Estado reduz todas as modalidades de roubos e vítimas de homicídios e latrocínios em abril

No quarto mês do ano, também houve diminuição nas ocorrências de furtos de veículos e nas extorsões mediante sequestro

O Estado de São Paulo reduziu, no mês de abril, os roubos em geral, de veículos, a banco e de carga e os furtos de veículos. Houve ainda quedas nas vítimas homicídio, nos indicadores de latrocínio e extorsões mediante sequestro.

Os roubos em geral diminuíram 8,8%. Foram 22.772 no quarto mês de 2018 e 20.788 em abril deste ano, em números absolutos foram 1.994 a menos. A quantidade é a menor da série histórica, desde 2012 (20.483 casos).

Os roubos de carga recuaram 20,6% em abril, passando de 768 para 610. Os roubos a banco reduziram de três para um na comparação do quarto mês – diminuição de 66,7%. O total é o menor da série histórica, iniciada em 2001.

Os casos de roubos de veículos apresentaram redução de 17,6%. A soma de boletins de ocorrência desta natureza caiu de 4.941 para 4.069 – 872 a menos em abril deste ano. É o menor número da série histórica.

Os furtos em geral subiram 8,4% chegando a 44.596 casos registrados no mês de abril. Já os furtos de veículos caíram 7,8%, passando de 8.436 para 7.780. É o segundo menor total contabilizado desde o início da série histórica.

No quarto mês deste ano, os estupros apresentaram alta de 6,4%, passando de 957 para 1.018.  As extorsões mediante sequestro caíram 33,3%, passando de três para dois.

Homicídios e latrocínios

A quantidade de casos de homicídios dolosos subiu 1,2%, passando de 252 para 255 boletins de ocorrência na comparação mensal. Apesar da alta nos casos, o indicador de vítimas recuou 3,3%, passando 271 para 262. É o menor total contabilizado pela série histórica.

Com as variações, as taxas dos últimos 12 meses (de maio de 18 a abril de 2019) caíram para 6,54 casos e 6,88 vítimas de homicídios a cada grupo de 100 mil habitantes do Estado. Os índices são os menores do período.

O total de latrocínios caiu 40,7% em abril, passando de 27 para 16 casos. Já o indicador de vítimas recuou 42,9%, de 28 para 16. A soma do indicador de vítimas seguidas de morte é a menor da série histórica, ao lado de 2008.

Produtividade policial

O trabalho realizado pelas três polícias estaduais resultou em 17.522 prisões realizadas ao longo do quarto mês deste ano. A quantidade, que representa aumento de 10,63%, é recorde para período.

No mesmo período, 1.156 armas de fogos foram retiradas das ruas e 4.082 flagrantes de tráfico de drogas foram registrados.



Diga-nos o que achou do post: