Identidade, por favor!

Quem é você? Com quem pensa que está falando? Quem você pensa que é? Parece que essas perguntas não saem do nosso repertório. Mas, alguma vez você já ouviu uma resposta realmente honesta e sincera à essas e outras perguntas que frequentemente são tiradas da bolsa no meio de uma discussão mais acalorada?

Por qual motivo é tão difícil nos conectarmos de verdade conosco e com os outros à nossa volta? Há muitas respostas e nenhuma parece ser definitiva. Mas, hoje, eu quero conversar sobre identidade com você. A sua identidade. A minha identidade. Não em um nível mais complexo, como a cultura de um país, ou pertencimento à alguma religião. Não, longe de mim! Não hoje, pelo menos. Hoje quero conversar contigo algo muito mais individual, íntimo, profundo e manejável.

Do que você é feito? Sim. Você. Ah, não se preocupe em responder rapidamente, leve o tempo que precisar para elaborar sua resposta. Eu não vou a lugar algum. Eu sou feita de muitas coisas. Muitas delas são inconciliáveis, contraditórias, anormais, mas, sinceramente, sabendo tudo o que eu sei hoje, não troco ser quem sou por nada nessa vida. E eu levei mais de trinta anos para aprender a resposta.

Saber do que se é feito, pela minha experiência, é metade do caminho para saber em que podemos melhorarmos, até onde aguentamos ir sozinhos e que estratégias são melhores na hora de precisarmos de ajuda. Não importa o ambiente: trabalho, família, escola, esporte, só para dar alguns exemplos.

Conhecer-se profunda e intimamente é uma aventura em si mesma. Nem sempre é fácil, geralmente é dura e assustadora para a maioria das pessoas. Mas a recompensa é muito boa! Conhecimento é poder. Eu nunca me cansarei de dizer isso. Pois é a mais pura verdade.
Quem se conhece bem não permite que outras pessoas tragam dúvidas a respeito da própria capacidade. A dúvida, neste caso, é a rachadura no casco do navio, e, assim sendo, uma hora vira um buraco e a água só afunda o navio se estiver dentro dele. E então, navio, a água está dentro ou fora de você? Me conte nos comentários!

 



Estudante da vida e suas conexões, professora por ofício e vício, pesquisadora por necessidade, ajuda as pessoas a atingirem suas metas de modo personalizado, barato e sem justificativas usando a Educação como principal ferramenta.

Diga-nos o que achou do post: