O QUE LEVAMOS É NADA

Dessa vida não levamos nada, nem ao menos o corpo, que apodrece, ficam aqui nossas ações, ideias e os frutos que plantamos, no mais, quando morremos não sobra nada, pois a parte física, que vai para a sepultura, os bichos comem, o que sobra some apodrecido, por um tempo ainda sobram os ossos, acho que eles também um dia acabam.

Portanto, meus amigos leitores, é bom pensarem no que deixarão aqui para as próximas gerações, e não falo de herança, bens materiais, dinheiro e frutos do trabalho duro de uma vida, isso tudo tem preço e pode ser jogado fora, caso seus herdeiros não tenham a cabeça boa, falo de valores, coisa de criação, ensinamentos para a vida, que farão seus descendentes viver melhor como pessoas. Qual será o legado de sua vida que ficará incrustrado na memória dos seus filhos, parentes e amigos, que anos depois ainda será lembrado, executado, melhorado e vai gerar frutos?

Claro que deixar algum dinheiro, bens, uma certa tranquilidade financeira, não faz mal algum, mas junto a isso é importante demais deixar ensinamentos que farão essas pessoas melhores, conselhos para que não se iludam com o dinheiro e sejam guiados para que tenham objetivos de vida e propósitos sobre esses objetivos, ou seja, para que tenham uma vida rica na busca por coisas melhores para eles e os seus futuros descendentes. Educar as pessoas para que saibam que dinheiro não cai do céu, que o sucesso é passageiro e que se não houver sempre o movimento nada se sustenta, assim como uma bicicleta que quando você para de pedalar cai, que o trabalho é bom e não faz mal nenhum e o respeito às pessoas é muito importante.

A vida pode seguir por diversos caminhos, ela é cheia de encruzilhadas, de desvios, de altos e baixos. E, não importa a sua posição financeira, você terá problemas de maior ou menor monta, querendo ou não eles vão surgir em algum momento, não é praga que estou rogando, é a realidade crua da vida. A não ser que você se abstraia de tudo, fique alheio ao mundo, essas mazelas, digamos assim, vão te acompanhar, faz parte da vida, faz parte do jogo, como alguns gostam de dizer. Já adianto que se você jogar com a vida em qualquer sentido sairá perdedor, a vida não é um jogo, não tem muito a ver com sorte, assim como muitos jogos onde vence o melhor preparado, apesar de atribuirmos tanto do que nos acontece a ela, faz parecer que o esforço e o trabalho duro não serviram para nada, pois então eu te digo uma coisa: fique parado esperando a sorte passar por você e te levar, nada vai acontecer, pois ela só existe para quem é iludido com as “facilidades” da vida, no mais é trabalho, suor, conhecimento e muita dedicação.

Voltemos aqui ao assunto principal desse artigo. Quando formos embora dessa vida não sabemos o que vamos encontrar lá do outro lado, podemos encontrar o Paraíso, o inferno ou simplesmente nada, acabar tudo, sumir do mapa. Mas, como cremos que há o Paraíso e o inferno, suponhamos que de lá podemos ver tudo o que acontece aqui depois de nossa morte, será que você vai gostar do que está vendo? Acho que você, de onde estiver, não poderá intervir nos acontecimentos daqui, pense nisso agora e reveja suas atitudes enquanto está vivo e com saúde e, se precisar mudar alguma coisa na sua forma de agir, mude. Se achar que está bom, procure melhorar a pegada, fazer coisas diferentes para que o aprendizado deixado seja mais duradouro. O que você deixa de ensinamentos para seus descendentes que poderá fazer a diferença para eles no futuro? Se você morrer agora tem consciência de que seus descendentes vão seguir em frente numa boa, ou ficarão perdidos? Temos sempre condição de avaliar o que estamos fazendo, e podemos sempre mudar para melhor.

O melhor de tudo, independente de qualquer coisa, é você ficar tranquilo quanto ao que deixa de valores incutidos nas pessoas. Valores não podem ser vendidos, portanto não têm preço, não podem ser comprados, corrompidos. Uma pessoa com valores fortes não aceita as injustiças e nem é injusto, identifica bem as mentiras e trabalha para que seu mundo seja melhor e isso espalha para todos os lados. Quanto mais fortes os valores deixados, mais fortes será o caráter de quem os absorveu, estamos falando aqui de pessoas íntegras de verdade, que passarão adiante esses valores com orgulho e convicção que essa é a melhor forma de viver.

Será que quando você partir dessa vida e se puder acompanhar o que acontece aqui vai ficar feliz com as atitudes de seus descendentes e pessoas próximas? Leve esse pensamento para sua vida, leve isso como uma missão, deixar aqui pessoas de bem, dispostas a fazer o bem pelo bem, sem receber nada em troca, que não seja a satisfação de vida. É difícil falar de morte e do seu desdobramento, uma vez que ninguém quer morrer, nem eu, mas, se não queremos morrer, e como ainda não inventaram a imortalidade física, que possamos ser imortais nos valores que deixamos aqui para serem espalhados e espelhados por quem fica. Você não levará nada, nem uma agulha, vai ser posto no caixão com uma roupa qualquer que também vai ficar aqui, ou, se for cremado, se tornará cinzas que serão jogas em algum lugar se espalhando ao vento, será um nada fisicamente, mas suas ideias e ensinamentos podem ser um guia de vida para muitas pessoas, podem deixar uma obra das mais belas aqui, que é a memória de coisas boas, que serão levadas adiante e farão a vida de outras pessoas melhor e assim por diante.

Para isso é preciso descer do seu pedestal imaginário, aceitar que é humano e um dia vai se acabar, que qualquer dinheiro vale menos do que a dignidade da vida, que os valores são muito maiores, infinitamente mais valiosos do que o dinheiro, que é papel e voa com o vento, é queimado pelo fogo e roubado pelo homem mau. Se liga que você pode deixar muito mais do que uns imóveis e um dinheiro no banco, pode deixar vida plena aqui depois de sua partida, comece agora nessa empreitada.



Formado em Letras e pós-graduado em Marketing, membro convidado da Academia de Letras da Manchester Mineira. Com formação em Coaching, atua como treinador de vendedores e Palestrante Motivacional. Poeta, contista, cronista e articulista. Três vezes finalista do prêmio Top Blog, na categoria Política e colaborador no jornal Tribuna de Minas. Participação no projeto "Poesia na Escola" como autor de destaque na edição de 2022, você pode baixar o e-book do projeto acessando o link: https://online.fliphtml5.com/dozlr/ajdc/ Autor de dois livros "Conselhos Diários. Você Não Tem Limites!" e "Você Pode Mudar!", onde fala sobre aspectos de carreira e liderança. Você pode comprar no site: https://bio.uiclap.com/celsociampi

Diga-nos o que achou do post: