“É uma honra carregar uma estrela dourada”,diz 1ª PM mulher a chegar ao posto de major como dentista

Adriana Oliveira se formou nesta quinta-feira (5) e é a primeira mulher do seu quadro a alcançar o cargo ainda na ativa

Carregar uma estrela dourada na farda é o sonho de muitos oficiais da Polícia Militar, assim como o de Adriana Oliveira, que se formou no Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais (CAO) nesta quinta-feira (5) e foi promovida ao cargo de major. A policial, que completará 30 anos de carreira na corporação no próximo mês de janeiro,  é a primeira mulher na ativa, do quadro de dentistas, a conquistar o cargo na PM paulista.

E esta não é a primeira vez que a oficial faz história. Adriana entrou para a corporação em 1990, no primeiro concurso que permitia a participação de mulheres. “Prestei, passei e hoje é um orgulho fazer parte desse time. Desde que eu entrei na PM, atuo no Centro Odontológico, uma unidade de especialidades com tratamento secundário e terciário para o policial militar”, contou Adriana.

Para alcançar o atual posto, Adriana batalhou muito e buscou o aperfeiçoamento dentro e fora da instituição. Formada em odontologia, se especializou em Ortodontia e Ortopedia Funcional dos Maxilares e realizou o curso de pós-graduação em Harmonização e Funcionalidade Orofacial. Além disso, acaba de se formar no CAO, reconhecido como mestrado em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública – requisito para o PM se tornar apto ao cargo de major.

Designada para integrar a área de ensino da PM, a oficial também contribuiu com o desenvolvimento e implementação de um CAO em EAD (ensino a distância) para a área da saúde, em 2018. “Foi uma missão desafiadora e sou grata pelo reconhecimento desse trabalho. A iniciativa me permitiu ser a primeira capitão dentista (na época) a receber a láurea de mérito pessoal em 1º grau. Hoje, atuo diretamente junto à chefia do Centro com o objetivo de fazer o melhor ao policial militar que nos procura”, explicou.

Promoção

Apta a assumir o cargo de major, Adriana precisou aguardar a oportunidade para a promoção, de acordo com os critérios de antiguidade e merecimento, uma vez que para o posto, dentro do Quadro de Oficiais de Saúde (QOS) para dentistas, existem apenas cinco vagas. Para sua felicidade, sua ascensão aconteceu no dia 24 de agosto pelo segundo motivo. “Chegar a esse posto entre os dentistas, na ativa, é bastante difícil. Ser promovida por merecimento, mostra o reconhecimento pela minha história dentro da PM”, destacou a oficial.

A policial também enfatizou a felicidade em poder fazer história e a emoção da conquista. “Eu tenho orgulho em fazer parte da 1ª turma de dentistas com mulheres na PMESP e de ser a primeira do meu quadro a alcançar o posto de major na ativa. De alguma forma, eu posso representá-las [as mulheres] e abrir caminho. Eu lutei, passei por muitos obstáculos, desafios e é gratificante todo esse reconhecimento. É uma honra carregar uma estrela dourada na farda ”, ressaltou Adriana que agora tem o sonho de alcançar o posto de tenente-coronel antes de se aposentar.

“Eu tenho orgulho em fazer parte da 1ª turma de dentistas com mulheres na PMESP e de ser a primeira do meu quadro a alcançar o posto de major na ativa (Crédito: Nathalia Pagliarini)

Por: Nathalia Pagliarini
Fonte: SSP-SP

TAG

Diga-nos o que achou do post: