HEROIS BRASILEIROS ATUANDO NA GUERRA ENTRE RÚSSIA X UCRÂNIA

Grupo de brasileiros unidos em prol do resgate de outros compatriotas, continua em ação em plena guerra que acontece entre Rússia e Ucrânia.

A ideia partiu da advogada paulistana Clara Magalhães Martins, que hoje reside na Alemanha e percebendo a necessidade das pessoas vítimas do ataque de Vladimir Putin, resolveu liderar esta campanha.

Porém a mobilização não ficaria somente a cargo de Clara Magalhães em território alemão, pois outras forças estava se formando na Suíça, país vizinho, e foi quando os representantes do grupo do Madalena’s Suiça, viu uma postagem no Facebook, no dia 24 de fevereiro, onde um grupo de pessoas oferecia alojamento em um apartamento na Alemanha para brasileiros refugiados.

Os dirigentes do Madalena’s Suiça, logo entraram em contato com o grupo alemão por meio de uma rede social e relatou que a equipe estava solicitando doações de roupas, água, material para higiene pessoal, medicamentos e transporte.

Como a geografia estava a favor da instituição Madalena’s Suiça, tendo em vista que a Suíça fica a cerca de 1500 km de Kiev, capital da Ucrânia, o grupo sentiu a necessidade de uma conta bancária para arrecadar dinheiro para os refugiados, e foi quando decidiu entrar em contato com Henrique Cassius (Grupo de Voluntário da Frente BrazUcra), que se prontificou em passar o link oficial da arrecadação.

No dia seguinte (25) as mobilizações deram início no território suíço. Foi então que o grupo Madalena’a Suiça, em parceria com Delene Shätti (Cantinho da Vovó Catarina) e Natália Mondelli Hoferrer (Grupo Mulheres do BRASIL da Basiléia), começaram a se empenhar na divulgação do link para que as doações alcançassem a meta estabelecida de arrecadação de materiais e de dinheiro.

A meta foi alcançada graças ao empenho desses heróis espalhados mundo afora, e além das doações em dinheiro, foi enviado materiais para os grupos nas fronteiras da Hungria, Polônia e Romênia, além de postos montados da Suíça para o recebimento de material que posteriormente foram encaminhados para os locais predeterminados.

 

O Conselho de Representantes de Brasileiros no Exterior (CRBE), também foi acionado, assim como as autoridades do Itamarati por meio do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos representada pela Ministra Damares Alves.

Toda a logística assim como os gastos com a mobilização e montagem de postos de coleta, gasolina, aluguel de veículos, manutenção, água, luz e telefone foram financiados pela sociedade civil da Europa e do Brasil.

Você pode fazer sua doação através dos links abaixo:

https://donorbox.org/extracao-de-brasileiros-na-ucrania

 

 



Escritor, jornalista, apresentador, roteirista e cineasta Membro da (AILB) Academia Internacional de Literatura Brasileira e Membro da (AIL) Academia Independente de Letras

Diga-nos o que achou do post: