Diamilette Quiles faz história na liga de beisebol porto-riquenha

    A atleta se tornou a primeira mulher, em 80 anos da disputa, a competir pela Liga Superior Double-A;

    Os Montañeses, de Utuado, seguem disputando o campeonato nacional porto-riquenho. Mas uma atuação, em especial, tornou-se marcante na Federação de Beisebol de Porto Rico, desde o mês passado: a estreia da atleta Diamilette Quiles, de 33 anos.

    Ela já detinha em seu currículo uma carreira magnífica em dez anos na Liga de Beisebol Feminina de Porto Rico. Detentora de nove títulos da liga, atuando pelas Lobas de Arecibo, Quiles foi a campeã de rebatidas da temporada 2018-2019, com a média de 0,611 rebatidas. Ela ainda representou a seleção nacional de Porto Rico na disputa de duas Copas do Mundo de Beisebol Feminino da WBSC.

    A atleta, que sempre se destacou jogando vôlei, basquete e beisebol de maneira recreativa na infância, conseguiu alguns feitos por sua seleção, tais como o Pan-Americano de 2009 (Venezuela), em que conquistou a prata, pelas Olímpiadas de 2010 (Cuba), faturando o ouro.

Veja mais:

Atleta sul-africana sofre embate com o Tribunal Arbitral do Esporte

 



Graduado em Administração na UFRRJ, Apaixonado por Futebol, Flamenguista por Opção, Geek por Natureza, Carioca de Nascimento, Amante de Livros, Cinéfilo, Curte Contar/Apreciar Boas Histórias e Experiências de Vida, Autor do livro "Veredas da Vida: Poéticos Conselhos" (Chiado Books), Sempre em Busca de Novos Objetivos.

Diga-nos o que achou do post: