O sol ainda está lá

Em dias sombrios
Perceba a maior oportunidade :
Você está vivo !
Vivo, na busca por justiça
Vivo, para ser a diferença positiva
Vivo, para admirar-se
Pois, apesar de tudo, O sol ainda está lá.
Finda-se todo o medo
As preocupações dão lugar a um certo otimismo
Um sopro de  esperança paira sobre as nossas cabeças.
Tudo o que provoca lágrimas
Desaparece em um passe de mágica
Toda dor vai se esvaindo…
Neste momento, a vida pede  passagem
E não será impedida !
Não será reprimida !
A vida pulsará em pleno vigor
Oxigenando de esperanças, cada ser vivo
Porque a vida vale a pena ser vivida
Apesar de tudo !


Carlos de Campos nasceu em 1980 em Biritiba Mirim, São Paulo. Apaixonado por Poetrix. Em 2017, começou a escrever seus versos nas redes sociais, expressando-se de maneira profunda, em reflexões e observações sobre a condição humana, entre outras; analisando sua organização, atuação e intempéries emocionais, de forma leve, porém, concisa e incisiva. Não se deixando condicionar por padrões, investigando, atentamente, os recônditos mais conflitantes da existência e expressando-o, poeticamente, através do seu minucioso olhar. Autor do Livro Enquanto a solidão me abraça https://caravanagrupoeditorial.com.br/

Diga-nos o que achou do post: