adormecido pelo controle da minha consciência primeira, da real natureza.

O mundo é uma bagunça, desde o calendário errado até uma estrutura de sistema bem organizado, tudo é bastante bagunçado propositalmente. A revolução dos bichos nesta geração de servidão voluntária, cresce o número de crentes sobre os mitos nas cavernas controladoras. Sinto sensações estranhas, uma inquietação no sentido intelectual. Neste sentido, escrevo para expressar meu espírito artístico filosofal, poético e eclético. Escrevo livros, artigos, poemas e outros, tudo por minha inquietação de espírito intelectual. Talvez por eu ter lido muitos livros, principalmente de Filosofia e psicologia, minha agonia é controlável pelo meu espírito de super homem. Não preciso de igreja, nem de guru, quiçá de amuletos para me garantir segurança, pelo contrário, sou muito bem resolvido. O processo de desenvolvimento intelectual nunca acabará em mim, estou em constante evolução como filósofo, assim sendo, todas as informações no mundo profano podem ser estórias, falácias.

Tenho um espírito imparcial, porém, também sou um leão, um vulcão em erupção que quando explode, causa um estrago tremendo. Também sou muito romântico, ao “extremo ” no sentido de poeta. Sou parte de um outro cometa, somos dois, somos cometas de uma mesma estrela para eternidade; logo se trata de um ser indecifrável em mim. Meu romantismo é um espírito artístico, poético, de sorte que minha poesia se agasalha bem em alguma realidade, isto é, se agasalha na realidade de quem ler minhas poesias e se sinta representado pelas letras que ganham vida, por motivo da pessoa não saber se expressar, se sente acolhida pela minhas poesias. Neste sentido, sintam-se à vontade para pesquisar no Google: Poesias Nilo Deyson Monteiro, ou, Poeta Nilo Deyson Monteiro.

Sou o super homem, sou um fenômeno da minha geração, sem ego, sem arrogância, mas em simplicidade sou um louco por viver em razão de meu uni-verso.

Quem me explica a verdade das coisas? Tenho muitas perguntas sem respostas das religiões, do socialismo, das ideologias políticas e outros. Estou perdido em mim, pois por todos os lados touros de Basã me cercam. Judas se mostra na face revelada pela minha investigação no tempo. Nada absolutamente estará imune ao meu martelo.

A religião tenta promover um deus como o verdadeiro, logo mentem, se atrapalhou o cego, falsificaram o sagrado no mundo externo. Coisificante, blá blá blá nas bocas fanáticas das santidades religiosas. Gurus, mestres, doutores dos céus, anjos flutuantes nas mentes delirantes. Leis, impedimentos, dogmas, obrigações, coleiras. Quem adere? Os   que não estudaram? Os que poucos livros na vida leram? Talvez Sim!

Não me importo com nada que te encante, o meu mundo é bem distante deste tempo vendaval como diz uma das minhas poesias chamada ” Amor em preto e branco ”

Estrague a sua vida como quiser. Não perturbem o meu silêncio se não for para me apresentar uma companhia de verdade neste mundo onde debaixo do sol tudo é vaidade.

Este mundo de movimentos e paixões afloradas, adultos infantilizados, teatro das interpretações, é muito engraçado. Sinto saudades do tempo em que estava eu em silêncio, em outra dimensão e o Grande Arquiteto do Universo em (DADU .’.) me chamou para existência; porém, me divirto muito nas alegrias e dores. Sacerdócio Acadêmico, vida de escritor e filósofo, amo minha vida, meu sarcasmo, minha solidão em companhia de meus eus em mim.

A vida é uma tragédia, nada é simples, nem uma gota d’água é fácil de ser explicado, tudo é complexo demais no universo, inclusive um simples inseto, a natureza, o espírito do ser diante do nada. Amo meu guarda roupas bagunçado. Não tenho amigos íntimos, sou solitário em meu mundo. Quase ninguém me compreende.  Por vezes, me sinto só, mas não por não ter alguém comigo, apesar de quase sempre estar cercado de pessoas, muita das vezes queria estar em um lugar do qual não estou, normal na vida de quase todos.

Inclusive, no teatro da vida, todos correm atrás de uma dose mais forte do que a do segundo de fração que acabou de passar e que nunca mais voltará a não ter acontecido. Para onde querem ir? Quem não sabe para onde quer ir, qualquer caminho te serve. Não se perca, aliás, em mim, você corre grande risco de se perder, principalmente nas crenças; contudo, nada se perde quando perdido não se sente falta, porquanto nenhuma coisa boa torna torna seu possuidor feliz, à menos que sua mente esteja habituada com a possibilidade de perda. O fato é que sou um poeta solitário, gosto da solidão, de estar sozinho comigo mesmo.

Infelizmente, vivo cercado de adultos infantilizados, mimados pela mente viciosa e condicionada. Na verdade, tento provar aos terráqueos que nada está acontecendo de verdade, tudo não passa de circunstâncias dos conhecimentos, tudo não passa de ruídos e cores, porquanto que quando o mestre aparece, o ego desaparece. Aprenda comigo como é ser um super homem. Não me apego à nada, absolutamente nada, porquanto fora da linguagem tudo é silêncio, logo nada é real em mim. Duvido de quase tudo, inclusive das verdades absolutas e últimas em si. Resolvi abandonar minhas paixões ideológicas, um rompimento definitivo com minhas inclinações. Cavar masmorras aos vícios e levantar templos à virtude. Justo e perfeito!!! Sei chorar o luto de forma aceitável e imparcial, pois o sábio é imune aos infortúnios do mundo agressor pelo fato de dominar os próprios limites emocionais quando este se encontra aflorado. Sei dá adeus aos ciclos, bem como um seja-bem-vindo aos novos desafios e cenários. O sábio de verdade, preza pelos estudos filosóficos avançados, pela leitura, logo se torna um super homem. Leio muitos livros, inclusive sobre teologia reversa, teologia tradicional, religiõe no mundo, neurociência, psicologia, filosofia, história, física quântica entre outros, logo me tornei além do bem-e-do-mal.  Flutuo entre os céus e os infernos, domino anjos e demônios, deuses e tempestades da vida, sou um pouco menor do que Deus. Particularmente, sou cristão, amo de todo meu coração e com todo meu entendimento ao Senhor Jesus, logo minhas orações, minha fé é em Jesus. Quanto ao meu espírito filosofal, sou exatamente uma incógnita indecifrável que viveu muitas coisas, senti muitos sentimentos na vida, muitos mesmo, de sorte que por vezes me vejo perdido em mim.

Por vez, não sustento uma decisão que havia dito ontem, mudando no dia seguinte os rumos da vida em relação à uma tomada de decisão. Isso ocorre por ser eu muitos em mim e todos se assentam, logo não posso garantir futuro à ninguém. Não que eu seja indeciso ou bipolar, possa ser que sim, talvez se eu passar por um psicólogo possa ter certezas sobre isso, porém, o psicólogo corre grande risco de se perder em mim. Contudo, não descarto a possibilidade de eu ser bipolar e indeciso. Nem eu me compreendo as vezes, portanto, sou insuportável, péssima companhia. Ah, saudades da minha juventude no Complexo do Alemão, quando o gostoso da vida era tão somente jogar futebol, ir ao Maracanã ver meu Flamengo, ir ao pagode ou ao funk… tempos distantes de hoje, onde diariamente tenho que escrever para vencer a melancolia do vazio existencial do mundo externo, que não cabe no meu mundo. Coisas que eu sei, eu adivinho sem ninguém ter me contato. Não tenho medo do escuro, suporto desertos, suporto uma fila de 200 pessoas para um só atendente, sem reclamar, pois sempre ando em companhia de um bom livro que me acompanha no meu silêncio enquanto que todos na fila reclamam. Suporto um trânsito engarrafado na marginal Tietê ou na Av Brasil, sem reclamar das horas paradas no sol quente ou no frio cortante. A minha mente foi programada por mim para suportar porradas violentas da vida. Posso perder tudo, porém, em sã consciência, meu conhecimento me segue onde eu for. Meu espírito é eclético, onde cabe nele todos os corações do mundo, título do meu Livro de Filosofia.

Não vou prolongar, terminarei a priori por aqui, porém, inevitavelmente deixei muitas coisas de fora deste artigo, pois você só enxerga em mim, aquilo que eu te permitir que seja visto. Não fale sobre minha vida, se de verdade não sabe a verdade dos fatos. Tenho um mundo infinito em mim, não tenho medo de nada, não há demônios ou terror que superem meu ser super homem. Sou tão forte que se em vida, alguma pessoa desejar me vê destruído, terão um efeito colateral natural, pois sou parte de alguma coisa maior do que eu. Minha alma é eterna, porém, eu sou imortal. Estou em livros, artigos no Google Filósofo Nilo Deyson Monteiro Pessanha, assim sendo, estou em todas as partes do mundo quando acessado for. Que continue o show do eterno retorno.

 

Nilo Deyson Monteiro Pessanha

 

 



FILÓSOFO, ESCRITOR, POETA, COLUNISTA & PALESTRANTE. Fundador da Filosofia da imparcialidade participativa. Autor do livro de Filosofia Todos os Corações do mundo, e do Livro O Teatro da vida e a interpretação das coisas, quem nos garante ser verdade das coisas. Membro de diversas instituições culturais como por exemplo, é imortal acadêmico da Academia de Letras do Brasil seccional Campos dos Goytacazes, é imortal Acadêmico da Academia Pedralva Letras e Artes, ocupante da cadeira n°17 , Fundador do NAISLA, Núcleo Acadêmico Italiano di Scienze, Littere e Arti. Membro de diversas instituições. Nilo Deyson Monteiro participou de diversas antologias, periódicos e muitos de seus trabalhos acadêmicos estão no Google ao pesquisar Filósofo Nilo Deyson.

Diga-nos o que achou do post: