Polícia Civil prende três suspeitos da morte de empresário após golpe pela internet

Outra vítima do mesmo golpe aplicado em um site de anúncio foi identificada; as investigações prosseguem.

A Polícia Civil prendeu, na tarde de terça-feira (4), três homens que utilizavam sites de vendas para aplicar golpes. As prisões ocorreram no Jardim Nazaré, na zona leste da Capital. O trio é acusado pela morte de um empresário, no dia 11 de novembro, no Itaim Paulista. A vítima pretendia comprar uma moto aquática oferecida pelos suspeitos.

Os criminosos foram identificados e presos por policiais da 1ª Delegacia Patrimônio (Investigações sobre Roubo e Latrocínio). Os agentes apuraram as atividades do trio em um site de vendas. Na plataforma, encontraram uma publicação com a mesma moto aquática sendo oferecida por um valor abaixo do normal e então demonstraram interesse.

Os investigadores negociaram com os acusados e o encontro foi marcado na rua Fabiano de Freitas. Na ocasião, a equipe fez um levantamento preliminar no local e identificou os envolvidos. Com apoio do Grupo Armado de Repressão a Roubos (Garra) e do Serviço Aerostático (SAT) o trio foi detido e um revólver calibre 38 apreendido.

Além disso, três celulares foram apreendidos durante a atuação de campo. “Nos aparelhos que apreendemos com os três o repasse das informações referentes a negociação dos suspeitos com os policiais”, explicou o delegado Rogério Barbosa Tomaz, titular da 1ª Patrimônio. “As prisões devem ajudar a esclarecer outros ataques com a mesma estratégia”, completou.

De acordo com o delegado Antônio José Pereira, divisionário da 1ª Patrimônio, uma outra pessoa identificou o golpe após ter conhecimento das prisões.  “A partir da divulgação do caso, uma pessoa ligou ao departamento, contou também ser vítima deles e comparecerá até o departamento para os procedimentos de Polícia Judiciaria”, relatou.

Ainda segundo a autoridade policial, as diligências em relação ao latrocínio que vitimou o empresário no mês passado continuam em andamento. “Nós estamos aguardando a vítima sobrevivente. Ela deverá comparecer hoje no departamento para fazer o reconhecimento pessoal”, detalhou.

Os três foram autuados por tentativa de roubo, porte de arma e associação criminosa. Durante a manhã desta quarta-feira (5), os suspeitos foram encaminhados para a audiência de custódia. A Polícia Civil prossegue com as investigações para identificação de outros possíveis integrantes do grupo e de mais vítimas de fraudes em anúncios digitais.

 

 

Fonte: Assessoria de imprensa: SSP-SP



Diga-nos o que achou do post: