Eterno instante

Eterno instante

 

Em dias sombrios, vem pros meus abraços
Aquece tua alma na minha esperança
Onde o amor prevalece.

Poderíamos fugir  em nossos sonhos juvenis
Deixando de lado os nossos fracassos da vida adulta
Vem !!!
Sinta-se acolhida em meu coração !!!

Partamos dessa realidade deprimente
Do caos que teima em nos angustiar
Vem !!!
Quero e preciso unicamente te amar !!!

No esconderijo de nossas almas
Nos desejos reprimidos de nossos corpos
Vem !!!
Deixe-me te amar num eterno instante !!!

No olhar que tudo revela
Nos dizeres de uma alma em meio ao êxtase
Te amo como nunca amei outra pessoa.

Sentimento que desejo oferecer ao teu coração
Amor que deseja curar a tua alma ferida
Amor que te protege de toda essa bagunça.



Carlos de Campos nasceu em 1980 em Biritiba Mirim, São Paulo. Apaixonado por Poetrix. Em 2017, começou a escrever seus versos nas redes sociais, expressando-se de maneira profunda, em reflexões e observações sobre a condição humana, entre outras; analisando sua organização, atuação e intempéries emocionais, de forma leve, porém, concisa e incisiva. Não se deixando condicionar por padrões, investigando, atentamente, os recônditos mais conflitantes da existência e expressando-o, poeticamente, através do seu minucioso olhar. Autor do Livro Enquanto a solidão me abraça https://caravanagrupoeditorial.com.br/

Diga-nos o que achou do post: