Entenda como uma má alimentação pode afetar a sua saúde bucal

A alimentação pode ser o principal aliado ou o maior inimigo de um sorriso saudável. A saúde bucal está intrinsecamente alinhada ao tipo de nutrientes recebidos – vitaminas, suplementos – e ao tipo de desgaste que sofre com o consumo de alimentos.

Especialmente quando se fala de pacientes com tratamentos específicos e que requerem mais cuidados, tal qual o uso de Lente de contato dental, é necessário ainda mais atenção para a dieta adotada. 

Por isso, a atenção à alimentação na hora de cuidar dos dentes é vital; mas qual a relação entre ambos?

Qual a conexão entre comer bem e ter saúde bucal?

Há alimentos que, quando consistentes em uma dieta descuidada e desbalanceada, tem o potencial não só de prejudicar a higiene, mas a integridade dos dentes e gengiva, podendo deteriorar e agravar problemas de saúde bucal. 

Algumas das consequências que podem ser geradas são:

  • Cáries;
  • Inflamação gengival;
  • Sensibilidade nos dentes e
  • Amarelamento dental.

Alguns portais de profissionais odontológicos, trazem os esclarecimentos de um especialista, afirmando que “alguns tipos de comida podem trazer benefícios para a saúde bucal. 

Eles são considerados como “detergentes” pois atuam eliminando resíduos de outros alimentos que ficaram aderidos à superfície dental”. 

Ele dá os exemplos de pêra, cenoura e maçã, que são bons para facilitar a higiene na hora da escovação. 

Outro tipo de afetação é a por falta de vitaminas, que enfraquecem a saúde bucal. 

Assim, uma alimentação desbalanceada prejudica diretamente a estabilidade do sorriso saudável. 

O açúcar e refrigerantes, por exemplo, além de prejudicarem a saúde geral do corpo, prejudicam os dentes diretamente. 

A queda do pH proporcionada por ambos gera a desmineralização dental, o que, comumente, leva ao aparecimento de cáries; não apenas, há o surgimento de feridas na boca, como aftas e sensibilidade gengival. 

O consumo exacerbado de açúcares, por exemplo, pode prejudicar quem tem os dentes saudáveis e é ainda mais ponto de atenção para pacientes com tratamento em andamento, tal como os que utilizam Aparelho de porcelana.

Quais alimentos priorizar e descartar para manter meu sorriso?

Há alguns vilões da alimentação que vem de encontro com problemas na saúde bucal; muitos deles são enormemente encorpados nas dietas populares e cotidianas de muitos brasileiros. 

A chave, portanto, é o equilíbrio de uma dieta consciente alinhada à boas práticas de higiene. 

1. Café 

O café é uma bebida com alto potencial abrasivo. A acidez da bebida, ao ser consumida diariamente, vai erodindo o esmalte mineral dos dentes. 

Isso gera um alto desequilíbrio na saúde bucal, que fica propensa a doenças; isso sem contar o potencial amarelamento, característico de quem consome muito café, que prejudica a estética do sorriso. 

Com destaque aos pacientes que fizeram recentemente tratamentos de Clareamento a laser, deve-se ter muita atenção e, se possível, evitar o consumo de café para atenuar os impactos dele nos dentes, que podem ir de sensibilização excessiva até um amarelamento reincidente. 

2. Frutas ácidas 

O consumo de frutas cítricas em excesso, como limão, abacaxi e laranja, pode vir a prejudicar os dentes. 

O balanço de pH na boca é essencial para manter um sorriso saudável: a acidez desses alimentos agride o equilíbrio, deixando propenso à erosão e ao desgaste dos dentes; como sabido, isso pode dar lugar a cáries e a problemas de sensibilidade dentária. 

Além disso, pacientes que realizam tratamentos de Prótese dentaria também devem atentar-se para a manutenção de uma prótese não desgastada e adequada, não devendo negligenciar o balanço na hora de se alimentar.

Ao serem consumidas regularmente, no entanto, essas frutas são positivas para a saúde e até para a boca: elas têm o caráter limpante, que auxilia na higiene dos dentes. 

Em excesso, como dito, elas prejudicam em vez de ajudar. 

3. Alimentos com vinagre e outras soluções ácidas

Saladas ricas em elementos ácidos como o vinagre, bem como alimentos – pepino, palmito e salsichas – em conserva são ameaças se não consumidas com displicência. 

Assim como o café, o caráter ácido, quando consumido extensivamente, acaba por agredir o esmalte dentário e desmineraliza o dente. Nesse caso, é bom balancear!

No final das contas, a chave para um sorriso saudável é o equilíbrio: uma higiene adequada aliada a uma dieta consciente é o melhor remédio para manter sua saúde bucal em dia. 

Deve ser atenção especial do paciente a visita regular ao dentista, a escovação adequada e consistente e, como destrinchado, uma alimentação balanceada, nutritiva e não-agressiva aos dentes. 

Tanto pacientes de consulta como os de tratamento ativo, incluindo aqueles que portam alinhadores invisíveis, devem se atentar para essa rotina de saúde bucal que garantirá não somente uma boca sadia, mas uma autoestima elevada e um sorriso satisfatório.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações e conteúdos sobre os cuidados com a saúde física e mental.



Diga-nos o que achou do post: