maia nunes

Quero me eternizar em você

Quero me eternizar em você

Foi bem no auge do nosso amor
Quando nossas almas se fundiram
E os nossos corpos se desintegraram
No ato do amor que nos arrebatou.

"Morrer de amor"
Dizem os apaixonados
Morre na vida quem se nega a amar:
Diz a sabedoria popular.

O meu sentir não está mais aguçado
Luto diariamente contra essa solidão
Solitário do amor
Ferido fatalmente.

Encontro-me cansado e sem forças
Ferido por um amor traiçoeiro
Deixado no sótão da existência
Meu desejo ainda é amar você.

Não me deixe sozinho
Na penumbra, me encontro
Estou pensativo
Na espera dos teus beijos.

Estou sendo sincero
E insisto em querer os teus doces beijos
Só me beije o quanto quiser
E, por favor, não me deixe mais aqui sozinho.

Carlos de Campos


Carlos de Campos nasceu em 1980 em Biritiba Mirim, São Paulo. Apaixonado por Poetrix. Em 2017, começou a escrever seus versos nas redes sociais, expressando-se de maneira profunda, em reflexões e observações sobre a condição humana, entre outras; analisando sua organização, atuação e intempéries emocionais, de forma leve, porém, concisa e incisiva. Não se deixando condicionar por padrões, investigando, atentamente, os recônditos mais conflitantes da existência e expressando-o, poeticamente, através do seu minucioso olhar. Autor do Livro Enquanto a solidão me abraça https://caravanagrupoeditorial.com.br/

Diga-nos o que achou do post: