Bacanal Constitucional

Bacanal Constitucional

” Deita te comigo Democrático, deixa me gozar do poder já me imposto, realiza meus desejos de liberdade, apenas quero o prazer da libertinagem sem censura, contemplando o delírio de pátrio corpo sem imposições ou restrições”

Analisando os atos e manifestações populares de 7 de setembro o Erotismo explicaria ou elucidaria muita coisa.
Instaurada uma putaria constitucional cheia de contradições onde a Democracia é atacada a olhos nus e esse fatídico dia ficará marcado nos anais da estória, não conseguindo me conter a tais conotações.
Em pauta a Democracia em sua atual posição está submissa pelo fetiche da “Ditadura Militar” (dominadora), teríamos o retorno das torturas, assassinatos, censura, suspensão dos direitos políticos, extinção da saúde pública, controle acadêmico de ideologia e informações, corrupção  com defasagem salarial. Situação já em curso no atual cenário político brasileiro.

O STF “Masoquista”, contrariando sua função fundamental de salva guardar a Constituição Federal, pecou quando foi tendencioso ao julgar sem prever. Ministros nomeados e aprovados em circunstâncias oriundas que sofrem agora  ameaças. E o evidente prazer na dor proporcionada pela opressão de poder, violáveis sendo atacados por seus próprios progenitores.

O povo usando a Bondagem e vendados, dividido pelo poder, se aglomerando em cidades e quarteirões entre prós e contras, desunidos  promovendo a inconstitucionalidade de nossos direitos. Desacerbados, mascarados de consciência e sem máscaras para se proteger do vírus que assolam a nossa existência.

Perdidos sem ideologia confusos entre dados de miséria e possibilidade de perda da legitimidade, da liberdade de escolha (voto), não apresentando a defesa a conquista de seus próprios direitos civis.
No 7 de setembro (O Dono Do Bordel) onde em um longo processo de liberdade que se iniciou em São Paulo e terminou na Bahia. Em uma busca por apoio político no momento de crise cheia de conflitos e revoltas entre guerras instauradas, mas não unificadas, tendo um marco de seu grito em São Paulo, mas não encerrada. Disputadas por três capitais, até a expulsão dos portugueses em 2 de julho de 1823, dez meses depois da declaração do grito do Ipiranga.

Uma orgia atualmente se instaura nessa data, falta de consciência politica, conduzido às ruas lutando por miséria, desacreditados na política que só se une com senso total na hora de aumentar seus próprios rendimentos, o povo se mostra despreparo para escolher seu próprio caminho, no passado o imperialismo decidiu melhor o que fazer.

E nos perdemos no caminho sem pensar no bem comum divididos e mutilados por não ter conhecimento claro das leis da política na totalidade, a educação e cultura que nos foi negada hoje reflete nas ruas em comícios e atos políticos contrários, uma pornochanchada explícita depravada de direitos sendo outorgados.

A Democracia é a única saída para garantir que essa orgia popular possa se realizar, sem ela estaríamos desfilando em roupas militares prestando condolências aos abutres no poder, meios sorrisos e barrigas vazias, lendo apenas o permitido, caminhando nos horários impostos e sendo controlados pela impunidade assistida.

Thatyanna de Souza Cesar

Thaty Thaty Contos e Poesias



Olá, sou Thatyanna de Souza Cesar Eu sou uma escritora de contos e poesias eróticas, tenho 43, anos, moro no Brasil na cidade de Osasco, SP. Comecei a escrever contos eróticos desde os meus 17 anos, de forma escondido de todos e somente aos 35 anos eu publiquei o meu primeiro conto num site de escritores e aos 39 anos nas redes sociais, porém escrevo desde os 10 anos de idade nos famosos diários de adolescente. Atualmente tenho mais de 40 registros autorais no Recanto das Letras com o pseudônimo Thaty Thaty Contos e Poesias, e uma Página no Facebook com o mesmo nome onde publico os meus contos, poesias, vídeos e posts com trechos sensuais, perpetuando assim a arte erótica através da imagem de forma simples e direta tornando os textos poéticos em uma leitura popular, lhe dando asas e rompendo fronteiras. Recentemente ganhei o meu primeiro prêmio de concurso de Poesia promovida pelo Grupo Letras Picotadas, onde me abriu portas para conhecer novos autores talentosos de outros países como de Angola, pessoas pelas quais me apaixonei pelo o amor que elas possuem na arte literária. Tenho um sonho com propósito de demostrar que o simples nos remete ao prazer, e querendo inovar criei a minha página onde além de textos e vídeos quero proporcionar às mulheres uma relação melhor com os seus parceiros. Vejo na Literatura erótica a expressão da liberdade sexual, onde ali podemos descrever imaginar e relatar fatos que dão prazer, que atiça o imaginário do leitor, que o leva a sentir todas as sensações e fantasias muitas vezes nunca realizadas. A Literatura erótica tem esse poder de transportar o leitor para dimensões tão prazerosas capazes de causar grandes transformações na sua vida real e sexual.

Diga-nos o que achou do post: