Muitas pessoas são como o cão alegre

 

Era uma vez um cão alegre que sabia esconder bem suas emoções ele ficava amarrado sob uma árvore de sombra , ele sempre abanava o rabo e era fofo por isso era chamado de ” cão alegre “tão alegre quanto a primavera.

O cão alegre sempre se divertia muito com as crianças do vilarejo porém toda noite , ele gemia e choramingava quando não havia ninguém por perto.

Ele chorava por que queria se soltar e correr livremente no campo florido mas ele não podia por isso choramingava todas as noites.

Um dia uma vez dentro dele perguntou ao cão alegre por que você não corta sua coleira e foge e o cão alegre respondeu estou amarrado há muito tempo então não sei mas como me libertar.

– Trecho do livro o cão alegre

Muitas pessoas são como o cão alegre estão presa árvore do ressentimento, da mágoa do não perdão da rejeição da dor do abandono, estão presa a uma lembrança do passado. Mascarado sua dor facilmente com seu falso sorriso trazendo para si a sensação da zona do conforto a tristeza profunda a incapacidade de acreditar que você pode se libertar das correntes que te prender que você pode ir a lugares com a vista mas bonitas com pessoas mas inspiradoras e encantadoras.

Nada e impossível quando se tem sonhos quando se acreditar em si quando você decidir parar de ter medo e sair da zona de conforto em buscar de novos horizontes , só você pode se libertar das suas correntes ninguém poderá fazer isso por você por que só você conhece sua dor ela pertencer apenas a você a mas ninguém por que cada dor é única.

Não continue sendo como o cão alegre se liberte de tudo aquilo que não te faz bem, seja corajoso não tenha medo sempre haverá uma saída quando se buscar por ela.

– Vanessa Costa Lima

 



Diga-nos o que achou do post: