Após teste de resistência, prêmio de soletração americano premia oito ganhadores

    Tradicional concurso norte-americano opta pela divisão do prêmio após palavras complexas serem caprichosamente soletradas pelos participantes;

    Era a noite da data de 30/05/2019 e já passavam das 22hs, quando Serrao soletraria “Imbirussú” (árvore típica da América Central) e conquistaria uma vitória histórica ao lado de mais sete competidores. Aos 13 anos, o garoto e mais sete estudantes conquistariam a atual edição do Scripps National Spelling Bee – existente nos EUA desde 1925.

    Depois de passarem por vinte rodadas, inéditas e ininterruptas, e palavras brasileiras como “maxixe” e “vuvuzela”, os organizadores do evento perceberam que a soletração dos desafiantes estava afiada e faltariam termos para descredenciá-los da conquista coletiva da competição.

    E então, pela primeira vez em 94 anos, deram o prêmio aos oito participantes. O concurso nacional tem fases preliminares e eliminatórias, sendo a grande final exibida ao vivo pela ESPN. Cada estudante tem o tempo de até dois minutos para pedir todas informações sobre a palavra em questão e soletráa-la corretamente.

    Possuir descendência indiana parece um atributo que gera maior “vantagem” aos competidores, haja visto 19 dos 23 ganhadores (desde 1999) terem esse traço genealógico. Nupur Lala, ganhadora de 2002 e retratada no documentário “Spellbound”, além de Lori Anne Madison, a mais nova a ganhar em toda história, com apenas seis anos, em 2016.

    E você, saberia soletrar auftaktigkeit, omphalopsychite, madrague, gnotobiotic, ou theileriasis, por exemplo? Os vencedores da versão de 2019 conseguiram, sendo seis dos oito participantes (Rishik Gandhasri, Rohan Raja, Abhirjay Kodali, Saketh Sundar, Sohum Sukhatankar e Shruthika Padhy) mantiveram a tradição. Além deles, Erin Howard e Cristopher Serrao ganharam US$ 50 mil, cada (cerca de R$ 200 mil).

Veja mais:

EUA vence mais uma e segue invicta na Copa do Mundo

Norte-americanas massacram equipe tailandesa pela Copa do Mundo Feminina

 



Graduado em Administração na UFRRJ, Apaixonado por Futebol, Flamenguista por Opção, Geek por Natureza, Carioca de Nascimento, Amante de Livros, Cinéfilo, Curte Contar/Apreciar Boas Histórias e Experiências de Vida, Autor do livro "Veredas da Vida: Poéticos Conselhos" (Chiado Books), Sempre em Busca de Novos Objetivos.

Diga-nos o que achou do post: