O tricampeonato da Libertadores do Palmeiras: a influência de um líder para construir heróis improváveis nos títulos

Matéria original: https://www.linkedin.com/pulse/o-tricampeonato-da-libertadores-do-palmeiras-de-um-l%C3%ADder-toshioka/

Em Montevidéu, o Palmeiras venceu o Flamengo por 2 a 1 neste sábado (27/11/2021) e conquistou o tricampeonato da Libertadores da América. No tempo normal, a partida terminou em 1 a 1, sendo decidida na prorrogação com gol de Deyverson. Campeão em 1999, 2020 e agora em 2021, o Palmeiras se junta a Grêmio, São Paulo e Santos na lista dos brasileiros que mais venceram o torneio continental. Além disso, quebrou um tabu de quatro anos sem vencer o rival carioca. Abel Ferreira, com a sua terceira taça, a segunda da maior competição da América do Sul, entra para o rol dos grandes técnicos da Libertadores.

O HERÓI

Deyverson viveu altos e baixos. Em junho de 2017 chegou ao Palmeiras. Terminou a temporada de 2018 como campeão brasileiro, tendo feito o gol do título na vitória de 1–0 diante do Vasco da Gama. Viveu maus momentos e foi emprestado ao Getafe em janeiro de 2020 e em agosto de 2020 foi emprestado ao Alavés, também da Espanha.  Deyverson foi reintegrado ao elenco palmeirense em junho de 2021. Segundo Deyverson: “Quando Abel me pediu de volta, ninguém acreditava em mim.

Deyverson Herói

Em Montevidéu, a bola procurou Deyverson aos quatro minutos da prorrogação. Em sua primeira participação no jogo, o atacante acreditou no erro de Andreas Pereira, que veio. Assim, restou ao camisa 9 invadir a área e finalizar na saída de Diego Alves. O gol, acompanhado do choro de Deyverson, fez a torcida que canta e vibrar.

O jogador marcou o segundo gol do Palmeiras na final da Copa Libertadores de 2021 contra o Flamengo, durante a prorrogação, após roubar a bola de Andreas Pereira.

Deyverson, na coletiva após o tricampeonato se mostrou bastante  grato ao técnico que acreditou nele. E muito emocionado comentou que dentro da camisa há uma pessoa, que tem família e as entrevistas ficam marcadas e reforçou ao cuidado que os jornalistas falam, pois o mundo está muito cruel, e finalizando com a seguinte frase: “Abracem em vez de julgar”.

O LÍDER

O técnico de futebol português Abel Ferreira chegou ao Palmeiras em outubro de 2020.

Conquistou seu primeiro título como treinador ao vencer o Santos por 1 a 0 no Estádio do Maracanã, no dia 30 de janeiro de 2021, na final da Copa Libertadores da América de 2020. No dia 7 de março, Abel conquistou seu segundo título após vencer o Grêmio na ida por 1 a 0 e na volta por 2 a 0, na final da Copa do Brasil.

Abel Ferreira, técnico do Palmeiras, é um inovador. Usa diversas alternativas para analisar atletas e propor reforços. Em entrevista ao GE, o treinador surpreendeu ao falar que usa o jogo Football Manager para analisar possíveis novos nomes. “Posso dizer que, ainda hoje, utilizo esse jogo para ver as características dos jogadores que o Palmeiras me propõe. Acho que é um jogo completo. Vejo jogadores, vejo como é que o jogo os descreve na parte mental, técnica e física. O nível de conhecimento e informação é muito real. Portanto, é uma das fontes onde eu tiro a informação, mas não a única. Não perco tempo jogando, mas utilizo para tirar informações de estatísticas”, disse.

O técnico conseguiu elevar ao máximo o rendimento dos jogadores, usando bastante do coletivo. O time de Renato Gaúcho teve a bola, mas teve dificuldades para superar a “defesa que ninguém passa”. Ficou mais do que provado que o Abel Ferreira tem repertório, sabe estudar o adversário. As suas substituições se baseiam sob o olhar “como posso dificultar meu adversário” sobretudo em um time que tem bastante força como o Flamengo.

Líder: técnico Abel Ferreira

Abel Ferreira na coletiva após o tricampeonato, mostrou-se grato ao clube e mostrou a sua humildade em trazer toda a Comissão Técnica junto.

Falou sobre a cultura brasileira, em que o que importa é somente ser campeão, reforçando que não se pode crucificar um vice. “O futebol é um jogo e parabenizo o Flamengo em engrandecer mais o título do Palmeiras”, completou Abel Ferreira.

O técnico sofreu ao abdicar de sua família que ficou em Portugal e que irá parar e refletir sobre sua continuidade no Palmeiras, e também pensar o que for o melhor para o time.

O COLETIVO: O TIME CAMPEÃO

Palmeiras tem uma marca desde a Gestão de Paulo Nobre: o uso de jogadores das categorias de base como Gabriel Menino, Patrick de Paula, Wesley, Veron e Danilo. E não é qualquer técnico, como Abel Ferreira, que tem peito para escalar meninos.

Outra marca do time campeão, foram os jogadores que foram recuperados pelo técnico, depois de serem bastante questionados pela torcida, tais como Patrick de Paula, Luan, Gustavo Scarpa, Mayke.

Coletivo do Time do Palmeiras

FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO 1 X 2 PALMEIRAS

FLAMENGO – Diego Alves; Isla (Matheuzinho), Rodrigo Caio, David Luiz e Filipe Luís (Renê); Willian Arão, Andreas Pereira (Pedro), Éverton Ribeiro (Michael) e Arrascaeta (Vitinho); Bruno Henrique (Kenedy) e Gabigol. Técnico: Renato Gaúcho.

PALMEIRAS – Weverton; Mayke (Gabriel Menino), Gómez, Luan e Piquerez (Felipe Melo); Danilo (Patrick de Paula), Zé Rafael (Danilo Barbosa), Gustavo Scarpa, Raphael Veiga (Deyverson) e Dudu (Wesley); Rony. Técnico: Abel Ferreira.

GOLS – Raphael Veiga, aos 5 minutos do primeiro tempo. Gabigol, aos 27 minutos do segundo tempo. Deyverson, aos 5 minutos do primeiro tempo da prorrogação.

ÁRBITRO – Néstor Pitana (Argentina).

CARTÕES AMARELOS – Rodrigo Caio, Gustavo Gómez, Arrascaeta, Piquerez, Gabigol,

LIÇÕES

Os treinadores são verdadeiros gestores de negócios. Definem os objetivos a serem atingidos pela equipe, e traçam o planejamento e as ações para chegar lá. Também precisam gerenciar os talentos para garantir um time com as qualidades necessárias para conseguir um bom desempenho.

A gratidão é um sentimento poderoso e verdadeiramente transformador, porque nos leva a reconhecer e valorizar o que é bom. Ela nos leva a identificar as coisas boas que acontecem conosco e com as pessoas que estão próximas a nós Líderes que não agradecem, não influenciam seus liderados, e se não influenciam, não são tomados como exemplo.

Líder Abel Ferreira e Herói Deyverson

Acima de tudo, os jogadores precisam acreditar na estratégia do treinador.

No futebol, a capacidade do treinador e de outros membros da equipe técnica de cultivar um modelo mental compartilhado entre os jogadores provavelmente será um fator importante para influenciar a coordenação da equipe e desempenho.

E assim como no mundo corporativo, as inovações tecnológicas são usadas a favor da evolução do futebol.

 



Frank Toshioka é Mestre em Desenv. de Tecnologia, Engenheiro Eletricista e Cientista de Dados - Especialista em Medições SMF, ADMS, SCADA, Hemera CAS, Copel, SCDE CCEE, SAMUST ONS. Gerente de Projetos de P&D - temas Blockchain, GD e Eletromobilidade. Frank Toshioka é Mestre (Stricto Sensu) em Desenvolvimento em Tecnologia pelo Lactec (2017) - Dissertação: Previsão de preço semanal de energia elétrica com dados com limites de saturação através de redes neurais artificiais e Engenheiro Eletricista pela Universidade Federal de Santa Catarina (2004). Também é Escritor com 3 livros já publicados. Atualmente é Engenheiro Eletricista da Copel Distribuição, tendo experiência nas seguintes áreas: 1) Mercado e Comercialização Copel Distribuição (01/06/2014 até a presente data) a) Gestão de migração de consumidores do Ambiente de Contratação Regulado (ACR) para o Ambiente de Contratação Livre (ACL) e Apuração da carga Copel Distribuição (base CCEE – Câmara de Comercialização de Energia Elétrica) b) Gestão do processo MUST - Montante de Uso do Sistema de Transmissão junto ao ON; c) Representante da Copel Distribuição de vários processos da CCEE (Ajustes de medições de fronteira, modelagens, Topologia da carga da Copel Distribuição, Medição Física e Contábil). d) Automações de sistemas envolvendo Gestão de Ajustes de Medições e 2) Gerente de Projetos P&D ANEEL nos temas de Inteligência Artificial na Previsão de Preços de Energia, Gestão de Energia pelo lado da demanda na Mobilidade Elétrica e Marketplace Descentralizado para Comercialização de Energia Elétrica baseado em Blockchain.3) Manutenção dos Sistemas da Copel Distribuição: a) 01/06/2012 a 31/10/2013 - Manutenção de Redes de Distribuição Gerenciamento de manutenção preditiva, preventiva e corretiva de redes de distribuição aérea convencional e compacta; b) 01/11/2013 a 31/05/2014 - Supervisão de inspeção preventiva e preditiva de redes de distribuição aérea: Acompanhar o desempenho dos índices de controle e continuidade (DEC/FEC) da manutenção do sistema de distribuição da macrorregião de Maringá; 4) Projetos, Fiscalização de Obras da Copel Distribuição (12/08/11 a 31/05/2012) - Elaboração de Projetos de rede aérea convencional e compacta; Fiscalização de Projetos de rede aérea e subterrânea, obras de saídas de Subestações e obras de Subestações Móveis; Participação de grupos de trabalho envolvendo redes subterrâneas. 5) Outras atividades: Mentor de Modelo de Negócios junto a Startups; Conselheiro Suplente do Crea-PR - Câmara de Engenharia Elétrica desde 2019. Livros já publicados: em 10/06/19 - A produção do conhecimento na engenharia elétrica, da Atena Editora - Capítulo Sistema gestor de ajustes de medições de fronteira Copel Distribuição.

Diga-nos o que achou do post: