FORO PRIVILEGIADO, VERGONHA!

Está mais que na hora de acabar com o foro privilegiado no Brasil, uma prerrogativa de políticos detentores de mandato que serve apenas para manter impunes os crimes cometidos por esses senhores.

Não há a menor justificativa plausível para que os políticos sejam julgados em foro superior, os crimes que eles cometem não estão acima dos crimes cometidos por um cidadão comum, pelo contrário os crimes que eles cometem são piores pois tiram dinheiro da saúde e da educação para seus bolsos. Aliás nem o político detentor de mandato é superior a ninguém, um erro achar que eles são mais do que o cidadão, quando eles apenas são funcionários públicos eleitos pelo povo para gerir as cidades, estados e o país, nada mais que isso, mas agem como se fossem os donos das instituições onde atuam, sem dar satisfação alguma ao verdadeiro patrão, o povo eleitor, pelo qual deveriam lutar e nutrir o respeito.

Essa situação deveria já não existir há muito tempo, pois é uma porta escancarada para a corrupção e outros desmandos no período do mandato, isso deixa a punição muito longe da pessoa. Enquanto isso o cidadão comum é julgado pelas instâncias mais baixas da justiça, sem nenhum ou com pouco amparo de uma defesa, só lhe resta a Defensoria Pública, cujos defensores fazem o seu melhor com os poucos recursos que possuem para trabalhar, são verdadeiros herois.

Há um Projeto de Lei nas gavetas do Congresso, que nunca foi e nem será votado, cuja principal proposta é acabar com o foro privilegiado, mas no andar da carruagem de Brasília nada será feito, pelo menos nessa legislatura, pois não há o menor interesse dos nobres deputados e senadores em votar tal projeto. É simples pensar que não votam porque têm medo de cair cometendo crimes e ter que responder na justiça comum, como todos os outros brasileiros que não desfrutam dessa regalia. Está passando da hora da sociedade cobrar dos congressistas uma posição firme com relação ao fim do foro privilegiado, não há mais espaço para que fiquem impunes os crimes contra os cofres públicos.

Parlamentares e outros políticos de todas as esferas já gozam de muitas mordomias proporcionadas pelos cargos que ocupam e o foro privilegiado é mais uma delas, talvez a pior de todas, uma verdadeira aberração brasileira, pois em outros países, não existe isso e os políticos são julgados na justiça comum, aqui se agarram aos cargos para desfrutarem do privilégio, e com isso cometem mais crimes e provocam desarmonia.

O foro privilegiado é a certeza da impunidade, pois dá ao agraciado um grande número de prerrogativas que só fazem enrolar o processo, uma das regalias é poder marcar o dia e a hora para prestar seu depoimento, outra é fazer o depoimento por escrito, como se seu tempo fosse mais valioso do que o do cidadão comum, não é. Primeiro porque o cidadão comum tem que acordar de madrugada para pegar um ônibus lotado e mal conservado para ir ao trabalho, leva horas chacoalhando dentro de latas de sardinha caindo aos pedaços, que os responsáveis deveriam fiscalizar e cobrar qualidade, mas não o fazem, por mais que prometam isso em campanha, e como prometem melhorar o transporte público, verdadeira bandeira de campanha, e esse mesmo cidadão é o que paga os impostos que mantêm as regalias do político ladrão e mentiroso com mandato. Então quem tem o tempo mais valioso? Quem deveria ser privilegiado? Mas não é isso que acontece no Brasil.

PRIVILÉGIOS DEMAIS

 

São tantos os privilégios de quem se elege que falta dinheiro para o que deve ser realmente feito em prol do cidadão, afinal de contas os impostos, pela Lei, são para ser devolvidos ao cidadão na forma de serviços de qualidade, mas boa parte escorre pelo ralo da corrupção e dos privilégios aos políticos.

Pode parecer até bobagem reclamar sobre isso, mas não é, há dinheiro, temos uma das mais altas taxas de impostos do mundo, mas o retorno que temos é bem pequeno. A maior parte desse dinheiro vai para o pagamento dos altos salários de políticos e funcionários públicos, além de também ser gasto com regalias e uma infinidade de assessores parlamentares que lotam gabinetes sem nenhuma função concreta, a não ser pôr as mãos no dinheiro suado do trabalhador e azeitar a máquina da compra de votos e compras sem sentido, que desembocam na corrupção.

Devemos estar atentos e cobrar que os nossos representantes se dediquem mais a fazer o bem ao povo e não a si próprios, como já o fazem. Poucos são os que têm um pouco de consciência e limitam seus gastos. Cabe a nós cidadãos fazer essa cobrança, é só entrar no site das Casas Legislativas e copiar o e-mail do parlamentar de sua região, a partir daí você pode mandar quantas mensagens quiser cobrando mais ação daquele que foi eleito por sua região e seu estado. Cobre dele mobilização para votar o fim do foro privilegiado e fim das regalias a que têm direito, e se não der resultado, é simples, não dê seu voto a ele novamente, o poder está em sua mão no dia de votar e escolher seu representante! Mas tenha cuidado com os oportunistas, que fazem política pelas redes sociais, cobram, perturbam e na hora de votar fazem tudo ao contrário, te ludibriando, assim como alguns que falaram tanto que não votariam em candidato do governo para a presidência da Câmara e forma flagrados na festa da vitória do eleito se esbaldando ao sabor de champanhe e caviar. Insulto duas vezes, uma pela pandemia e por estarem aglomerados e outra por não respeitarem o povo e descumprir sua palavra, insultando a nossa inteligência, vergonhoso.

Por essas e outras o foro privilegiado já deveria ter seu fim decretado há muito tempo, mas como quem vota os projetos de lei são os próprios deputados e senadores, e eles se acostumaram às mordomias, fica tudo como está e o povo que se dane, essa é a realidade.

O Brasil do século XXI ainda vive como se fosse um país feudal, onde os senhores mandam e a plebe obedece, onde os senhores são os donos de tudo e as migalhas ficam para o povo, vergonhosamente é isso que acontece no país. Enquanto isso estamos ficando para trás em educação, tecnologia e desenvolvimento, vai chegar ao ponto que não haverá mais jeito e deixaremos de ser o tal país do futuro e seremos o país sem futuro.



Formado em Letras e pós-graduado em Marketing, membro convidado da Academia de Letras da Manchester Mineira. Com formação em Coaching, atua como treinador de vendedores e Palestrante Motivacional. Poeta, contista, cronista e articulista. Três vezes finalista do prêmio Top Blog, na categoria Política e colaborador no jornal Tribuna de Minas. Participação no projeto "Poesia na Escola" como autor de destaque na edição de 2022, você pode baixar o e-book do projeto acessando o link: https://online.fliphtml5.com/dozlr/ajdc/ Autor de dois livros "Conselhos Diários. Você Não Tem Limites!" e "Você Pode Mudar!", onde fala sobre aspectos de carreira e liderança. Você pode comprar no site: https://bio.uiclap.com/celsociampi

Diga-nos o que achou do post: