Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Sorocaba passa a funcionar 24 horas

A unidade contará com atendimento ininterrupto reforçado com policiais realocados de outras unidades

O governador João Doria e o secretário da Segurança Pública, general João Camilo Pires de Campos, inauguraram na manhã desta quarta-feira (30) o atendimento 24 horas da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Sorocaba. O evento aconteceu na sede da unidade, na Rua Caracas, no Parque Campolim.

“A DDM é prioridade no nosso governo. Estamos inovando porque assumimos um compromisso público de ampliá-las 24 horas por dia, fazendo de forma responsável”, afirmou o governador.

Doria destacou também a importância das mulheres no quadro policial. “As DDMs terão mulheres para atender mulheres como aqui em Sorocaba. Vamos incentivá-las para que façam concursos públicos e se apresentem para ser delegadas, escrivães e investigadoras. É uma honra para a Polícia Civil, assim como para a PM, incorporar a figura feminina em seus quadros”.

A unidade especializada de Sorocaba passa a ter o atendimento ininterrupto ao longo das 24 horas do dia. Atualmente, a DDM da região funciona em um imóvel locado pelo Governo do Estado de São Paulo.

“Demos hoje um pequeno grande passo com a inauguração de mais uma das nossas 133 DDMs também funcionando 24 horas, além da 1ª DDM no centro da Capital. É um passo importante de São Paulo trabalhando na proteção das mulheres de Sorocaba”, destacou o secretário da Segurança.

Para atendimento 24 horas por dia, além do efetivo lotado na unidade, haverá o reforço de oito policias, que serão realocadas de outras unidades policiais.

Atualmente, a delegacia está situada em um terreno de 432,61 m², com uma área construída de 723,13 m², beneficiando os mais de 644,9 mil habitantes do município de Sorocaba. O prédio possui 24 salas distribuídas em três andares, além de duas celas.

“Eu tenho a convicção que a DDM de Sorocaba se tornará um modelo para todas as delegacias deste país”, finalizou o general Campos.

O prefeito da cidade de Sorocaba, José Antônio Caldini Crespo, reforçou a importância do trabalho integrado entre os órgãos de segurança e falou da importância do atendimento 24 horas na DDM da Mulher. “Segurança é a nossa prioridade e vamos proteger as mulheres, vítimas de violência de todas as formas possíveis”.

Produtividade da unidade

Ao longo de 2018, a DDM de Sorocaba registrou 3.228 boletins de ocorrência. No mesmo período, foram instaurados 834 inquéritos policiais, expedidas 535 medidas protetivas e realizadas 194 prisões, sendo 119 pela lei Maria da Penha.

Violência contra a mulher

São Paulo é pioneiro no combate à violência contra a mulher e conta com 133 DDMs, sendo nove na Capital, 16 na Grande São Paulo e 108 no Interior. A 1ª DDM da Capital passou a funcionar 24 horas desde 2016, as demais funcionam de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h.

Além disso, todas as delegacias do Estado seguem o Protocolo Único de Atendimento, que estabelece um padrão para melhor acolher casos de violência contra a mulher. Todos os policiais são capacitados – os cursos de formação contemplam disciplinas direcionadas ao tema.

Assessoria de Imprensa e Comunicação da Secretaria da Segurança Pública


Diga-nos o que achou do post: