Pra quê Filosofia?

Mini-reflexão…

Pra quê Filosofia?

Estudar Filosofia não era para ser algo chato como se pensam. Era para ser algo prazeroso. A questão não é nem porque estamos trabalhando com a Filosofia propriamente dita, mas com o conhecimento, e este não advém só da Filosofia. Assim, pelo fato de, Philhosophia, Philos e Shophia significar Amor a Sabedoria, não significaria que quem estuda outro curso não teria de fato amor a sabedoria.

Alguém que estuda Economia, História, Letras, terá amor a sabedoria também. Então, está querendo dizer que a Filosofia é igual aos outros cursos, por ser amor a sabedoria? Igual não, mas, a Filosofia está em mais da maioria ou em todos os cursos, visto que amor a sabedoria, não nos diz em específico de qual sabedoria, ou campo do conhecimento que teremos esse afeto, o amor.

A dúvida é princípio do pensamento filosófico. Quer dizer que quem estuda Letras ou história, economia, não faz jus a dúvida também? Não é isso, visto que a Filosofia abrange toda a sabedoria, então, todo campo do conhecimento terá a sua dúvida.

Destarte, o relacionamento entre a Filosofia e o senso comum, é como briga de gato e rato, porque, sempre quando um está perto do outro, eles se discutem. Por que? Há uma dúvida do senso comum e há a dúvida filosófica. A dúvida do senso comum é mais rasteira, e qualquer resposta pode servir para enganar um vazio existencial. Já a dúvida filosófica, como diz Deleuze, é mais radical – não radical como termo político – ou seja, quer ir nas raízes, quer ver o que há por traz das aparências, não se contenta com águas rasas, meias verdades, se é que elas existam. A Filosofia busca a essência das coisas. Mas se não houver essência alguma? Bem, não é por isso que se deve deixar de buscar, já que a vida é incompleta e incoerente, buscamos um significado que nos dê o sentido para a própria existência.

Se a Filosofia está sempre duvidando, e colocando tudo em dúvida, como o fez Renê Descartes, então qual é o fim da dúvida, porque é muito chato está perto de alguém que dúvida até se o céu é azul? Sim, concordo, e é por isso que entra a ética. Como assim? A gente dúvida até certo ponto da caminhada, e as reflexões já tidas, podem nos dizer se é certo ou errado continuar duvidando das coisas. Entendi foi nada. Pois bem, claramente, se o céu é azul, então não vou duvidar que ele é verde. Logo, cabe a mim decidir eticamente se é certo ou errado, justo ou injusto, continuar duvidando se o céu a azul ou verde.

Enfim, a Filosofia é inseparável da linguagem, pois, se a Filosofia tende ao estudo do pensamento, e o Letrólogo ao estudo da linguagem, então, nenhum pensamento filosófico poderia ser expressado se não por meio da linguagem. As questões são mais largas, complicadas e com raízes profundas…☕⁉️🌍

Autor: Ícaro R Silva.

 

#filosofia #pensamentofilosofico #reflexão #letras #critica #historia #literatura #filosofo #letrologo #sertao



Diga-nos o que achou do post: