Relembre a “Batalha dos Aflitos”

    Após 14 anos da disputa, veja novamente como o “Imortal” conseguiu essa façanha;

    O sábado, datado de 26 de novembro de 2005, ficou marcado na memória dos torcedores do Grêmio e Naútico. Em partida válida pela Série B, na época, ambas as equipes precisavam da vitória para subir para a elite do campeonato brasileiro.

    A partida foi disputa no estádio Eládio de Barros Carvalho, popularmente chamado de “Estádio dos Aflitos”, casa do Náutico, em Aflitos – Recife (PE). O vencedor de tal embate, seria o contemplado com a vaga para a Série A do campeonato nacional.

    O jogo era bem disputado, mas, aos 26 minutos do segundo tempo, o lateral-esquerdo chileno Alejandro Escalona foi expulso. Com o Grêmio tendo um a menos, um pênalti foi marcado aos 35 minutos do segundo tempo, a favor do time da casa, e levou a uma confusão generalizada e expulsão de vários atletas do tricolor gaúcho (o meia Nunes, o lateral-direito Patrício e o zagueiro Domingos). Dirigentes e a polícia entraram em campo, mas os ânimos foram acalmados, depois da cúpula gremista desistir de abandonar a partida e acatar a cobrança de pênalti.

    Entretanto o goleiro Galatto defendeu a cobrança de pênalti do zagueiro Ademar e, no contra-ataque, o meia-atacante Anderson marcou o gol que selaria a vitória da equipe do Grêmio nessa partida. Esse jogo memorável, em que 7 atletas derrotaram outros 11, ficou para a história do futebol brasileiro e internacionalmente conhecido como um marco de superação e dedicação ao esporte.

Veja mais:

Em chuva de gols, Fluminense bate Grêmio no Olímpico de virada

Ronaldinho Gaúcho – Passos do “Bruxo”

 



Graduado em Administração na UFRRJ, Apaixonado por Futebol, Flamenguista por Opção, Geek por Natureza, Carioca de Nascimento, Amante de Livros, Cinéfilo, Curte Contar/Apreciar Boas Histórias e Experiências de Vida, Autor do livro "Veredas da Vida: Poéticos Conselhos" (Chiado Books), Sempre em Busca de Novos Objetivos.

Diga-nos o que achou do post: