Contratar técnico estrangeiro é a solução para o futebol brasileiro?

Observei uma enquete com esse tema, resolvi discorrer sobre o assunto.

Será que realmente é a solução, contratar técnico argentino, português na qual virou moda agora no futebol brasileiro, ou de qualquer outra nacionalidade.

Qual o critério para a contratação destes técnicos? 

Jesualdo Ferreira, Sá Pinto, Domènec Torrent, Hernán Crespo, quais as conquistas deles como técnico, que os colocam em vantagem sobre qualquer outro brasileiro?

Olhando externamente, sem paixão, aparentemente os dirigentes dos grandes clubes, estão mais perdidos do que cego em tiroteio.

Um time contratou um estrangeiro que deu resultado positivo, então todos os outros seguem a onda, a moda, sem critério, sem avaliação.

Falta personalidade, postura profissional, identidade para o nosso futebol que foi se perdendo ao longo do tempo.

Contratar técnico estrangeiro é seguir a boiada, maquiar os verdadeiros problemas, na qual vou comentar alguns abaixo, dentre dezenas existentes.

Refém de empresários

Todos os clubes, em pró do futebol brasileiro, deveriam se reunir e acordar, não ser mais refém de empresários.

A maior porcentagem de passe para os empresários, onde deveria ser o contrário, o clube deve possuir a maior parcela desse bem ativo do clube.

Falta união para dos grandes clubes para barrar isso, pode ser penoso no começo, perda de possíveis talentos para o exterior, mas a longo prazo terá o resultado positivo.

Qual GRANDE jovem foi revelado nos últimos 3 anos, na qual podemos chamar de CRAQUE, que faz a diferença em uma partida?

Trabalhar melhor a base

Trabalhar melhor esses garotos, em toda a sua estrutura, inclusive psicológica. É de responsabilidade sim do clube, a formação profissional e pessoal dessas pessoas.

Fundamentos

Muitos jogadores que chegam ao elenco profissional, não sabem chutar uma bola direito, não consegue dar um lançamento, fazer um cruzamento, cobrar um escanteio de forma satisfatória.

A base tem que trabalhar fundamentos básicos, ficar horas se preciso, batendo falta, lançamento, escanteio, tem que deixar garotos prontos, inclusive preparando jogadores para posições carentes dentro dos clubes e do futebol brasileiro.

Diretorias amadoras

Muitos dirigentes, são totalmente amadores, sem preparo algum para comandar os clubes.

Tomam decisões absurdas, baixam a cabeça para tudo dizendo amém, não tem personalidade, capacitação, afundam os clubes em dívidas, não são penalizados pelas barbaridades que fazem, quem sofre são os torcedores e a instituição.

Estes são apenas alguns exemplos, dentre dezenas do amadorismo e mediocridade que nosso futebol se encontra.

O Brasil que já foi o país do futebol em qualidade, talento, onde existia uma personalidade, característica dentro de campo, reconhecida em todo mundo e respeitada, hoje podemos dizer isso?

Contratar técnico estrangeiro é maquiar os verdadeiros problemas, na qual nunca serão solucionados, enquanto os dirigentes e clubes se portarem como juvenis.



Formado em comunicação audiovisual, hobbie é escrever. Amante de futebol, criador de conteúdo, roqueiro, mente um turbilhão de ideias.

Diga-nos o que achou do post: