Kanu, ícone africano

    Há 23 anos, atacante nigeriano adiava o sonho do ouro olímpico brasileiro

    A Olímpiada de Atlanta (1996) ficou marcada para a equipe nigeriana. Muito graças ao atacante, nascido em 01/08/1976, em Owerri, Nwankwo Christian Nwosu Kanu. Seus dois gols foram fundamentais para levar sua equipe à final e, posteriormente, ao título olímpico daquela edição.

    Em partida emocionante nas semis, o meia Flávio Conceição abre o placar para a Seleção Canarinho, em cobrança de falta forte e rasteira, logo no começo da partida. Porém, o lateral-esquerdo Roberto Carlos tenta cortar e acaba traindo o goleiro Dida, resultando em empate dos nigerianos em 1×1. Até que Bebeto aproveita o rebote do atacante Ronaldo e traz novamente a vantagem ao time sul-americano, 2×1 para o Brasil. A formação brasileira ainda faria o terceiro, pelos pés de Flávio Conceição novamente, agora aos 38 minutos do primeiro tempo e levaria essa vantagem de dois gols de diferença para o intervalo.

    Contudo, aos quinze minutos do segundo tempo, Flávio Conceição derruba Amokachi na área, pênalti para os nigerianos. Okocha arremata, mas o goleiro Dida evita o gol. Mas, aos 33 do segundo tempo, Ikpeba consegue arrematar rasteiro e diminui a vantagem brasileira para apenas um gol de vantagem.

    Até que surge “El Rey”, anota o gol aos 45 do segundo tempo, para empatar a partida e levar a partida para a prorrogação, empate da Nigéria em 3×3! E, aos quatro minutos da prorrogação (que era decidida por Gol de Ouro – morte súbita onde o gol valia a classificação), mais uma vez Kanu executa a meta de Dida, levando os africanos à final.

    No fim da competição, os nigerianos bateram os argentinos por 3×2, com gols de: Babayaro, Amokachi  e Amuneke. Este último foi o autor do gol decisivo nigeriano, fazendo o gol aos 45 do segundo tempo. Claudio López e Crespo descontaram para os “Hermanos”.

    Kanu se destacou, por seu país natal, ao defender o Federation Works e Iwuanyanwu Nationale, antes de passar pelo holandês Ajax, pela italiana Inter de Milão e os ingleses Arsenal, West Bromwich e Portsmouth.

    Conquistou os títulos do Campeonato Nigeriano de Futebol (1992-1993), Eredivisie (1993-1994, 1994-1995 e 1995-1996), Liga dos Campeões da UEFA (1994-1995), Supercopa Europeia (1995), Copa Intercontinental (1995), Liga Europa (1997-1998), Premier League (2001-02 e 2003-04), Copa da Inglaterra (2001-02, 2002-03 e 2007-08), além da Supercopa da Inglaterra (1999). Pela Seleção nigeriana, foi campeão do Campeonato Mundial sub-17 em 1993 e conquistou a medalha olímpica no ano de 1996.

Veja mais:

Argélia faz gol relâmpago e conquista Copa Africana de Nações

 



Graduado em Administração na UFRRJ, Apaixonado por Futebol, Flamenguista por Opção, Geek por Natureza, Carioca de Nascimento, Amante de Livros, Cinéfilo, Curte Contar/Apreciar Boas Histórias e Experiências de Vida, Autor do livro "Veredas da Vida: Poéticos Conselhos" (Chiado Books), Sempre em Busca de Novos Objetivos.

Diga-nos o que achou do post: