COMETAS DE UMA MESMA ESTRELA

Poeta: Nilo Deyson

” Aos olhos do mundo somos uma incógnita, não importa, somos um só, uma verdade última em nós, um fim pela busca, um eterno retorno, sim amor da minha eternidade, não somos imortais, somos eternos. “

Eu te quero tanto, em meus pensamentos você está passando, mesmo que o futuro seja um muro enorme, eu não tenho medo de seguir te amando.

Não me ame porque pensa que eu pareço diferente e não pense que é para sempre só porque estamos juntos.  Venha comigo meu universo, vamos nos amar sem pressa de gozar, nenhuma explicação para a força que nos une.

Não me ame que eu estou perdido, que esse é o meu mundo e outro é o seu destino. Porém, esteja aqui, no prazer de conhecer um gosto sem igual, da tal felicidade.

Sua verdade me atraí, ensina o que não sei, está em toda parte onde eu chamar seu nome. Quando você me pega, sua mão me aperta, em seu pensamento o que está se passando?

Esse amor é tão grande, não me ame, mas fique mais um dia. As horas pararam no relógio, essa noite é perpétua, vamos fazer amor até o cansaço nos convidar à dormir abraçados.

Somos dois universos que se entende em tudo, em um simples olhar, pronto, já conversamos, já nos entendemos. Talvez por diversas vidas passadas em outras galáxias, tempos ou energias cósmicas, já nos conhecíamos.

Talvez por sermos de uma mesma constelação, de uma mesma estrela, somos tão iguais; confiamos um no outro, somos mas chegados que qualquer casal na terra, total transparência, amor puro, paixão sem maldade, com muito tesão e vontade.

Porque não se pode ver além do espelho se existe um medo por detrás de cada beijo, eu te peço, não me ame, mas fique dentro de mim para toda eternidade.

Não me ame com os pés na terra, quero abrir as asas e voar pro espaço entre o céu e o inferno. Se esse é o instante de seguir em frente, fica mais um pouco que ainda estou quente.

Nosso amor é confuso, cheio de oscilações, cheio de lágrimas e sorrisos, esperança e medos, porém, é único e jamais teremos outra oportunidade de sentir força tal como esse que é nossa. Estive te procurando perdido à léguas de vidas, te encontrei…

Não me deixe, não me escute quando eu digo: Não me ame. Não, Não me ame deixe, não machuque meu coração com esse : Não me ame.

Na verdade, não me ame, não me deixe, O que eu digo nem mesmo eu sei; se eu me afasto dos seus braços esse amor, eu nunca esquecerei.

Te amo muito, tanto que não falo, não demonstro, faço silêncio, sou discreto por não poder fazer o que quero, sim, quero penetrar-te no coração, fazer você sentar em meu colo, beijar por seu pescoço, acariciar seu corpo, tocar seu libido com a potência do meu talento…

Não me ame, nunca se engane com esse amor tão grande e tão dividido.

Não me ame ficaremos juntos um dentro do outro cada vez mais juntos…

Esse amor é como um sol que nasce em plena tempestade como dois cometas de uma mesma estrela ☄☄

Amor, me espere, me aguarde ainda que seja para vida idosa, mesmo que seja em outras vidas, amor, me espere, Deus tem um propósito em nós, pois não é atoa o papel dado, amassado, devolvido dias depois fora de um acaso do destino; portanto, me espera…

Esse amor, não me ame, ficaremos juntos, um dentro do outro cada vez mais juntos… Sonhe comigo, estarei em nossa canção, estarei nas canções, no canto dos pássaros, na natureza…

Se um dia eu partir, estarei vivo à cada instante em que você ler minhas poesias, meus vídeos YouTube, enfim, em minhas obras; então poderá me tocar, me sentir dentro de ti.

Sou seu encaixe perfeito, seu orgasmo inesquecível, seu grande amor, mas não me ame, me sinta, sou seu por inteiro; e se porém, tu partires da vida primeiro do que eu, então o mundo inteiro se torna um manto negro, será o fim das vozes no meu rádio, por se então um quarto escudo do meu céu…

A lua ao lado é sempre igual, eu sem você é a escuridão de um espaço onde a solidão é tão normal… Porém, nos encontramos em algum tempo dentro do espaço em uma galáxia por aí, sei lá, somos dois cometas de uma mesma estrela, somos um, portanto nos sentimos à cada instante, mesmo distantes…

POETA : NILO DEYSON MONTEIRO PESSANHA



FILÓSOFO, ESCRITOR, POETA, COLUNISTA & PALESTRANTE. Fundador da Filosofia da imparcialidade participativa. Autor do livro de Filosofia Todos os Corações do mundo, e do Livro O Teatro da vida e a interpretação das coisas, quem nos garante ser verdade das coisas. Membro de diversas instituições culturais como por exemplo, é imortal acadêmico da Academia de Letras do Brasil seccional Campos dos Goytacazes, é imortal Acadêmico da Academia Pedralva Letras e Artes, ocupante da cadeira n°17 , Fundador do NAISLA, Núcleo Acadêmico Italiano di Scienze, Littere e Arti. Membro de diversas instituições. Nilo Deyson Monteiro participou de diversas antologias, periódicos e muitos de seus trabalhos acadêmicos estão no Google ao pesquisar Filósofo Nilo Deyson.

Diga-nos o que achou do post: