Flamengo vira contra o Al-Hilal e disputará a final do Mundial de Clubes

    Rubro-negro carioca saiu atrás no placar, mas conseguiu a virada contra a equipe saudita;

    A próxima sede da Copa do Mundo de futebol, em 2022, receberia os torcedores de Flamengo e Al-Hilal pela semifinal do Mundial de Clubes em 2019. O clube brasileiro estrearia na competição nesta fase, ao passo que os sauditas passaram pelos tunisianos do Espérance por 1×0 nas quartas – com gol do centroavante francês Gomis.

    Na data de 17/12/2019, os times viriam a campo para ver quem avançaria a final e seguiria sonhando com a conquista do título em 2019. O Flamengo jogaria completo e no 4-2-3-1, tendo o tridente ofensivo formado por Éverton Ribeiro, o uruguaio Arrascaeta e Bruno Henrique, com Gabigol mais a frente. O Al-Hilal vinha no mesmo esquema tático, dotado do saudita Salem Al Dawsari, o italiano Giovinco e o peruano Carrillo municiando o centroavante francês Gomis.

    Após pressionar durante os minutos iniciais, e desperdiçar chance clara de gol com Gomis, os sauditas abririam o placar aos 18 minutos: o lateral-direito saudita Mohammed Al-Breik iria ao fundo e cruzaria rasteiro para trás. O meia saudita Salem Al Dawsari iria aparecer sozinho na grande área para arrematar para o gol e, depois da bola desviar na zaga rubro-negra, ela acabaria no fundo das redes.

    Na volta para o segundo tempo, o Flamengo começou pressionando até que achou o seu gol aos 4 minutos. Após boa jogada trabalhada, Gabigol lançaria Bruno Henrique nas costas da zaga e ele passaria para o uruguaio Arrascaeta empurrar a bola para o fundo das redes sauditas e empatar o placar em 1×1.

Aos 33, Bruno Henrique deixaria seu tento na partida. O meia Diego Ribas (que substituiu o volante Gerson durante o jogo) acionaria o lateral-direito Rafinha que cruzaria na medida para Bruno Henrique cabecear no primeiro pau, se antecipando ao goleiro saudita Abdullah Al Maiouf, e estufar as redes para virar o placar a favor do clube brasileiro.

    E, aos 37 minutos do segundo tempo, Diego acharia Bruno Henrique pela esquerda e o atacante rubro-negro cruzaria para o centro da área. O zagueiro Ali Albulayhi tentaria cortar e teria a infelicidade de empurrar a bola contra seu próprio gol. Era o 3×1 para o Flamengo no gol contra de Albulayhi. O Al-Hilal ainda teria o meia peruano Carrillo expulso aos 38 minutos após falta forte no meia uruguaio Arrascaeta

    Com a vitória, o Flamengo rumou às finais do Mundial de Clubes na data de 17/12/2019, às 14:30, e enfrentará os ingleses do Liverpool – que superaram os mexicanos do Monterrey por 2×1 (gols de Keita e Roberto Firmino) na grande final pela disputa do título mundial.

Veja mais:

Al-Hilal bate Urawa Red Diamonds e garante vaga no Mundial de Clubes

Flamengo conquista o bicampeonato da Libertadores contra o River Plate

 



Graduado em Administração na UFRRJ, Apaixonado por Futebol, Flamenguista por Opção, Geek por Natureza, Carioca de Nascimento, Amante de Livros, Cinéfilo, Curte Contar/Apreciar Boas Histórias e Experiências de Vida, Autor do livro "Veredas da Vida: Poéticos Conselhos" (Chiado Books), Sempre em Busca de Novos Objetivos.

Diga-nos o que achou do post: