Quais brincadeiras são mais apropriadas para crianças entre 5 a 12 anos?

Você sabe quais brincadeiras são mais apropriadas para crianças entre 5 a 12 anos? Tabuleiros, bonecas e Playmobil, essas são apenas algumas das opções favoritas de muitas crianças. 

 

As crianças adoram brincar porque é divertido, mas também é vital para o desenvolvimento saudável dos pequenos. 

 

Durante as brincadeiras, as crianças aprendem e praticam habilidades sociais, cognitivas, organizacionais, físicas e emocionais importantes, incluindo criatividade, imaginação e resolução de problemas. 

 

Os benefícios das brincadeiras são de natureza progressiva, o que significa que as habilidades que as crianças desenvolvem durante a diversão e os jogos se complementam.

 

Atividades aparentemente simples, como rolar uma bola para a frente e para trás com um irmão ou vestir uma fantasia, aprimoram habilidades como aprender a se revezar, habilidades motoras finas, propriocepção (consciência do corpo no espaço) e relacionamento com os outros.

 

No entanto, cada criança se desenvolve em seu próprio ritmo e pode se envolver nesses tipos de brincadeiras mais cedo ou mais tarde. 

 

Além disso, embora esses estágios sejam progressivos, eles geralmente ocorrem simultaneamente e permanecem enquanto novos estágios acontecem.

 

Continue a leitura para saber quais são as brincadeiras ideias para crianças com idades entre 5 a 12 anos! 

 

Brincadeiras ideias para crianças 

Aqui está uma lista com alguns tipos de brincadeiras que são indicadas para o desenvolvimento de crianças. 

 

Jogo Cooperativo

O jogo cooperativo é onde todos os estágios – desde bebês até os 5 anos – se unem e as crianças realmente começam a brincar juntas. 

 

Ocorre normalmente a partir dos cinco anos de idade, é o tipo de brincadeira predominante visto em grupos de pré-escolares mais velhos ou em pré-escolares mais novos que têm irmãos mais velhos ou que estiveram com muitos filhos. 

 

No entanto, os estágios iniciais da brincadeira ainda serão usados ​​em graus variados por essas crianças em outras ocasiões.

 

A brincadeira cooperativa usa todas as habilidades sociais que seu filho vem desenvolvendo e as coloca em prática. 

 

Esta fase do jogo pode abranger muitos tipos diferentes de jogo, como:

 

  • Quebra-cabeça;
  • Jogando um jogo de tabuleiro;
  • Desfrutando de uma atividade em grupo ao ar livre, etc. 

 

O jogo cooperativo prepara o terreno para futuras interações conforme seu filho amadurece e se torna um adulto.

 

Outros tipos de jogo

Embora o tipo de brincadeira acima seja importante e vital para o desenvolvimento social de seu filho, existem outros tipos importantes de brincadeira que também contribuem para o desenvolvimento de uma criança até os 12 anos de idade. 

 

Esses tipos de brincadeira geralmente aparecem quando a criança começa a se envolver em brincadeiras cooperativas e incluem o seguinte:

 

  • Jogo competitivo: quando seu filho está jogando em uma equipe esportiva, por exemplo, ele está se envolvendo em jogos competitivos. Regras, turnos, funcionamento em equipe e as realidades de ganhar e perder são as grandes lições desse tipo de jogo. Regulação emocional, aprender a ser um bom esporte e lidar com a derrota também são aprendidos no jogo competitivo.

 

  • Brincadeira construtiva: brincadeira construtiva ensina as crianças a manipular, construir e ajustar as coisas.  Exemplos incluem construir com blocos, Legos ou ladrilhos magnéticos, fazer uma estrada para carros de brinquedo ou construir um forte com almofadas de sofá. Habilidades cognitivas são usadas para descobrir como fazer algo funcionar melhor, seja uma torre de blocos que não se levanta ou um castelo de areia que desmorona continuamente. Esta peça também ensina o poder de tentar novamente. 
  • Brincadeira dramática/fantasia: quando seu filho brinca de fantasiar de médico, espião ou restaurante, é uma brincadeira dramática ou de fantasia. Por meio desse tipo de brincadeira, não apenas a imaginação do seu filho se exercita, mas ele aprende a se revezar, cooperar, compartilhar e trabalhar no desenvolvimento da linguagem. Por meio da encenação, as crianças também aprendem sobre o funcionamento da comunidade como um todo. 
  • Brincadeira física: habilidades motoras grossas e finas realmente entram em jogo com brincadeiras físicas, seja seu filho jogando uma bola, escalando uma estrutura de jogo ou andando de bicicleta. Brincadeiras físicas estimulam as crianças a desenvolver habilidades físicas e a praticar atividades físicas. 
  • Jogo simbólico: este tipo de jogo pode incluir atividades vocais (cantar, piadas ou rimas), artes gráficas (desenhar, colorir ou trabalhar com argila), contar ou fazer música. A brincadeira simbólica ajuda as crianças a aprender a se expressar, a explorar e processar suas experiências, ideias e emoções.

 

Conclusão

A importância do brincar é muito grande e está diretamente ligada ao desenvolvimento infantil que deve ser incentivado pelos pais e responsáveis. 

 

No entanto, observe que as crianças precisam de seu próprio tempo e espaço para aprender essas habilidades, que virão de forma independente, principalmente quando se trata entre 5 a 12 anos. 

 

As lições aprendidas nas brincadeiras não devem ser ensinadas ativamente pelos pais. Em vez disso, a beleza é que as crianças descobrem essas joias enquanto jogam, tudo em uma boa diversão.

 



Diga-nos o que achou do post: