cross channel marketing

O que é cross channel marketing e quais os seus pilares?

Algumas décadas atrás o Brasil não se preocupava com estratégias mais avançadas de vendas, apenas com outbound e táticas explicitamente comerciais, hoje uma empresa precisa pensar até em cross channel marketing.

Sendo assim, ela precisa considerar o fato de que não apenas não adianta muito ficar insistindo para o cliente comprar, é a grande diferença entre outbound e inbound. 

Como também é fundamental marcar presença em vários canais onde encontrá-lo.

Dito de outro modo, uma empresa da área de aula de meditação para iniciantes não pode fazer apenas anúncios pagos e ficar insistindo em preços, prazos e promoções arrasadoras. Com o inbound ela precisa gerar conteúdo e agregar valor à vida do cliente.

O que é dizer que antes de pedir para ela pôr a mão no bolso, a marca precisa trazer vários agrados para ele, como artigos de blog, postagens de internet e até e-books ou vídeos gratuitos que explicam melhor como aquela solução funciona.

Além de inbound, isso é o que se convencionou chamar de marketing de conteúdo. 

A princípio essa estratégia pode parecer estranha ou desafiadora demais, contudo, hoje as maiores marcas do mundo acreditam nela e é o que tem feito realmente a diferença.

É nesse contexto todo que surge o cross channel marketing, cuja tradução livre significa algo como “canais cruzados de marketing”. 

O que já diz muito sobre essa tática e sobre a realidade do público que se verifica atualmente no mercado.

Afinal, quando a clínica de um veterinário especialista em dermatologia decide criar campanhas e ações de marketing, o que ela precisa entender a fundo é qual o perfil dos seus clientes em potencial, seja qual for o nome que vai dar a isso.

Basicamente, as novas gerações de consumidores se tornaram bem mais exigentes do que as anteriores, além de que passam boa parte do dia conectadas na internet, navegando por diversas plataformas, sites e aplicativos diferentes.

Sem compreender esse novo perfil e todo o itinerário que ele pode percorrer com poucos cliques, ficaria realmente difícil uma empresa se destacar no meio da multidão. 

Lembrando que hoje a concorrência cresce a cada minuto e só os melhores sobrevivem.

Também foi por isso que achamos interessante desenvolver este conteúdo, explicando melhor o que é o cross channel marketing e seu cruzamento de canais. O que implica trazer os pilares dessa estratégia, bem como suas vantagens e benefícios.

Um dos pontos mais importantes é justamente o de tornar o assunto tão claro que qualquer empresário ou gestor possa colocar as dicas em prática. Algo que ajuda bastante é trabalhar com exemplos práticos, como fizemos abaixo.

Até porque, hoje o recurso do cross channel marketing evoluiu tanto que ele já pode ser aplicado a diversas empresas diferentes, seja uma de pet shop para adotar cachorros ou uma prestadora de serviço da área de soluções industriais.

Desse modo, se o seu interesse é o de compreender de uma vez por todas como uma estratégia relativamente simples de cruzamento de canais pode fazer toda diferença, fortalecendo sua marca e aumentando as vendas, siga na leitura.

Por que diversos canais?

Falamos um pouco sobre o fato de que hoje existem diversos canais digitais, bem como o fato de que isso se deve em boa medida ao perfil das novas gerações.

Entretanto, é preciso aprofundar um pouco esse ponto, que aliás pode ser a grande diferença entre você realmente compreender o conceito de cross channel marketing ou simplesmente ficar em sua superfície, sem chegar a aplicá-lo.

O fato é que até duas ou três décadas atrás era perfeitamente normal um cliente ficar submetido à boa vontade das grandes empresas.

Se quisesse algum suporte a pessoa precisaria ligar na empresa e ficar esperando algum funcionário resolver seu problema ou enrolar até que a pessoa desistisse.

De repente, com o surgimento da internet, o poder passa a estar nas mãos do cliente. 

Afinal, ele pode entrar em qualquer rede social e escrever o que bem atende sobre sua experiência com determinada marca, o que pode mudar tudo para ela.

Se a firma atua na área de confecção de roupas femininas, ela precisa levar isso em conta para garantir uma boa reputação.

Portanto, uma marca pode viralizar no melhor sentido do termo, atingindo milhões de pessoas, ou pode ter sua imagem destruída, tudo com poucos cliques.

É baseado nesse princípio e nessas mudanças de comportamento que os vários canais digitais vão se multiplicando a cada dia que passa, de modo que só o cross channel marketing pode ajudar uma empresa a realmente ser eficiente nesse sentido.

O que é o Cross Channel?

Tudo no universo corporativo começa com uma boa definição técnica, bem como com planejamento e capacidade de prever cenários.

Aqui não é diferente, por isso é preciso ter uma definição clara do que seja o cross channel marketing antes de começar a tentar implementá-lo.

Já vimos que o nome sugere essa ideia de cruzamento de canais. Contudo, isso não torna claro um dado fundamental, que é o da identidade da marca.

Afinal, antes de uma empresa de portaria virtual aplicar esse recurso ela precisa ter certeza de que existe uma unidade na sua comunicação, em termos verbais e visuais.

É justamente o que o marketing ou branding chama de identidade visual e identidade verbal. 

São os pilares por meio do qual a marca ganha um rosto próprio e uma voz própria, com os quais se apresenta para esse público cada dia mais exigente.

Nesse sentido, o cross channel é a cultura ou a tática que unifica esses fatores e aponta para os vários canais em que eles vão marcar presença.

Na prática, eles podem ser diversos, tais como:

  • Um website;
  • Um blog empresarial;
  • As redes sociais;
  • Aplicativos próprios;
  • Marketplaces;
  • E-mails e afins.

Lembrando que dentro de cada um desses canais existe todo um universo de possibilidades. 

Por exemplo, quando falamos em rede social, há quase uma dezena de opções que se popularizaram no mundo todo.

Algumas focam na produção de textos dinâmicos, outras de texto mais longo. Também há plataformas que priorizam o aspecto visual, como as fotos, imagens e até vídeos e lives.

Dentro disso, também há o nicho de redes sociais que se limitam a um nicho específico, como as contas profissionais, ou então aqueles que atuam em determinada área, como as mídias de médicos, advogados, esportistas e daí em diante.

Outros pilares do recurso

Além da questão da unidade da marca e de suas identidades verbal e visual, há outros pilares que são essenciais para que o cross channel marketing chegue a ser eficiente.

O maior exemplo é o da otimização e da personalização, que implica no esforço de realmente tornar esse processo algo mais eficiente e mais assertivo. 

Não se trata, portanto, de SEO, como poderiam imaginar alguns, pensando na Otimização de Páginas para Motores de Busca.

Aqui o que uma empresa de dog walker precisa fazer é pensar de modo mais abrangente, o que inclui lidar com processos e operações enxutas, bem como com a experiência do cliente.

No primeiro caso, o esforço é o de realmente marcar presença em diversos canais de modo que isso não se torne um custo excessivo. Nem uma medida inabarcável para os funcionários, que vão precisar atuar no dia a dia e personalizar para cada cliente.

Visibilidade e mensuração

Esses são outros dois pilares do cross channel marketing, que também podem fazer toda diferença, especialmente no primeiro caso.

Trata-se de desenhar o planejamento de modo que alguém esteja sempre pensando em como ser visto pelo maior número de canais, sem perder a otimização e personalização.

Por exemplo, se surge uma rede social nova, um aplicativo de celular ou uma plataforma específica da área de auto socorro 24 horas, é preciso que as empresas da área comecem a marcar presença o mais rápido possível.

A mensuração, por fim, é um esforço de sempre lidar com relatórios, números, análises e métricas, racionalizando o processo, em vez de simplesmente arriscar.

Benefícios e vantagens

Lembrando que até aqui já ficou bem claro quais são os maiores benefícios que um negócio pode ter ao investir na estratégia de cross channel marketing.

Entretanto, é preciso deixar isso ainda mais claro, como quando alguém da área de clínicas masculinas ainda está na dúvida sobre implementar ou não esse recurso.

No fundo, as maiores vantagens consistem no fato de que você moderniza sua marca, aumenta seu alcance e, com isso, também seus resultados de curto, médio e longo prazo.

Sem falar que com isso sua marca se fortalece perante o público-alvo e até perante a concorrência, que passará a vê-lo com outros olhos.

Conclusão

Portanto, com o crescimento da economia e a disseminação da internet, é impossível uma marca tentar crescer sem considerar as melhores estratégias de marketing.

Acima mostramos como o cross channel lida com esse novo universo corporativo, trazendo também seus pilares e suas vantagens de curto e longo prazos.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.



Diga-nos o que achou do post: