Canil da Polícia Militar de São Paulo comemora aniversário de 68 anos

As equipes atuam em praças desportivas, resgate de pessoas perdidas, detecção de drogas e explosivos e outras atividades

O Canil da Polícia Militar do Estado de São Paulo completa 68 anos de existência. A solenidade de aniversário da 3ª Companhia do 3º Batalhão de Choque (BPChq) aconteceu, na manhã desta quinta-feira (27), na sede da unidade, no bairro Tremembé, zona norte da Capital.

A companhia do Canil foi criada em 15 de setembro de 1950, com um efetivo de quatro cães da raça Pastor Alemão e hoje é comandada pelo capitão Ivan Garcia Souza.  Além da unidade subordinada ao Choque, a PM conta com mais 26 canis setoriais, com quase 300 cães treinados distribuídos pelo Estado.

Para ingressar na unidade, os animais passam por testes comportamentais, morfológicos e genéticos. Os cães selecionados são treinados por cerca de um ano a um ano e meio, em média. Eles trabalham até os oito anos e, após a aposentadoria, são encaminhados para adoção. Nesse processo, tem prioridade o PM que trabalhou por mais tempo com o cão.

O Canil conta com cães farejadores das raças Pastor Alemão, Pastor Belga Malinois, Pastor Holandês, Braco Alemão, Santo Humberto, Rottweiler e Labrador. Entre outras atividades, atua em praças desportivas, na busca de fugitivos em matas, resgate de pessoas perdidas, segurança de autoridades e detecção de drogas e explosivos.

Produtividade

De janeiro a agosto deste ano, a equipe do Canil da Capital abordou 3.295 pessoas, prendendo 41 delas. No mesmo período, os militares em atuação na unidade ainda revistaram 636 veículos.

A unidade realizou, ainda, 29 flagrantes, sendo que os cães farejadores foram empregados em 517 abordagens ao longo de 606 missões. Ao longo das ações, foi apreendida mais de 1,5 tonelada de drogas.

Fonte: Assessoria de Imprensa SSP-SP



Brasileiro, natural de São Paulo - SP, Jornalista, Empreendedor, Administrador de Empresas, Técnico em Informática, WebDesigner, Designer Gráfico e Fotógrafo. Amante da natureza, boa literatura, boa música e conservador nos costumes.

Diga-nos o que achou do post: