O problema de toda transportadora é o setor de Programação.

A grande reclamação dos motoristas inicia sempre no setor de programação de cargas.

A dificuldade de todo instrutor em alcançar as metas, é por conta do agendamento apertado que o programador realiza.

A falta de atendimento ao cliente é por conta do programador de cargas que não observa os horários.

Já parou para pensar o que seria das empresas sem o setor de programação?

Precisamos ter resiliência para compreender a rotina do profissional de quem trabalha no setor de CCO ”Centro de Controle Operacional”, são estes profissionais que tem rotinas exaustivas iguais ao do caminhoneiro todos os dias.

O programador de cargas, é a ponte que liga o comercial das empresas, com isso ele precisa de tempo para realizar agendamentos dentro das normas da jornada de trabalho do motorista e atendimento a necessidade do cliente direto, nem sempre é possível agradar a todos.

E sabemos bem que no mundo dos expertos malandro vira rei, muitos motoristas fazem de tudo para dar aquela escapadinha para passar em casa e prejudicar os agendamentos, ou então fazer aquele corpo mole para sair no dia seguinte.

Quando o setor de programação realiza o agendamento de carga e descarga.

Ele firma o compromisso entre a lealdade da transportadora e a necessidade do cliente.

Muitos programadores não tem conhecimento pratico dos veículos, mas isso não é problema quando se tem um instrutor ativo dentro da empresa, quando o instrutor observa a dificuldade operacional, imediatamente acontece a comunicação entre os setores para auxiliar pois sabemos que todos aprendemos com todos.

Sem ”picuinhas ou gracinhas”

Instrutor diferenciado auxilia todos os setores em busca de resultados coletivos!

As informações de tempo de viagem, modo de condução e particularidades da carga auxilia o trabalho do programador e com isso toda empresa gera bons resultados e harmonia entre os setores.



Diga-nos o que achou do post: