O real significado da Páscoa é o agora

Nunca foi tão significativo a Páscoa e toda sua mensagem em nossas vidas.

Com a ressureição de Jesus, ficou decretado que as utopias jamais morrerão, que a liberdade sempre será um sonho e nunca pesadelo, que a luta dos oprimidos sempre será vitoriosa e as forças da vida terão sempre a última palavra. São tantas verdades que precisam ser relembradas diariamente, constantemente, como um fôlego ou um respiro para os tempos atuais.

Os ovos de Páscoa já nem parecem mais tão doces, e as família hoje tão distantes valorizam os momentos, que muitas vezes eram tão constantes, são substituídas por telas e hoje sentimos faltando de algo que tínhamos tanto, que é o mais puro e leve abraço.

Faz tempo que estamos de luto. Estamos trancados em nossas casas de luto. São milhares de pessoas morrendo diariamente. Famílias que choram por não poder nem ter mais a oportunidade de uma tela, que dirá de um abraço…

As crianças estão esperando do coelhinho, até mais que os ovos, a boa notícia de que podem voltar à escola.

Hoje o povo vive uma das mais brutais sexta feira da paixão de toda a história brasileira.

E diante de um descaso político com a nossa sociedade, e descaso da própria sociedade consigo mesma, ficamos assistindo os abraços e comemorações da Nova Zelândia e outras nações que se uniram em prol da liberdade.

É momento de repensarmos em nossa contribuição para o mundo. Para nossa cidade, nosso país. Vamos despertar nossa consciência e parar com esse negócio de “não dá nada”. Sempre dá. Sempre vamos colher nosso plantio, pois então que a gente possa colher coisas boas e não ruins. Que nossa colheita seja a cura e não a morte.

Que a gente possa perceber que há luz não apenas no fim do túnel, mas no meio do túnel também. É hora de ouvir e levar a sério as orientações e os alertas dos/as infectologistas/os, dos/as epidemiologistas e das pessoas que de fato estão construindo uma sociedade justa.

Que nossa Páscoa seja de muito amor, reflexão e recomeço. Nós podemos mudar isso. Nós podemos mudar o nosso futuro.

Feliz Páscoa hoje e sempre.



Pedagoga, Psicopedagoga, Folclorista, Escritora, Catireira- nascida e criada em Araçatuba, interior de São Paulo

Diga-nos o que achou do post: