QUANDO O TEMPO É INIMIGO

Falo muito aqui sobre o tempo, de como não o perder e que ele não tem como ser recuperado e nem gerenciado, uma vez que ele é fixo e não volta atrás, portanto impossível de se gerenciar. Sendo que o que dá para fazer é gerenciar as tarefas que temos a fazer dentro do tempo disponível de trabalho, aí sim conseguimos dar um jeito em nossa vida.

Mas há um momento em que o não gerenciável tempo se torna um grande inimigo de cada um de nós, isso acontece quando procrastinamos nossas tarefas, quando não damos o devido valor aos nossos prazos e deixamos tudo correr à solta, isso em algum momento faz nossa vida virar uma grande correria, faz com que não tenhamos tempo para mais nada e, ainda por cima, pode nos trazer, em casos extremos, o dissabor do desemprego.

Procrastinar quando achamos que o tempo é muito longo é comum entre as pessoas, normalmente trocamos o tempo em que deveríamos estar dedicando ao trabalho por coisas sem nenhuma importância, mas que são “legais” de fazer, tipo ficar pendurados em redes sociais, bisbilhotando a vida dos outros e acreditando que aquela festa toda na vida dos amigos virtuais é verdadeira, algumas até são, outras são fotos de viagens antigas que ressuscitam de vez em quando e os bobos acreditam que aquilo está acontecendo. Enquanto você fica morrendo de inveja dessas pessoas e procura mais informações sobre ela, seu tempo está correndo e o trabalho se atrasando, a mesa vai se enchendo de serviço e você se enchendo de inveja, o que só te leva para a depressão.

Quem nunca enrolou um serviço que deveria ter sido feito em um determinado prazo e deixou tudo para a última hora? Poucas pessoas nunca fizeram isso, sempre entregaram seu serviço no prazo correto e muito bem-feito. Mas a maioria, sim, sempre enrola um pouco mais o serviço, e são várias desculpas dadas, um jogo importante do time, uma festa de noventa anos de uma tia, o filho que precisou ir ao médico de madrugada. Note que a lista de desculpas é muito grande para não entregar o serviço no prazo certo, se cada uma dessas desculpas fosse listada aqui, esse texto nem acabaria. Houve uma época, bem distante, e que alguns leitores devem se recordar muito bem, que a pessoa que procrastinava era aquela que ficava no escritório andando para lá e para cá, com um papel qualquer na mão, reclamando que estava muito atarefada e que não estava dando conta do serviço, quem se lembra? Hoje o procrastinador fica o tempo todo na frente do computador olhando redes sociais e quando chega alguém perto ele abre a tela de trabalho dele, mas é só olhar a aba lá em cima e conseguimos ver a guia da rede social aberta. Ou ele fica o tempo todo no celular, como se estivesse passando mensagens importantíssimas e se você chegar mais perto pode verificar que ou está em alguma rede social, ou está trocando mensagens que nada têm a ver com o trabalho.

Eu, sinceramente, acho melhor entregar o serviço a ser feito dentro do prazo, deixar redes sociais de lado, para os momentos em que não tiver nada para fazer e dedicar totalmente ao que é importante, pois o trabalho é mais importante do que qualquer acontecimento dentro da rede, esses podem esperar, a não ser uma mensagem importante da família que não pode ser negligenciada, mas isso em casos muito restritos.

Quando você dá importância ao que tem realmente importância seu tempo vai ficando mais bem distribuído e sobra muito tempo para fazer outras coisas, tipo buscar capacitação, se inteirar de novidades da profissão e fazer nada mesmo, isso depende de cada pessoa. Procure organizar suas tarefas no seu tempo de trabalho de uma forma melhor e você vai ver na prática o que estou te dizendo. Quando você cumpre os prazos determinados para a entrega de seu trabalho a primeira coisa que melhora é seu astral, pois o stress vai embora, sua vida fica menos corrida, você enxerga melhor alguns problemas que podem ocorrer e corrige, e, com isso, tem menos retorno de trabalho para as chatas correções. Você pode focar em crescer na carreira, buscar novos níveis dentro da empresa e, de quebra, ser mais produtivo. Não adianta querer ser um profissional de alta performance se você negligencia a otimização do uso de seu tempo disponível para o trabalho, que é fixo, seja ele de oito, dez ou doze horas.

É importantíssimo dar maior destaque para as tarefas que fazem a diferença na sua carreira, aos estudos que te levam a outro patamar profissional, pois não adianta você passar a vida lendo livros de psicologia se o seu trabalho não tem nada a ver com isso, procure aproximar suas leituras da sua profissão, é claro que você pode ler sobre psicologia, filosofia, romances, para seu descanso, mas entre uma leitura e outra desses gêneros, ponha um livro de sua área de interesse profissional, senão a vida fica chata demais se você só ler sobre um assunto o tempo todo. Outra coisa importante é ter objetivos profissionais claros, quando isso acontece você põe seu foco naquilo que deseja e afasta aquilo que não tem relação com eles, sua vida profissional fica mais leve e você encontra o caminho que irá seguir para alcançar a sua meta.

Não perca tempo enrolando suas tarefas, elas devem ter prioridade no seu trabalho, afinal é ele que põe o pão na sua mesa, é dele que sai o dinheiro da balada, se for o caso, e sem seu trabalho nada disso é possível, portanto, ele deve ter total prioridade em sua vida. Esperto é quem não tem serviço acumulado na sua mesa, esse tem a oportunidade de abrir novas fronteiras para seu trabalho, pois estará apto a aproveitar oportunidades que podem chegar, pois é preciso estar atento a elas quando surgem e uma pessoa que não está no olho de um furação tem mais chances de ver, identificar e aproveitar essa oportunidade, pois elas passam a todo momento em nossa frente e temos que saber observar as que são boas e as que não prestam, estando muito enrolado de trabalho, isso pode gerar confusão.



Formado em Letras e pós-graduado em Marketing, membro convidado da Academia de Letras da Manchester Mineira. Com formação em Coaching, atua como treinador de vendedores e Palestrante Motivacional. Poeta, contista, cronista e articulista. Três vezes finalista do prêmio Top Blog, na categoria Política e colaborador no jornal Tribuna de Minas. Participação no projeto "Poesia na Escola" como autor de destaque na edição de 2022, você pode baixar o e-book do projeto acessando o link: https://online.fliphtml5.com/dozlr/ajdc/ Autor de dois livros "Conselhos Diários. Você Não Tem Limites!" e "Você Pode Mudar!", onde fala sobre aspectos de carreira e liderança. Você pode comprar no site: https://bio.uiclap.com/celsociampi

Diga-nos o que achou do post: