Pessoas que não dizem não, não são confiáveis

Devo dizer sim a tudo?

Cada vez mais vemos pessoas depressivas, tristes, isoladas, com um semblante sorridente, porém por dentro, no seu íntimo, choram incessantemente.

Qual seria a razão desse sofrimento? Veremos que, a falta de uma simples palavra,  que quando deixa de ser pronunciada no momento certo, pode ser a causa de muitos problemas.

 

As dificuldades

Uma das maiores dificuldades do ser humano está em dizer não. As pessoas procuram ser agradáveis a todo momento. No entanto, ao contrário do que pensam, tudo isso pode torná-las pessoas não confiáveis. Sendo assim,  acabam perdendo sua paz interior.

Aceitar tudo que nos pedem não é uma atitude louvável.  Porque isso, pode dificultar a nossa vida e a daqueles com os quais nos relacionamos.

 

Os dois grupos

Dentro dessa perspectiva em que as pessoas tentam ser o mais agradáveis possível, temos dois grupos: o das pessoas que não aceitam e o das  que não sabem dar um “NÃO” como resposta.

Pessoas que não aceitam o não – O mundo está repleto desse tipo de pessoas, e você provavelmente já deve ter tido contato com elas , e se não teve, ainda vai ter.

Elas são egoístas e abusivas. Primeiramente, egoístas, porque só pensam em si próprias, pois enquanto estiverem recebendo o sim(benefícios) das pessoas, “morrem” de amores por elas. No entanto, quando recebem um não, podem até romper o relacionamento.

Agora, as pessoas abusivas, não tem misericórdia. Claramente, sugam suas forças até onde podem. E ainda, autorizadas pelo teu “sim”, utilizam todos os seus recursos psicológicos para extraírem benefícios do seu parceiro.

Pessoas que NÃO dizem não – Aqui estão os sofredores, os “bonzinhos”, aqueles que aceitam tudo calados, os que baixam a cabeça, pensando assim que estão sendo boas pessoas.

As características das pessoas que não dizem não, geralmente são: baixa auto estima, medo, carência, insegurança.

Por isso, elas, com receio de desagradar seus superiores, cônjuges e amigos, dizem sim para toda e qualquer situação, proposta, ou incumbência, e ainda, muitos deles se tornam bajuladores.

 

Onde acontece

Esse tipo de situação acontece no trabalho, na relação amorosa e pessoal, e para que isso tenha fim é necessário ter atitude, e em algumas conjunturas é preciso buscar ajuda psicológica.

Segundo o site psicólogoeterapia.com.br,” um bom psicólogo pode ajudar quem tem medo de vencer essas barreiras e colocar-se firmemente à frente da sua própria vida.”

 

Porque não dizem, “NÃO”

O medo da perda do emprego, da amizade, ou do cônjuge, são fatores decisivos para que essas pessoas não digam não.

Porém , não entendem que seu emprego depende do seu profissionalismo e não do acúmulo de funções; que os amigos verdadeiros aceitam ser confrontados, e que, quem ama de verdade não trata seu parceiro com atitudes autoritárias, abusivas ou de vitimismo.

Portanto, dizer não, deve ser encarado como uma atitude de libertação, para que a vida flua com leveza e liberdade.

 

Pessoas que não dizem não, não são confiáveis

Com o desejo de se mostrar eficiente, amoroso e prestativo, as pessoas vão acumulando funções nas empresas. Elas amontoam favores à conceder em suas relações interpessoais, e ainda, se submetem a situações sufocantes em seus relacionamentos amorosos.

Por isso, acabam se tornando pessoas NÃO CONFIÁVEIS, pois a maioria dos compromissos assumidos se tornam promessas não cumpridas.

Tudo isso,  desgasta os relacionamentos , e os que estão ao redor, acabam por nutrir um sentimento de desconfiança para com essas pessoas.

 

O que fazer

Os autores John Townsend e Henry Cloud, em seu livro, “Relacionamentos saudáveis”, afirmam, que: “os relacionamentos construtivos não precisam apenas de confiança, apoio e troca, mas também verdade, justiça e honestidade, e que amar também significa confrontar,” (Townsend and Cloud pág.54).

Por isso, muitas situações requerem um “NÃO” bem dado. Confrontar educada e amorosamente pode surtir o efeito desejado nas relações.

Aprenda a dizer não quando se sentir sobrecarregado, abusado, ou sufocado em seu relacionamento. O diálogo maduro é a melhor ferramenta para que nos tornemos pessoas saudáveis emocionalmente, e também confiáveis.



Carlos José, é Cristão, Graduando em Pedagogia, e amante da leitura e da escrita .

Diga-nos o que achou do post: