Ex-piloto austríaco falece aos 70 anos

    Niki Lauda, tricampeão da categoria, faleceu em 20/05/2019

    Atuando por cinco equipes automobilísticas na Fórmula 1 (March, BRM, Ferrari, Brabham e McLaren), o austríaco Andreas Nikolaus Lauda faleceu, ao não resistir às complicações em seu estado de saúde. Ele deixa esposa e cinco filhos.

    O piloto atuou pela categoria de 1971 a 1979 e, depois, de 1982 a 1985, além de deter 177 GPs disputados, com 25 vitórias, 24 poles e 24 voltas mais rápidas em sua carreira. Conquistou o título nas temporadas de 1975, 1977 e 1984 e é o único piloto até hoje a ganhar o mundial pelas montadoras italiana (Ferrari) e inglesa (McLaren).

    A temporada de 1976 é particularmente marcante na vida do piloto, graças ao acidente em Nürburgring, em que o carro que ele pilotava pegou fogo e ele ficou preso nas ferragens por vários minutos. Lauda sobreviveu às graves queimaduras e ainda voltou a correr naquele ano, mas perdeu o título no último GP da temporada.

    No GP do Japão, o último de 1976, choveu bastante em Fuji e isso levou o austríaco a desistir da prova, alegando falta de segurança. O inglês James Hunt chegou em terceiro, nesse circuito, e conquistou o campeonato por um ponto de vantagem. Esta ferrenha rivalidade é retratada no filme “Rush – no limite da emoção” (2013),  narra a trajetória de ambos nos papéis de Chris Hemsworth (Hunt), outrora Thor de “Os Vingadores”, e Daniel Brühl (Lauda).

Veja mais:

GP 1000 da Fórmula 1

25 Anos Saudosos de Ayrton Senna

 



Graduado em Administração na UFRRJ, Apaixonado por Futebol, Flamenguista por Opção, Geek por Natureza, Carioca de Nascimento, Amante de Livros, Cinéfilo, Curte Contar/Apreciar Boas Histórias e Experiências de Vida, Autor do livro "Veredas da Vida: Poéticos Conselhos" (Chiado Books), Sempre em Busca de Novos Objetivos.

Diga-nos o que achou do post: