Como começar a trabalhar de vendedor externo de grandes empresas

O setor de vendas é o destaque da empresa, sem ele não há vendas, e sem vendas a empresa não tem lucro.

 

Atualmente a maioria das empresas tem esse setor disponível, mas algumas não têm esse setor, o que a faz perder clientes e lucros.

 

O vendedor externo é responsável por executar as tarefas da empresa fora dela. Esse profissional  é responsável por fazer visitas aos clientes, levando os produtos até eles, desempenhando um papel muito importante para conseguir atrair novos clientes. 

 

Esses profissionais devem fazer a demonstração dos produtos, visitar, orientar, acompanhar o pedido de cada cliente, até que o produto chegue até ele, realizar visitas após a venda para saber se a encomenda chegou da maneira que ambos combinaram.

 

O vendedor externo se relaciona com toda área de vendas e marketing da empresa, e trabalha em diferentes tipos de empresas e indústrias. Deve saber analisar o perfil de seus clientes para elaborar estratégias de vendas, e ser um profissional disciplinado é essencial para que consiga ter uma rotina organizada.

 

É importante que ele mantenha todos os pedidos organizados, sempre estar atento à data das entregas para que consiga ficar dentro dos prazos de pagamentos, analisar possíveis descontos e pacotes promocionais. Muitos vendedores externos podem alcançar o cargo de gerente de vendas ou gerente comercial, tudo vai depender do seu bom desempenho. 

 

Para ser um bom profissional é importante que o vendedor externo conheça o produto que está vendendo e assim alcançar clientes, convencendo-os de que vale a pena adquirir o produto. Como exemplo podemos citar um vendedor externo da Alfa Instrumentos, que deve conhecer todos os produtos disponíveis e a função de cada um, para que assim possa ir até o cliente que tenha perfil para adquirir aquele produto. 

Diferença entre vendedor externo e representante comercial 

Geralmente as pessoas acham que vendedor externo e representante comercial tem a mesma função, mas devemos esclarecer que há diferenças entre esses profissionais. 

 

O vendedor externo é um funcionário que tem vínculo direto com a empresa, ou seja, podemos dizer que esse profissional trabalha registrado; já o representante comercial não. 

 

O vendedor externo tem metas, horários e prazos a serem cumpridos. O fato dele  trabalhar fora da empresa não quer dizer que não tenha responsabilidades a serem cumpridas. O vendedor possui um salário fixo, podendo ser maior devido à porcentagem de vendas realizadas; já o representante comercial ganha de acordo com as vendas realizadas, portanto, se não tiver vendas não tem salário.

 

O representante comercial também deve ter registro no CORE (Conselho Regional dos Representantes Comerciais) que é responsável por regularizar a atividade de representação comercial.

Quais vantagens das vendas externas

  • Acelera os resultados;
  • Consegue convencer os clientes a adquirir seu produto;
  • Chances maiores de novas oportunidades; 
  • Maior clareza nas negociações. 

O que é preciso para ser vendedor externo 

Para trabalhar nessa área, o interessado deve:

  •  Ser paciente;
  •  Ser comunicativo;
  •  Ter responsabilidades;
  •  Manter a honestidade;
  •  Ser simpático;
  •  Saber se adaptar a diversas situações;
  •  Ser eficiente;
  •  Saber trabalhar em equipe. 

O que é preciso para trabalhar nessa área

Para ser vendedor externo é necessário que a pessoa tenha ensino médio completo ou superior em Administração ou Marketing. Muitas empresas costumam dar prioridade para quem tenha curso profissional na área de vendas e marketing.

 

É de extrema importância que o vendedor tenha CNH (Carteira Nacional de Habilitação), já que esse profissional realiza serviços fora da empresa, necessitando muitas vezes que faça algumas viagens. 

Quanto ganha o vendedor externo

O salário desses profissionais varia dependendo de cada empresa, e de quanto cada uma paga de comissão para seus funcionários. Mas podemos dizer que o salário é em média  R$2.614,00, levando-se em consideração também o tipo de produto que ele vende e dos serviços prestados.

Ferramentas que ajuda no dia a dia

Atualmente, os vendedores externos contam com ferramentas que colaboram com o trabalho diário. Uma dessas ferramentas é a plataforma digital chamada CRM, que ajuda o profissional a se relacionar com os clientes e o processo de vendas. Confira algumas!

 

  • Google Maps 

O Google Maps ajuda o vendedor a chegar até seus clientes de maneira rápida, traçando o melhor percurso possível. 

  • Clicksign

Essa ferramenta permite que o contrato de compra e venda seja assinado digitalmente, acelerando todo o processo da venda.

 

  • Canva 

O Canva permite que o vendedor crie apresentações diferenciadas para oferecer os produtos aos clientes. 

 

Para quem deseja seguir essa carreira é de extrema importância que tenha boa aparência e uma postura adequada, pois deverá passar uma boa imagem para seus clientes. 

 

O funil de vendas é um aliado do vendedor externo, já que mostra a jornada do cliente com a empresa desde o primeiro contato. Ele é essencial para o departamento de marketing e venda, e também para a empresa que deseja aumentar os resultados. 

Etapas do funil de vendas

  • Topo: 

No topo do funil, a primeira regra é atrair novos visitantes e converter os visitantes em clientes. 

  • Meio do funil:

Relacionar-e com os clientes 

  • Fundo do funil:

É realizar a venda do produto para o cliente.

 

Vantagens do funil de vendas

  • Maior produtividade; 
  • Impulsiona o crescimento empresarial;
  • Maiores oportunidades de vendas. 

 

Seguir essas dicas pode ajudar você a se tornar um excelente vendedor externo na empresa em que você trabalha.



Diga-nos o que achou do post: