O ser humano na bolha.

O conceito de tudo que um dia foi real parece agora ser parte de uma história contada.
Há quem diga que está no começo, mais a verdade é que cada indivíduo se encontra em uma etapa, desta louca dramaturgia chamada “vida”. Por hora o que se sabe é que todos são principiantes e protagonistas, no entanto cada um no seu mundo, na sua bolha.
O ser humano se encontra estagnado, preso dentro de si, pois já não se reconhece mais, nem reconhece seus princípios o mundo virou ao contrário, parece estar de cabeça para baixo.
Indo contra tudo aquilo que um dia se acreditou ou se julgou ser correto, caminhando a passos largo para o precipício chamado indecisão.
Pensamentos precisam ser restaurados, vidas retomadas, afinal sociedade na é sinônimo de colaboração Mútua entre indivíduos?
O mundinho ao redor tá pequeno demais para o ser humano brilhante que existe dentro da bolha.
Já passa da hora de sair do casulo, e voar como borboleta.



Amante das prosas e rimas, escrever é fugir do caos e se encontrar em meio há várias possibilidades. Nem autora, nem poeta apenas apaixonada pelas palavras.

Diga-nos o que achou do post: