estratégia de marketing

Qual o valor necessário para investir em uma estratégia de marketing?

Há vários esforços que um empresário e um gestor de firmas e equipes precisam liderar, mas há alguns que se sobressaem aos outros. É, sem dúvida, o caso de uma boa estratégia de marketing, que pode mudar a história da empresa.

Todo mundo que já teve uma empresa, que ainda tem uma ou que alimenta o sonho do negócio próprio, deve imaginar isso em maior ou menor grau. 

Afinal, sem o marketing não é possível conseguir novos clientes ou mesmo manter os mais antigos.

Também não é preciso ser especialista para perceber que, com o advento da internet e das soluções da esfera digital como um todo, o marketing tem se tornado ainda mais importante e mais indispensável para quem deseja crescer seriamente.

Contudo, ainda assim podemos afirmar que muita gente ainda não entende a fundo o papel do marketing. 

Até porque, uma coisa é falar dele genericamente, na teoria, outra é aplicá-lo a algo como uma empresa de manutenção de jardim.

No primeiro caso, basta lidar com algumas afirmações genéricas e mais ou menos coerentes ou consistentes. 

No segundo, quando se fala em aplicar realmente uma estratégia em um caso específico, o jogo muda bastante de figura.

Uma das confusões mais comuns é sobre as funções e o alcance do marketing, haja vista que ele cruza com outras estratégias e modalidades igualmente importantes. Sobretudo, com o branding e com a publicidade, ambos também conhecidos.

A princípio parecem apenas diferenças teóricas, mas a verdade é que confundir a aplicabilidade de uma dessas três frentes é algo que pode atrasar a rotina de vendas, tanto do departamento de marketing quanto do departamento comercial.

Talvez o que mais confunda é o fato de que o branding é função do marketing, por não haver um setor da empresa voltado apenas para ele. 

No entanto, trata-se de algo anterior, que lida com a filosofia da marca e com a identidade verbal e a visual.

Sendo assim, alguém da área de empresas de licenciamento ambiental precisa primeiro sentar para definir esses pontos básicos. 

Geralmente, eles devem partir dos donos, fundadores e sócios da corporação, seja ela nova ou antiga.

Depois é que precisamos falar sobre estratégias de marketing, fazer um planejamento devidamente completo, e claro, discutir qual o valor necessário para investir em uma estratégia de marketing que seja realmente sustentável.

Por último, após desenhar um planejamento que vai desde pesquisas de mercado e estudo do público-alvo, até definição de orçamento e de funcionários envolvidos, aí sim é que surge o outro pilar referido acima, que é o da publicidade propriamente dita.

Se o branding lida com a fundação e a filosofia da marca, ao passo que o marketing ajuda a aplicar tudo isso em planos mais concretos e estratégicos, a publicidade vai trabalhar as frentes ainda mais práticas, como a de anúncios e propagandas.

Isto é, os veículos que serão utilizados, como e quando iniciar cada um deles. Dito de outro modo, é como se o marketing visualizasse campanhas de comunicação da empresa, enquanto que a publicidade visualiza apenas ações pontuais.

Como uma plataforma de endereço fiscal para abertura de empresa, que precisa definir e negociar com os veículos de divulgação. 

Os mais antigos envolvem panfletagem, outdoor, revistas, jornais e até anúncios em rádio ou televisão.

Já os mais modernos são os digitais, que envolvem patrocínio nos grandes motores de busca, nas redes sociais e em outras plataformas da esfera digital. 

Isso também começa a deixar claro o alcance do que estamos falando, bem como os valores necessários.

Foi justamente para poder aprofundar nesse tocante de maneira mais completa que decidimos elaborar todo este conteúdo especial sobre o assunto. 

O grande diferencial aqui é darmos destaque também para conceitos e explicações mais abrangentes.

Desta forma, além de falar de valores, de orçamento e de investimento, também explicamos melhor o que é uma estratégia de marketing, todos os conceitos e características com que ela deve lidar, bem como seus benefícios e vantagens.

Por fim, também nos esforçamos consideravelmente para trazer exemplos práticos e bem didáticos, pois assim o assunto se torna mais assimilável por qualquer um. O que também ajuda a tirar as táticas e recursos do papel.

De fato, um dos pontos mais fortes deste assunto é precisamente o fato de que nos últimos anos as estratégias de marketing evoluíram tanto que já podem ajudar qualquer negócio, seja uma empresa de manutenção predial de bairro ou uma grande indústria.

Consequentemente, se o seu interesse enquanto leitor ou mesmo enquanto empreendedor é o de mergulhar de cabeça em segredos de marketing que podem revolucionar sua empresa, trazendo mais vendas, então é só continuar nesta leitura.

Marketing: o que ele é?

Como referido de passagem acima, uma empresa só pode se manter se ela é capaz de trazer clientes novos e, ao mesmo tempo, manter seus clientes mais antigos.

Isso é o que hoje se chama de sustentabilidade, o que também abraça o conceito de escalabilidade. 

No primeiro caso, alguns ainda confundem a palavra “sustentável” com ecologia e respeito ao meio ambiente.

Embora esse conceito também seja importante, é preciso lembrar que um negócio sustentável é uma marca que também tem um marketing maduro, capaz justamente de manter uma carteira de clientes interessante para a firma.

Já a escalabilidade ou capacidade de crescer em escala diz respeito a não apenas se manter, mas também crescer de modo otimizado, enxuto e lucrativo.

Com isso já começa a ficar claro que o marketing não lida apenas com propagandas ou mesmo com planejamentos abstratos, mas sim com metas e objetivos claros.

Daí que ele possa pegar uma empresa impermeabilização estofados que acabou de abrir e transformá-la em líder de segmento em poucos meses ou anos.

Basicamente, seu planejamento para isso precisará definir os seguintes pilares:

  • Estudo completo de mercado;
  • Análise da concorrência e do público;
  • Definição de objetivos e metas;
  • Um plano de ação completo;
  • Alinhamento de equipes e colaboradores;
  • Definição clara de orçamento e valores;
  • Implementação de metas e monitoramento.

Enfim, a questão de qual o valor necessário para investir é apenas um aspecto de uma estratégia de marketing verdadeiramente completa e eficiente.

Lembrando que é fundamental ter uma noção de quanto dinheiro poderá ser investido. Inclusive, um dos piores problemas de lidar com o marketing é definir estratégias demais, começar a aplicá-las e já no meio do período começar a faltar dinheiro.

Para evitar isso, um negócio de aluguel de espaço empresarial não precisa necessariamente correr para a prática. Mas, só de discutir as questões mais estratégicas como estamos fazendo aqui, já basta.

Ou ainda, outro desafio é definir recursos e táticas que demandam mais mão de obra do que a empresa tem realmente em sua folha de pagamento, o que no fundo também remete, de um modo ou de outro, ao alcance do orçamento ou do caixa da firma.

Para evitar esse tipo de problema estrutural, vamos aprofundar a questão abaixo, o que precisa ficar claro aqui é que orçamento ou dinheiro se trata de algo mais estratégico e abrangente do que pode parecer em um primeiro momento.

Sobre o valor necessário

A grande questão orçamentária das empresas de hoje em dia é que elas não gastam apenas quando puxam o talão de cheque ou quando passam seu cartão corporativo.

Com o marketing não é diferente, de modo que os custos não começam somente quando você decide fazer uma propaganda de PPC (Pagamento por Clique) no Google.

Na verdade, para a loja de iluminação comercial para empresas definir que tipo de propaganda fazer, e por que razões utilizar o Google para isso, foi preciso fazer reuniões, planejamentos, brainstormings e afins.

Sendo assim, desde o branding, como visto antes, você já estava gastando com o marketing, e continuará fazendo isso nas reuniões dele, bem como na publicidade que se segue.

Portanto, o valor necessário é aquele que envolve toda sua folha de pagamento, multiplicado pelo prazo estabelecido no planejamento e assomado dos gastos mais diretos com anúncios, ferramentas, freelancers e daí em diante.

O offline vs. o online?

Também não é possível falar sobre valor necessário e benefícios de investir em uma estratégia de marketing sem lidar com essas duas modalidades.

Hoje muitos negócios se confundem, mas a verdade é que uma empresa de limpeza de colchão ainda pode obter retorno fazendo panfletagem e anúncios nas revistas da região.

Contudo, isso não exclui a obrigação de investir no digital. Então, ela pode trabalhar um orçamento de tipo 50/50, investindo metade do dinheiro em cada um e ir ajustando com o tempo, conforme o retorno se mostrar mais vantajoso em um do que no outro.

Depois, se o marketing digital ficar com 70% ou 80%, baseado na aplicação e na experiência orçamentária já verificada, aí não tem problema.

Considerações finais

Sendo assim, falar sobre qual o valor necessário para investir em uma estratégia de marketing é o mesmo que falar a respeito do futuro da empresa.

Com as informações e as dicas práticas trazidas acima, fica bem mais fácil entender os benefícios e o papel do orçamento, da folha de pagamento, da publicidade e das demais frentes nisso tudo, sempre de olho nos melhores resultados.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.



Diga-nos o que achou do post: