Final “Pão de Queijo” no Vôlei Feminino

    Os clubes de Minas Gerais desbancaram as consagradas de outrora Rio de Janeiro e Osasco e disputarão mais uma final em 2019.

    O vôlei feminino está passando por mudanças na hegemonia. É o que mostra o cenário atual em que duas equipes mineiras vão disputar o título nacional. Fato é que esta final “pão de queijo” vai ser inédita na Superliga, mas já ocorreu nas decisões do estadual, da Copa do Brasil e do Sul-Americano, além da semifinal do Mundial de Clubes.

    Sendo o Praia Clube o atual campeão da Superliga, ao ter batido o elenco do Bernardinho, na temporada passada, e conquistado o título inédito, pode ser bi nesta temporada. Por sua vez, o Minas volta a final nacional após 15 anos e embalado pelas conquistas do bicampeonato Sul-Americano e o caneco da Copa do Brasil.

    O técnico Paulo Coco do Praia Clube quebrou a hegemonia RJ-SP e nos dias 21/04, 26/04 e 03/05 (se necessário) pode levar o seu clube a mais uma conquista na série melhor de 3. Por sua vez, o técnico italiano do Minas (Stefano Lavarini) chegou ao clube de Belo Horizonte há duas temporadas e implementou o estilo italiano (qualidade de jogo e estratégia apurada), que pode coroar seu trabalho ganhando mais esse título em 2019.

    A primeira partida das finais foi eletrizante e após chegar no tie-break, a equipe de Lavarini, ganhou por 3×2 (parciais de 28×26,25×22, 17×25, 17×25 e 15×6). A maior pontuadora da partida foi a atleta estadounidense Nicole Fawcett (Praia Clube) com 30 pontos.

Veja mais:

Minas Campeã da Superliga Feminina

Atletas pedem dispensa da Seleção Feminina de Vôlei

 



Graduado em Administração na UFRRJ, Apaixonado por Futebol, Flamenguista por Opção, Geek por Natureza, Carioca de Nascimento, Amante de Livros, Cinéfilo, Curte Contar/Apreciar Boas Histórias e Experiências de Vida, Autor do livro "Veredas da Vida: Poéticos Conselhos" (Chiado Books), Sempre em Busca de Novos Objetivos.

Diga-nos o que achou do post: