algoritmos

Conheça a relação entre Algoritmos e Marketing Digital

Para notar o quanto a tecnologia vem mudando nossas vidas, tanto pessoal quanto profissionalmente, basta olhar em volta. Poucos sabem disso, mas sem os algoritmos do mundo digital isso seria impossível, ou mesmo impensável.

De fato, pode ser que algumas pessoas ainda achem que falar sobre algoritmos, parâmetros de programação e Inteligência Artificial seja algo do futuro, exclusivo dos melhores filmes de ficção científica, quando não é nada disso.

 

Na verdade, os algoritmos já estão presentes no nosso dia a dia. Para confirmar isso, basta abrir um motor de busca e pesquisar por algo como lavagem de sofá a domicilio. Lembrando que você pode escrever, ao fim da palavra-chave, “perto de mim”.

 

Em poucos segundos surgirão dezenas de resultados, com a opção de você ativar o GPS do celular e ser direcionado pelo mapa até o estabelecimento mais próximo que estiver aberto e disponibilize o produto ou serviço solicitado.

 

Toda essa customização da sua experiência seria impossível sem os parâmetros referidos aqui. Por isso, abaixo vamos explicar melhor o que são esses algoritmos, como funcionam, como são aplicados e qual a relação entre eles e o marketing digital.

O que é e como funciona?

Como vimos acima, o algoritmo nada mais é do que uma programação que determina o funcionamento de uma operação realizada no mundo da computação. Embora já existisse antes, foi com a esfera online que o conceito se disseminou.

 

Hoje, ao puxar o celular e operar um comando básico, há por trás disso um algoritmo operando. O suprassumo é a convergência dos algoritmos com a Inteligência Artificial, que já permite falar, até mesmo, em machine learning (aprendizado da máquina).

 

Nesses casos, o computador “imita” o processo cognitivo de um ser humano. Assim como nós podemos fazer aulas de volantes para habilitados para aprender uma nova habilidade, a máquina pode juntar algoritmos para criar outros parâmetros, sozinha.

 

Na prática, isso opera como um elemento de criatividade. É isso o que está por trás do exemplo que demos acima, em que você pesquisa algo em um motor de busca e ele leva em conta a sua geolocalização, para customizar o serviço.

 

Aliás, motores de busca como o Google vão além, chegando ao ponto de fazer leituras semânticas. Um caso bem ilustrativo disso é o das palavras sinônimas.

 

Pare para pensar, quando você digita algo como “grama”, como saber se você se refere ao gramado do jardim ou à unidade de medida? Os buscadores já sabem, pois eles levarão em conta seu histórico de pesquisa.

 

Assim, se você já fez mais pesquisas sobre flores, plantas e jardinagem, do que sobre unidades de medida ou Física, a plataforma vai entender que você se refere à grama do jardim.

Aplicações no marketing digital

Como ficou claro até aqui, a aplicação dos algoritmos no universo digital é bastante promissora. No caso do marketing digital ela é ainda mais interessante.

 

Além dos buscadores, os parâmetros estão presentes em redes sociais, marketplaces, aplicativos de venda e tantas outras frentes. Uma firma de higienização de bancos de carros pode pensar, por exemplo, nas automações possíveis.

 

Um exemplo claro aqui é o dos CRMs (Customer Relationship Management), que fazem justamente a Gestão de Relacionamento com o Cliente. Ao contrário do que pensam muitos, isso não “robotiza” o suporte ou a comunicação.

 

A empresa que aplicar o CRM do modo correto poderá atender muito mais gente, e de modo ainda mais personalizado, se souber usar os algoritmos a seu favor. Por exemplo, um vendedor pode confundir o nome de um cliente, já o programa não o confunde.

 

Além disso, falar com alguns compradores é fácil, mas e quando sua carteira chegar aos milhares de clientes? Para o programa não mudará nada, pois ele continuará tendo os dados de todos, lembrando suas preferências, seu aniversário e daí em diante.

Dando os passos iniciais

Se você ficou encantando com o assunto, saiba que é possível começar a desfrutar dos algoritmos de modo prático, gradual e acessível.

 

O disparo de e-mails é um exemplo. Se você lida com fechamento de áreas externas com vidro, pode surpreender os clientes ao segmentar sua base de leads, disparando e-mails personalizados conforme os interesses de cada um.

 

Outro exemplo é o do chatbot, que são robôs de atendimento que você ativa em seu site. Assim, mesmo fora do horário comercial e aos fins de semana, a máquina dará o suporte necessário, aumentando as vendas e fortalecendo a marca.

Considerações finais

Além de encantador, é indispensável explicar o que é um algoritmo, como ele funciona e como é aplicado na esfera digital. Além de entender relação entre algoritmos e marketing digital, com dicas que qualquer um pode começar a implementar hoje mesmo.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.



Diga-nos o que achou do post: