plano de carreira

O que é Plano de Carreira, como fazer e 6 tipos para se inspirar

O plano de carreira é uma ferramenta usada para determinar o caminho que o colaborador vai percorrer dentro da empresa. Mas para elaborá-lo, é necessário compreender as competências que vão ajudar a alcançar o objetivo.

Não é de hoje que o salário deixou de ser a coisa mais importante em uma vaga de emprego, pois os profissionais procuram benefícios qualitativos e de longo prazo na hora de se candidatar.

Um deles é o plano de carreira, que traz a possibilidade de crescer dentro da corporação e poder se desenvolver profissionalmente.

O mercado ajuda a formar talentos completos e preparados, e os desafios que antigamente precisavam ser resolvidos por várias pessoas podem ser trabalhados por um único colaborador.

As organizações esperam que seus funcionários sejam bons o suficiente e tragam excelentes resultados, mas isso precisa ser acompanhado por um mecanismo que seja capaz de trazer retornos e crescimentos.

De nada adianta oferecer uma remuneração competitiva se a companhia não for capaz de qualificar seus colaboradores, pois isso aumenta a rotatividade e a desmotivação.

Neste artigo, vamos explicar o que é plano de carreira, como colocá-lo em prática e mostrar alguns tipos.

Entenda o que é plano de carreira

O plano de carreira é um programa que ajuda a estruturar o caminho que os profissionais vão percorrer dentro da empresa, abrangendo posições hierárquicas e competências necessárias para ocupá-las.

Para trabalhar com essa estratégia, é necessário pensar nos aspectos mais importantes desse trajeto, como:

  • Formação;
  • Habilidades;
  • Tempo de serviço;
  • Aumento de salário;
  • Cursos.

É por meio do plano de carreira que os funcionários de uma empresa de limpeza coifa cozinha industrial vão enxergar possibilidades de crescimento. Mas não basta apenas dizer para eles que isso é possível, é necessário saber elaborar esse plano.

Como fazer o plano de carreira?

A elaboração do plano de carreira depende de estratégias que ajudam a pensar de que maneira alinhar os interesses da corporação e dos funcionários, de modo que ele seja vantajoso para ambos e sustentável.

O RH é o departamento responsável por fazer esse planejamento, prevendo metas, avaliações periódicas e adequação, caso ocorra algum problema. Algumas dicas para fazer esse planejamento são:

Alinhar os interesses

A primeira coisa a ser feita é alinhar os interesses da empresa e dos colaboradores, pois isso garante que os resultados sejam interessantes para ambas as partes.

É fundamental encontrar o ponto de equilíbrio entre aquilo que é bom para a equipe e o que é bom para a corporação, assim, todos podem crescer juntos.

Uma empresa de portaria precisa conhecer seus próprios objetivos e a partir disso conversar com os funcionários individualmente para entender quais são suas expectativas e pretensões.

Veja com cada um deles quais são os cargos que pretendem ocupar em curto, médio e longo prazo, as competências necessárias para ocupar essas posições e fazer um levantamento para estabelecer o planejamento adequado.

Estabelecer metas

Agora que você já sabe quais são os objetivos de cada um, fica mais fácil traçar um plano de metas que pode ser adaptado ao longo do tempo.

Por exemplo, se um dos colaboradores pretende ocupar o cargo de gerência, para auxiliá-lo, é necessário traçar um caminho de atividades e habilidades que ele precisa aprimorar.

Ele terá uma visão objetiva em relação à própria trajetória e tudo aquilo que precisa trabalhar para conquistar o cargo que almeja. As metas em relação às atividades necessárias para evoluir no plano de carreiras são muito importantes.

Empresas e profissionais precisam se conscientizar da necessidade de tomar decisões realistas em relação ao caminho que precisam percorrer e suas limitações.

Para atingir as metas, é fundamental estipular prazos e definir as entregas, caso contrário, serão apenas objetivos vagos e que dificilmente serão cumpridos.

Quando um fabricante de peças de borracha estiver traçando o plano de ações com o colaborador, deve estabelecer um período para a realização das atividades, mas lembre-se de que é possível fazer ajustes por conta de imprevistos.

Para que o plano seja estruturado, é necessário estabelecer um cronograma que será acompanhado pelo gestor. Este, por sua vez, vai estimular os funcionários a atingirem suas metas profissionais.

Oferecer treinamentos

Toda empresa precisa de uma política de treinamentos bem estruturada, caso queira implementar um plano de carreiras realmente eficiente.

Com base nas avaliações de desempenho dos funcionários, identifique pontos que precisam ser melhorados e disponibilize cursos e workshops para trabalhá-los.

Essas estratégias precisam ser personalizadas para que o treinamento seja realmente algo relevante para a equipe. Além dos cursos que ajudam a desenvolver habilidades técnicas, ofereça treinamentos comportamentais e institucionais.

Eles ajudam os funcionários de um fabricante de etiqueta auto adesiva personalizada a se manterem atualizados sobre a cultura e os objetivos do negócio, além de evoluir as características pessoais.

Potencializar as forças

Mantenha o foco nos pontos fortes dos colaboradores de maneira individual quando estiver elaborando o plano de carreira. Potencializar as habilidades de cada um é muito mais proveitoso e ajuda a desenvolver competências.

É uma forma de agilizar o crescimento individual e alcançar resultados em pouco tempo, principalmente no que tange ao desenvolvimento de novas habilidades.

Lembre-se de que a capacitação lenta traz muito mais gastos para a empresa e o retorno costuma demorar bastante. Incentive os colaboradores a pensarem fora da caixa e aproveite seus pontos positivos de maneira criativa e prática.

Tipos de planos de carreira

Agora que você já sabe como fazer o plano de carreiras, chegou o momento de conhecer os tipos existentes. São eles:

1.    Plano de carreira em rede

Uma empresa de internet residencial pode criar o plano de carreira em rede, que oferece várias opções para os funcionários.

Fica a critério deles escolher o que querem fazer dentro de uma grande variedade de opções, tendo em vista que existem diferentes cargos que podem ser ocupados.

2.    Plano de carreira paralela

O plano de carreira paralela é muito comum dentro das companhias que oferecem programas de trainee.

Nessa opção, os funcionários enviados para cargos de liderança ocupam ramos diferentes daqueles ocupados por outros colaboradores da corporação.

3.    Plano de carreira horizontal

Essa opção costuma estar presente em companhias que não possuem divisões nos níveis hierárquicos. Ele não possibilita crescimento profissional, tendo em vista que todos os funcionários estão no mesmo patamar.

Entretanto, oferece aumento de salário e reconhecimento pelo trabalho dos colaboradores, de acordo com o desempenho de cada um.

4.    Plano de carreira em ilha

As outras opções são melhores para uma empresa de impressão cartaz A2, tendo em vista que a carreira em ilha é mais comum em instituições militares e serviços públicos.

Dentro delas, a estrutura hierárquica é muito rígida e as promoções acontecem somente depois que o funcionário passou certo tempo realizando um tipo de serviço. Isso dificulta a mudança de cargos ou áreas.

5.    Plano de carreira em W

A carreira em W oferece uma terceira opção para que o colaborador possa crescer. O gestor de projetos atua como uma mistura entre agência e especialização, tendo em vista que é capaz de auxiliar projetos específicos e ser consultor técnico.

Em outras palavras, dentro de um asilo, ele oferece 3 caminhos possíveis para os funcionários, sendo liderança, especialização e gestão de projetos.

6.    Plano de carreira em y

Por fim, depois que o funcionário se desenvolve profissionalmente, as empresas costumavam promovê-lo para um cargo de liderança, uma forma de reconhecer o trabalho e o avanço na carreira desse profissional.

Ao longo do tempo, esse modelo se mostrou limitado, tendo em vista que nem todas as pessoas querem ocupar cargos gerenciais. Existem aquelas que preferem especializações e pesquisa.

O plano de carreira em y surgiu justamente para atender a essa necessidade, sendo uma forma de reconhecer os avanços que os profissionais que não buscam um cargo de liderança conquistam.

Mas dentro de uma empresa de manutenção de poço semi artesiano, aqueles que almejam uma posição de líder não são deixados de lado.

Em linhas gerais, esse tipo de plano de carreira fornece caminhos para todos, atendendo a diferentes perfis e demandas profissionais.

Considerações finais

Trabalhar em uma empresa sem nenhuma perspectiva de crescimento é frustrante e desmotiva qualquer profissional. Por outro lado, quando você sabe que pode crescer, se sente mais valorizado e melhora a produtividade.

O plano de carreiras traz essa sensação para os funcionários, além de muitos outros benefícios para a companhia, como a possibilidade de encontrar pessoas qualificadas para os cargos e aumentar a transparência dos processos seletivos.

Isso também valoriza o colaborador, aumenta sua produtividade e diminui os índices de rotatividade.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.



Diga-nos o que achou do post: