SEGUNDA-FEIRA

 

 

SEGUNDA-FEIRA

Primeiro dia de trabalho, coração acelerado. Chega o funcionário na firma pronto pra mostrar serviço! O trabalho é árduo no supermercado. Segunda-feira promete! Chega, bate o ponto, coloca o uniforme, coloca as luvas para arrumar as frutas e os legumes. Faz a limpeza, retira os frutos podres e amassados! Olhar atento, trabalha com afinco! Não se distrai no trabalho, não pensa nem mesmo em comer! Embora tenha vindo de casa praticamente em jejum! Só bebeu um copo de leite!
Continua a sua tarefa, o dia já amanhece, o supermercado já vai abrir para os clientes.
O nosso herói, o novo funcionário só concentrado no serviço. Tão concentrado que não presta atenção nas conversas dos veteranos, papos sobre mulher, sobre o clássico do futebol, sobre o pagode do fim-de-semana. Nada que acrescente! Conversa-mole.
O gerente dá um esporro na turminha! O coração do novo funcionário acelera! Já percebeu que o seu superior não é ” bonzinho”.
“Ainda bem que ele não é bonzinho!”, pensou o nosso herói. ” É aqui que vou me destacar! “, pensou enquanto dava um leve sorriso imaginando o seu crescimento na firma.
O nosso herói não para um só minuto, até quando percebia que não tinha mais nada que fazer sempre dava mais um grau nas mercadorias com um paninho. E assim o nosso herói foi fazendo sua história, como um estudante interessado em aprender, enfrentando os medos a cada novo desafio.
Foi transferido para outra filial em outro bairro. Teria que acordar um pouco mais cedo, mas não fez corpo mole! Passou por diversos setores, viu os veteranos serem despedidos! Aprendeu de tudo um pouco, venceu na vida e não ficou louco esperando a benção cair do céu!

( Autor: Poeta Alexsandre Soares de Lima)



BIOGRAFIA Eu me chamo Alexsandre Soares de Lima, sou poeta romântico e escritor que fala sobre a importância de viver na luz do amor. Nasci em Meriti, no Rio de Janeiro, no dia 22 de Abril de 1976. Iniciei meus estudos aos 4 anos de idade. Estudava no quintal da casa de uma vizinha, a escolinha da Dona Zezé. A partir daí, sempre me dediquei aos estudos. Aos 12 anos, ganhei dos meus pais, de presente de aniversário, uma máquina de escrever. Com ela, a mimha brincadeira preferida era escrever jornalzinho. Sempre gostei de escrever, era um excelente aluno em Língua Portuguesa. Aos 17 anos, talvez movido pela tristeza da separação dos meus pais, após a minha mãe ter saído de casa, ter sumido no mundo, comecei a escrever pensamentos. Eu era um jovem introspectivo, tímido, e escrevia para desabafar, colocar pra fora o que sentia. Depois dos pensamentos, logo passei a escrever poesias. Aos 20 anos, em 1996, eu lanço meu primeiro livro de poesias intitulado ENGRENAGEM, no mesmo ano em que ingresso na Faculdade de Letras. Minha professora de Literatura foi quem organizou a Noite de Autógrafos no salão nobre da faculdade. Ela selecionou alguns alunos para declamarem meus poemas do livro. Em Maceió ( AL ), terra dos meus pais, fiz uma exposição de poesias na Secretaria de Cultura e na Biblioteca do SESC, além de ter declamado em um centro de artes do mesmo estado. Concedi algumas entrevistas para rádios e emissoras de televisão de Alagoas. Em 2005, lanço meu segundo livro intitulado COM O OLHAR FIXO NA ALMA. Com esta obra, fui me aprofundando nos assuntos da alma e do coração. Busquei libertar a poesia que está dentrode cada um de nós. Numa época em que a internet dava seus primeiros passos e era um recurso difícil de ser acessado, eu divulgava minhas poesias nas rádios comunitárias de bairros cariocas e também na Baixada Fluminense. Há 7 anos venho divulgando minhas poesias nas redes sociais. Tenho canal no youtube que se chama POETA ALEXSANDRE SOARES DE LIMA. Lá, diariamente publico vídeos em que eu crio na hora poemas que tocam o coração, mensagens de amor, amizade, esperança, luz e fé em Deus.

Diga-nos o que achou do post: