Atletas pedem dispensa da Seleção Feminina de Vôlei

    O técnico brasileiro José Roberto Guimarães perde atletas importantes para a continuidade da temporada da Seleção Brasileira

    No dia 25/04, Drussyla (atleta do SESC-RJ) pediu dispensa da Seleção Brasileira, alegando questões médicas. Ela endossou uma lista de dispensas, que já contava com a levantadora Dani Lins, as líberos Camila Brait e Tássia e as centrais Thaisa e Adenízia.

    Tais atletas iriam disputar quatro torneios em 2019: Liga das Nações, Campeonato Sul-Americano, Pré-Olímpico e Copa do Mundo. Além de três convidadas (oposta Lorenne e ponteiras Julia Bergmann e Tainara Santos), as levantadoras Roberta e Juma, a oposta Tandara, a ponteira Amanda, as centrais Bia, Lara e Milka e a líbero Natinha são as selecionadas do técnico até agora.

    Nas competições que se avizinham, Macris (levantadora do Minas) acena como boa opção, mas ainda não foi posta a prova em posse da verde-e-amarela. Em ano de pré-Olímpico (em grupo com República Dominicana, Azerbaijão e Camarões), o técnico terá de fazer testes, devido às baixas e tentar levar a equipe brasileira à disputa de mais uma competição olímpica, com um plantel sem grande parte de seus nomes de destaque – que haviam outrora. A Seleção está disputando a Liga das Nações, em Brasília, e ganhou da China ontem por 3 sets a 0, parciais de 25/15, 25/21 e 25/21. Nas próximas rodadas, ainea duela contra República Dominicana e Rússia.

Veja mais:

Final “Pão de Queijo” no Vôlei Feminino

Minas Campeã da Superliga Feminina

 



Graduado em Administração na UFRRJ, Apaixonado por Futebol, Flamenguista por Opção, Geek por Natureza, Carioca de Nascimento, Amante de Livros, Cinéfilo, Curte Contar/Apreciar Boas Histórias e Experiências de Vida, Autor do livro "Veredas da Vida: Poéticos Conselhos" (Chiado Books), Sempre em Busca de Novos Objetivos.

Diga-nos o que achou do post: