COMO NÃO SENTIR OS EFEITOS da PANDEMIA nos SETORES DA VIDA?

” A priori, tenha Cognoscere que do Latim quer dizer ato de conhecer,  em português derivaram termos como Cognoscente, o sujeito que conhece, e cognoscivél, o que pode ser conhecido, ou seja, Conhecimento, no caso aqui, conhecer a gravidade da nossa realidade, da própria pandemia.”

Agora, para não sentir os efeitos da PANDEMIA nas diversas áreas da vida, você precisa de uma série de questões que precisam ser desenvolvidas.

Infelizmente muitos estão perdendo suas vidas para a Covid-19, outros estão entrando em parafuso, estão se perdendo.

Você precisa seguir os seguintes passos. Trabalhe sua estrutura psicológica, emocional, espiritual e intelectual, para ter uma base forte antes das ações transformadoras. Para treinar esses aspectos, você precisa de foco, metodologia definida e vontade de viver. Respeite o distanciamento social, use máscaras, evite sair de casa e lave sempre as mãos e utilize álcool gel. Porém, vamos ao que poderá te dar uma vida com leveza na pandemia.

Você precisa buscar fazer aquilo que amas fazer e utilizar o seu tempo com produtividade. Seria interessante um cronograma do dia a dia, dividindo ele em partes, fazendo coisas que gosta durante os intervalos entre um compromisso e outro. Faça até aquilo que talvez você não gosta, mas que te tratá resultados positivos na vida, como por exemplo, ler livros, fazer exercícios físicos e outros., afim de melhorar seu humor, alimentar o espírito, sim, o estado de espírito.

Durante a pandemia, por exemplo, eu estou escrevendo muito para diversos trabalhos e projetos, bem como estou lendo muitos livros que eu antes não conseguia ler com tanta frequência como nos últimos meses, e isso em meio ao meu trabalho e os diversos compromissos. Quero com isso dizer que a vida é plural, que podemos ser felizes até durante esse período tenebroso em que atravessa nossa humanidade.

O conhecimento sobre a Covid-19, faz com que à respeitemos e tomamos os devidos cuidados. Não entro em discussão política sobre a pandemia, pois sei qual é o da discussão que atua nos bastidores. Prefiro levar reflexão e possibilidades de melhoria de vida para as pessoas através de uma mensagem positiva e eficaz. Um homem que possuí conhecimento e que sabe dominar seu próprio ego, evita desgastes de energia em coisas e discussões sem embasamento e /ou verdades concretas.

Muitos estão desempregados, faltando alimentos em suas casas, estamos falando de milhões de pessoas passando fome ou necessidades básicas. Neste sentido, precisamos nos unir e ajudar o nosso próximo, lembrando que aquilo que a mão direita fizer, a mão esquerda não precisa saber; isto é, faça sem aflorar seu ego, sem demagogia, em sigilo e com naturalidade, simplicidade e sem interesses, ou seja, que sua ajuda seja voluntária e espontânea.

Para finalizar, busque também além de conhecimento, faça cursos, estude, procure crescer como ser humano durante esse período que já se tornou longo e que não sabemos quando vai terminar. Portanto, procure ter uma vida com leveza e simplicidade; tenha uma vida interessante e discreta, pois a luz que há em você vai atrair coisas boas sem que você precise ficar se promovendo esperando aplausos, curtidas ou reconhecimento. Seja simples  e tenha empatia, respeitando ao seu próximo, e fique em casa.  Vacina sim, Vacina para todos.

” Sobre o que você não pode falar, você deve manter silêncio. Supere seu ego, suas paixões, seu impulso de sair para a rua e fazer tumultuar.  O homem valente é aquele que supera não apenas seus inimigos, mas também seus prazeres. “

FILÓSOFO NILO DEYSON MONTEIRO PESSANHA



FILÓSOFO, ESCRITOR, POETA, COLUNISTA & PALESTRANTE. Fundador da Filosofia da imparcialidade participativa. Autor do livro de Filosofia Todos os Corações do mundo, e do Livro O Teatro da vida e a interpretação das coisas, quem nos garante ser verdade das coisas. Membro de diversas instituições culturais como por exemplo, é imortal acadêmico da Academia de Letras do Brasil seccional Campos dos Goytacazes, é imortal Acadêmico da Academia Pedralva Letras e Artes, ocupante da cadeira n°17 , Fundador do NAISLA, Núcleo Acadêmico Italiano di Scienze, Littere e Arti. Membro de diversas instituições. Nilo Deyson Monteiro participou de diversas antologias, periódicos e muitos de seus trabalhos acadêmicos estão no Google ao pesquisar Filósofo Nilo Deyson.

Diga-nos o que achou do post: