Inteiro, sigo meu viver, simples e complexo Lugares onde busquei Que me fazem sentir saudade Sangram o coração De desejos e sonhos.

Inteiro, sigo meu viver, simples e complexo

Inteiro, sigo meu viver, simples e complexo

Lugares onde busquei
Que me fazem sentir saudade
Sangram o coração
De desejos e sonhos.

Com intensidade, é como vivo
Sonhando sigo
Tentando recuperar os dias que perdi
Os sonhos que ainda não sonhei.

Sinto-me leve
Disposto a tudo mudar
Transformando o que existe em mim
No mais valioso diamante.

Deixo morrer o que não me agrega
O que é atraso de vida
Vivo para ser feliz
De complexa simplicidade.

Com plena profundidade
De um viver repleto de intensidade
Feliz por essa liberdade
Agora, vou simplesmente viver.

Carlos de Campos 

Confira, se quiser 

* Meditação como ferramenta de transformação social 
* Com a prática se conquista a experiência
* Quero me eternizar em você
*A DIFERENÇA DA PSICOLOGIA E DA PSICANALISE.

Para adquirir  o livro, acesse:

Enquanto a solidão me abraça


Carlos de Campos nasceu em 1980 em Biritiba Mirim, São Paulo. Apaixonado por Poetrix. Em 2017, começou a escrever seus versos nas redes sociais, expressando-se de maneira profunda, em reflexões e observações sobre a condição humana, entre outras; analisando sua organização, atuação e intempéries emocionais, de forma leve, porém, concisa e incisiva. Não se deixando condicionar por padrões, investigando, atentamente, os recônditos mais conflitantes da existência e expressando-o, poeticamente, através do seu minucioso olhar. Autor do Livro Enquanto a solidão me abraça https://caravanagrupoeditorial.com.br/

Diga-nos o que achou do post: