Por Vida Erin Zurich – O amor está nos detalhes

Vida Erin Zurich, escritora, reflete sobre o que mantém um relacionamento seja de amigo, casal, sociedade ou parceria.

Vida Erin Zurich: sobre relacionamentos

Outro dia estava ajudando a Federico com uma questão de seu celular. A partir daí, fui enviar uma imagem de seu aparelho para o meu e, em seus mais de 250 contatos de amigos e pessoas que ele fala com muita frequência, estava meu contato, junto com os de suas filhas.

Para mim, estar entre seus 3 primeiros contatos é como um privilégio, especialmente porque o conheço e sei que ele não é muito próximo das pessoas, exceto de suas duas filhas, e de mim. Não era apenas estar em seus principais contatos, mas o que isso representa que me chama tanto a atenção.

São os pequenos detalhes que nos aproximam das pessoas. As coisas grandes, as declarações com palavras, algumas atitudes grandiosas e os passos enormes que se dá ao longo de um relacionamento, seja qual for o tipo de relação, isso tudo é importante, mas não é tudo.

Detalhes são os que preenchem as lacunas de uma amizade, de um casamento, de uma parceria, de uma sociedade. Todos os espaços necessitam ser preenchidos para não restar nenhuma brecha.

Pense em um copo vazio, assim se começa uma relação. Esse copo sem nada representa todas as características que dão início ao relacionamento e precisa ser preenchido com atitudes grandes e pequenos gestos.

Agora, pense em rechear esse copo com algo sólido, que não vai se desfazer por qualquer razão. São as grandes atitudes que vamos representa-las com pedras. Essas pedras vão completar o copo até que esteja completamente cheio e não haja mais nenhum espaço onde elas caibam.

Com grandes atitudes preenchidas dentro do copo, ainda sobram espaços que não podem ser ocupados pelas pedras, e é aí que entram os detalhes. Atos tão pequenos como grãos de areia que serão vistos ao longo do tempo por ambas as partes.

Esses grãos de areia são o que fazem equilibrar a balança da discórdia quando há uma discussão. Os detalhes que temperam o relacionamento. São as particularidades que salvam o desgaste.

Seja um carinho em algum momento do dia, limpar os pés antes de entrar em casa para valorizar o esforço do outro, um sorriso fora de hora, um olhar de admiração, um elogio ao caráter, uma ajuda no trabalho, o silêncio quando necessário e o barulho quando desejado.

Pequenos gestos que são capazes de mudar todo o rumo de uma relação quando postos em prática. Se reconhecidos pelos dois lados, quando for preciso, serão levados em consideração. Para isto, basta que apenas um se lembre dos detalhes para que possa equilibrar qualquer situação.

Há muitos detalhes que não gosto em meu amigo, assim como certamente existem características minhas que ele não aprecia. No entanto, ao trazer a minha memória que ele já me buscou na madrugada e dirigiu até outra cidade comigo quando eu não estava bem e fez com que eu pudesse me apaixonar por mim mesma através de seu olhar, me faz equilibrar qualquer coisa e seguir com nosso relacionamento.

Em especial, o que mais faz com que eu o admire e o ame são os detalhes que ele nem sabe que percebo, como o fato de eu estar em seus contatos mais frequentes, junto com suas filhas, e com a confiança que tem em mim para me abrir seu coração e demonstrar seus sentimentos, coisa que não faz com ninguém.

Preencher as lacunas de um relacionamento não quer dizer que não haverão defeitos ou que não haverá discussão, apenas nos faz lembrar que, na balança do amor, o amor realmente fala mais alto.

Para seguir Vida Erin Zurich, clique aqui.



Escritora, Autista e Colunista. Vida Erin Zurich viajou por quase 90 países, mais de 20 deles fazendo frente de um projeto ambiental enquanto morava em um carro com sua mãe. Vida atualmente ministra palestras motivacionais em empresas e compartilha sua vasta experiência no campo comportamental para influenciar jovens e adultos.

Diga-nos o que achou do post: